Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

30.01.17

Vencedor de A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa


O Informador

Imaginar Camões à bulha pelas ruas lisboetas, Gil Vicente com uma ligação romântica com uma colecionadora de livros e a união de uma lisboeta de gema e um brasileiro azarado é um pouco do que pode ser lido em A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa, a nova obra de Marco Neves que acabou de ser lançada pela editora Guerra e Paz.

Intriga, amor, ciúme, tragédia e violência são os pilares centrais desta obra que através da simplicidade linguística da língua portuguesa percorre os meandros da família Contreiras que circula entre factos reais e criados numa história de conhecimento sobre as nossas origens literárias. 

Há uns dias lancei o desafio para atribuir um exemplar desta obra a um dos leitores do blog e eis que foi a Maria Oliveira, de Lisboa, a sorteada através do sistema random.org. 

Muito Obrigado a todos os participantes que tentaram a sua sorte e Parabéns à vencedora!

a incrivel história da lingua portuguesa.jpg

Tudo isto fez parte da vida de quem falou português ao longo dos séculos, uma língua que come-çou a ser germinada na voz daqueles que, há quase 2000 anos, na Galécia, falavam um latim popular com sotaque celta. A história surpreendente da nossa língua, contada como um romance.

Embarque na aventura da descoberta das raízes da língua portuguesa na companhia da família Contreiras e, entre factos reais e muita imaginação, conheça a nossa língua pela perspectiva de gente comum e de grandes escritores.

Acompanhe uma celta e um romano aos beijos, um amigo de Afonso Henriques à procura de mouras encantadas, Gil Vicente a perseguir um homem perigoso pelas ruas de Lisboa, uma coleccionadora de livros a fugir numa carroça para Amesterdão, Camões ao murro por causa duma dama da corte e muitas outras aventuras de que é feita esta história da língua portuguesa, recheada de deliciosas surpresas e um toque de humor.