Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

16
Set20

Tu cá! Tu lá!

 

Os lugares nem sempre são respeitados entre uns e outros no que toca ao atendimento entre clientes e empregados. À uns dias, numa grande cadeia de restauração, a mais conhecida de hambúrgueres, quando estava a ser servido oiço um, «Pediste uma fanta, não foi?». Onde raio a miúda me conhece para me tratar por tu enquanto me serve e estou como cliente?

Será que na formação que lhe deram, e é sabido que a marca é das mais exigentes em cuidados e formações, não lhe indicaram que os clientes não são para serem tratados como amigos e conhecidos? Fiquei de ouvido atento, recuando no que tinha sido pronunciado e tenho mesmo a certeza de que a questão surgiu com um «pediste», o que não me deixou assim tão confortável, para mais pelo desconhecido e pela diferença de idades bem visível entre a minha pessoa e quem me estava a atender. Até podia conhecer de vista e sentir algum à vontade mas nem isso acontece, como tal, fiquei sem perceber aquele tratamento como se fosse a minha melhor amiga desde sempre.

Ao balcão e nos serviços manter o distanciamento físico nesta altura não chega, existindo sempre a necessidade de também manter o respeito e a distância comportamental.  

5 Comentários

Comentar post