Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

The Bodyguard, para ver num só dia!

12
Nov18

the bodyguard.jpg

The Bodyguard é uma das séries do momento. Num thriller produzido pela Netflix para a BBC e logo disponível na plataforma, esta produção que conta com Richard Madden, o Robb Stark de A Guerra dos Tronos, como protagonista, vicia ao primeiro episódio e quem não ficar tentado a ver a temporada de seis episódios de seguida é porque não esteve atento aos primeiros desenvolvimentos da história.

David Budd é o guarda-costas escalado para proteger Julia Montague, a controversa Secretária de Estado da Defesa, que apoia guerras e o envio de soldados para o Médio Oriente, o que se cruza com o passado de Budd, desempenhado por Richar Madden, que tem consigo o stress pós-traumático adquirido justamente pelos anos em que passou na guerra no Médio Oriente. Um antigo militar que fica assim responsável por proteger quem ajudou a alterar a sua saúde. Será que este homem irá aproveitar-se do facto para se vingar de Julia Montague? A ideia parece ser essa mas o tempo define e fornece outros condimentos entre os dois, acabando por baralhar e criar alguma confusão entre os primeiros instintos e os comportamentos e reações que vão sendo tomados. The Bodyguard consegue mostrar a eficácia de um guarda-costa no momento de grande tensão como logo reflete os seus ataques pessoais e mais privados num contrassenso pessoal onde a força e vontade se deixam abater pela fragilidade do que foi vivido e que fica para sempre na memória de quem sofre. 

Inicialmente os primeiros momentos explicativos para as decisões que são tomadas de seguida logo conseguem mostrar ao que esta série vem. Criada de forma a agarrar e sempre a deixar pontas soltas com as reviravoltas para se querer ver o que está para acontecer, The Bodyguard é daquelas tramas em que até ao último momento podemos ser surpreendidos com várias alterações de rumo para que se fique a ver e se queira chegar ao final rapidamente para se perceber quem afinal está de que lado da barricada. 

Confesso que o último episódio, mais longo que os anteriores, parece ter demorado bastante mais tempo a passar, com cenas mais paradas e onde a pressão surge para que se fique atento à imagem e se comece a ficar impaciente para que a ação continue, no entanto vê-se muito bem por existir vontade de perceber como tudo termina. O final podia estar melhorado, perante a qualidade dos restantes episódios, mas a força com que esta história surge cativa e vicia para que se veja tudo de uma só vez e não se queira parar até se conseguir perceber como e quem está realmente por detrás de uma série de incidentes ocorridos enquanto David Budd é o guarda-costas de Julia Montague.

2 comentários

Comentar post