Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tenham dó, tá?

Depois de sete horas e meia de trabalho e quando já só faltam uns simples trinta minutos para poder dizer «até amanhã», eis que chega um colega com um cliente para estragar toda a festa do final do dia e empatar o que já estava feito. Passam o dia de um lado para o outro como colas atrás de quem está a trabalhar e na hora do fecho lembram-se de apresentar algum serviço para atrapalharem a vida de quem esteve desde cedo ocupado e já se encontra sem alguma paciência. 

O que dá mesmo vontade de dizer nestes momentos às pessoas que não têm noção? Vão mas é para o _aralho porque já está praticamente na hora de me ir embora, estou cansado e alguém andou aqui sem fazer nada e agora é que se lembrou. Fica-se fulo, pois então!

Felizmente ou infelizmente, depende da visão de cada qual, existe sempre alguma alma caridosa que tem paciência para aturar os atrasados que não respeitam os horários dos outros. Um aparte, eu não fui o santo pacifico da questão porque assim que o relógio marcou a minha hora lá fui eu à vida porque aquela situação já me estava a revoltar o estômago! Talvez de fome, não sei!

Tenham dó!