Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Barulhos vizinhos

  No prédio de um lado tenho a vizinha dos saltos altos até altas horas da noite, do outro vive o vizinho que fala bem alto com a esposa, com direito a cantorias e anedotas em alto e bom som de janela aberta para fumarem dentro de casa. De manhã é o vizinho do lado de lá da rua com a música em alto e bom som para acordar o bairro. E nas últimas noites a rua tem recebido um pobre gato que se faz ouvir como se tivesse a pedir misericórdia e ainda uma coruja que vem cantarolar para (...)

Ser um bom vizinho

  Sabes as regras a seguir para seres um bom vizinho? Não fazer barulho fora de horas. Não sujar a área comum do prédio. Praticar a boa educação. Limpar a tua entrada. Não deixar sapatos espalhados do lado de fora. Controlar as necessidades dos animais de estimação no prédio. Fechar sempre a porta do elevador. Evitar pedir constantemente artigos alimentares ou de higiene. Não sacudir tapetes quando os vizinhos debaixo têm janelas abertas. Evitar o salto alto durante horas. ( Ver mais... (...)

Vizinhança da discórdia

  Ainda é bem cedo, enquanto o menino toma o pequeno-almoço descansado, enrolado no roupão e a ver as últimas publicações pelo Instagram, um barulho estranho e acima do normal faz-se sentir pela rua. De início parece ser somente alguém a falar mais alto logo pela manhã, mas o som adensasse, as vozes elevam-se, até que o menino percebe que a vizinha estridente debaixo e o vizinho porco do lado (...)

Lidar com a Morte

  A morte é sempre um peso que surge na vida de quem fica e se vê confrontado primeiramente com o sofrimento, depois com a dor da perda. Existindo vários estados que antecedem a morte onde o sofrimento lento e devastador magoam, causando bastante dor a quem mal está e a quem trata, mas existindo também a perda rápida em que de forma quase súbita tudo termina. Onde o choque é maior? Mais uma vez e não de forma familiar, fiquei confrontado com a morte de quem me viu praticamente (...)

Curtas e Diretas | 143 | E então?

A vizinhança na aldeia é do mais intrometida que existe. Há uns dias ao descer para ir ao correio que apitou a mota por ter entrega a fazer, lá estava a vizinha já a dizer ao carteiro, como se tivesse muito com isso, que o vizinho, eu, recebo muita encomenda. Acham que respondi? O que ela queria saber era o que vem dentro das caixas e envelopes mas fica só mesmo pela vontade de saber porque a vida é nossa e não tem de ser contada à rua e por consequência à aldeia. 

Arrumações noturnas

Tenho uma questão a fazer a quem vive em prédios ou moradias geminadas, visto achar e querer mesmo acreditar que não serei caso raro a sofrer com as arrumações noturnas de casa dos vizinhos do lado em alguns dias da semana.  Estão a ver aquelas pessoas que têm todo o tempo do mundo, que dormem durante toda a manhã porque os horários são geridos por si e não pelo regulamento de uma entidade patronal? E estão a ver essas mesmas pessoas que acordam mais tarde que a maioria da (...)

Curtas e Diretas | 142 | Gritarias

Sabes o que é acordar na aldeia, onde vives desde que nasceste, com as vizinhas a passarem na rua aos gritos por tudo e por nada logo pelas primeiras horas da manhã quando estás de folga? Obrigado às minhas ricas vizinhas que fazem questão de acordar com as galinhas e com a garganta bem afiada logo pela manhã! ( Ver mais... )

Falemos de má vizinhança?

Hoje apetece tocar no tema dos maus vizinhos que por vezes nos aparecem pela frente sem que tenhamos pedido tais acontecimentos.  Vivo numa espécie de prédio onde partilhamos a escada para o primeiro andar com quem vive justamente na casa do lado. Foram anos a viver ao lado de uma senhora viúva que me viu crescer, mas com a sua morte a casa foi vendida e o seu novo proprietário resolveu alugar o espaço a uma família meio complicada (...)

Vizinhança no Controlo

Incrível é viver numa aldeia, numa rua estreita com nove casas e perceber que estejamos a entrar ou a sair não é fácil não se ser detetado. É verdade, sempre alguém surge no quintal ou mais frequentemente a sacudir o seu tapete na janela no momento em que se fecha o portão na chegada ou partida. Vizinhança assim não é para todos! Diria até que estes vizinhos são melhores que a polícia municipal. Guardam tudo, dão fé de tudo e conseguem saber quem está em casa ou quem (...)

Vizinhos com reg(r)as complicadas!

Como sabem a vizinhança da casa ao lado não é assim tão espetacular como poderia ser dentro do razoável e as aventuras por não saberem viver em sociedade continuam... Pois, parece que desta vez resolveram colocar água nas plantas secas que existem em vasos partidos pela sua varanda forrada com uma rede escura para não se ver o que lá se passa, só mesmo nós, ao lado, conseguimos ter noção da sujidade. Regaram as plantas, ou melhor, o que resta das plantas e eis que a água (...)