Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

14
Ago20

Desperdício de Agosto

verão.jpg

 

Os primeiros dias de Agosto foram quentes, bem quentes, convidativos para aproveitar cada dia de pausa e circular até à praia mais próxima para me refrescar com as águas frias do Oeste e levar com aquela maresia, que de manhã se faz acompanhar com nevoeiro cerrado como se o dia tivesse totalmente desperdiçado com um tempo ameno e onde o sol promete ficar escondido ao longo da manhã e tarde. Os dias tiveram bons e aqui o rapaz não os aproveitou para ir até à praia!

Agora que o meio de Agosto se tornou ventoso, cinzento e mesmo com alguns momentos de chuva, eis que a vontade de acordar cedo nos dias de folga para seguir para a praia surgiu, mas a ideia não conseguiu ser levada em diante porque as temperaturas baixaram. Por aqui unir mar, areia, vento e eu no mesmo espaço não funciona, existindo um contrassenso entre estes elementos que não consegue ser ultrapassado, principalmente o vento que levanta areia por todo o lado, inclusive para cima de mim e da minha toalha que gosto de manter limpa!

28
Jul20

Noites quentes

cama-vazia.jpg

 

Noites quentes são estas que apareceram por uns dias para nos atormentar o sono? Geralmente nem sou muito encalorado com as horas noturnas mais quentes mas este ano tem sido horrível!

Antes de deitar tenho de abrir a janela para que o fresco da rua entre e faça circular um pouco o ar quente que a casa vai ganhando durante o dia. Geralmente suporto estas noites quentes mas este ano tem sido horrível, mesmo em noites em que o leve vento se faz sentir lá fora não consigo resistir a não abrir as portas da janela para deixar entrar essa brisa, preferindo ficar tapado mas sentindo no rosto o ar fresco.

12
Jul20

Noites mal dormidas

CDD0FF1F-3051-49B7-BA7A-C979604565EF.jpeg

 

Oh noites quentes, com todo este calor até mais não, passamos da cama para o sofá, dos lençóis para o tapete, do forno para o gelo, e mesmo assim o sono tarda em chegar.

As noites são longas, ando a dormir menos com todo este calor, tentei fazer rimas mas acabei por as alinhar num texto sem sentido porque para rimas não sou de modas e a esta hora tardia a que escrevo já devia estar a dormir.

 

27
Set19

Do Verão para o Outono

outono.jpg

 

O Verão já se foi, os dias soalheiros também estão a desaparecer e as manhãs começam frescas, rabugentas e escuras. A boa disposição de uma pessoa não aguenta e após os meses em que acordar com o sol a brilhar ajudava a arrancar de melhor forma mais um dia, agora com o Outono e os tons acastanhados a fazerem-se sentir, tudo parece triste. Levantar da cama torna-se num momento pesado e a vontade para despachar é arrastada até mais não porque simplesmente a iniciativa de desfrutar destes toscos e instáveis dias não tem a mesma magia do brilho de há umas semanas.

14
Ago19

Literatura para finais de Agosto

Sugestões

livros.jpg

 

Agosto é mês de férias e em momentos de pausa as leituras costumam fazer companhia a todos nós para que o descanso seja passado também na companhia de boas histórias criadas para nos entreter, inspirar e ajudar. A pensar nos próximos dias, uma vez que também irei estar a descansar, optei por criar um texto sugestivo sobre alguns dos livros que estão a ser lançados e que parecem poder ser a companhia ideal para os diferentes gostos literários. 

 

Três Mulheres, de Lisa Taddeo, é um dos livros mais vendidos e falados do ano, sendo um retrato real da sexualidade e intimidade das mulheres. Três histórias verídicas que são relatadas com base num trabalho de investigação que se prolongou por dez anos. Este é um livro de memórias e testemunhos destinado aos leitores que gostam de conhecer histórias verídicas com que se possam identificar. 

 

O Anjo Caído é o thriller de Daniel Silva que volta a colocar Gabriel Allon no centro de toda a ação quando é chamado a entrar no Vaticano para uma nova investigação onde o futuro do planeta pode estar comprometido se tudo não ficar resolvido a tempo. Um regresso do autor e da sua personagem central a um espaço que já é bem conhecido pelos leitores que seguem a obra de Daniel Silva. 

 

Pepetela lançou Jaime Bunda e a Morte do Americano, livro que é lançado em Portugal pela Dom Quixote. Neste novo romance o regresso do divertido James Bond angolano e das suas aventuras acontece e as novas aventuras acontecem em Benguela, debatendo uma sociedade que Pepetela bem conhece. 

 

Um livro que promete perante os volumes já lançados é a terceira parte de A Revolta de Atlas, da autoria de Ayn Rand. Numa mistura de thriller com filosofia e questões que envolvem política, metafísica, economia, sexo e ética, neste livro a forma de estar e pensar de Ayn Rand é descrita para que o leitor se debata sobre os seus ideais. Não conheço os volumes anteriores, mas acredito que estes livros sejam uma celebração da vida e do positivismo com que a enfrentarmos.