Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos pandémicos

  Os números de novos casos de contágio por Covid19 estão altíssimos e a tendência é a de continuarem. Centenas de casos ativos, serviços hospitalares em rutura, filas de espera em ambulâncias e a escolha entre viver e morrer a começar a ser feita em certos locais do país. Em Março/Abril de 2020 o medo atingiu-me e aos poucos, com confiança, fui compreendendo as circunstâncias e consegui ao longo do tempo aceitar a realidade, tentando um regresso à nova normalidade sem (...)

Confuso com o Covid19 do Presidente

  Revelo que me sinto algo confuso perante a situação do nosso Presidente Marcelo para com os seus testes de Covid19. Segundo dados revelados pelas imprensa, todos os dias o Presidente faz o seu teste rápido ao vírus do momento, e até aí tudo certo. Agora o que não entendi foi como tudo terá sido tratado quando no mesmo dia um primeiro teste matinal lhe apresenta um resultado negativo, o da tarde um resultado positivo e como o Presidente de todos nós tem outras regalias, no dia (...)

Abaixo o Covid19, Marcelo a Presidente!

  Marcelo Rebelo de Sousa bem avisou que não estaria virado para fazer campanha eleitoral para ser reeleito Presidente da República e agora, mesmo na reta final para todos os candidatos darem tudo antes do dia E, de eleições, eis que surgiu o Covid19 e atirou o professor para isolamento no Palácio de Belém. Marcelo não iria gastar centenas de milhares de euros com a sua campanha para continuar como Presidente, prescindindo também dos seus minutos diários de Direito de Antena e (...)

Vem aí a passagem de ano...

  Na passagem de ano quantas reuniões da Tupperware existirão por este Portugal fora? Este ano aqui por casa seremos três e somente três e um cão. Verdade que poderia ter uma passagem diferente dentro da diferença, mas optei por ficar em casa, sem sair, ficando a ver 2020 terminar no calor do lar, muito possivelmente de manta nas pernas e pijama quente no corpo, em espera ou não pelas 00h00 para ver o novo ano a surgir sem pompa e circunstância, já que os grandes eventos, o (...)

Contradições de um Natal pandémico

  Os portugueses e as suas contradições nem avançam nem melhoram, mesmo em tempos de pandemia.  Todos sabemos bem que o nosso Governo aconselhou a sociedade a ter em conta todos os cuidados nesta época festiva para não existirem grandes ajuntamentos sugerindo até a permanecermos em casa, passar o Natal cada um na sua, sem grandes festas, convívios familiares e sem que se tenha de viajar muito dentro do país. Nós que vivemos em Portugal somos aconselhados a permanecer em casa, (...)

Retrospetiva 2020, segundo o Google

Roubado algures por ai...

  Através das redes de conversação foi-me enviada este agendamento póstumo de 2020. Como não se conhece o autor, decidi roubar de quem roubou esta retrospetiva do ano. Fica aqui assim o convite para visitarem comigo a... Retrospetiva 2020, segundo o Google. Janeiro: • Onde fica Wuhan? • Os chineses comem morcegos? Fevereiro: • Como matar o vírus? • O que é uma pandemia? • Portugal está imune ao Coronavirus? Março: • O que é ‘lockdown’? • O que é “Estado (...)

Expliquem-me... as Boas Festas da Assembleia

  Será de mim ou os responsáveis pelo gabinete de comunicação da Assembleia da República, pelos vistos grandes fãs dos filmes Star Wars, tiveram uma travadinha quando se lembraram de criar um vídeo natalício inspirado no universo da Guerra das Estrelas? A premissa deste vídeo meio humorístico, mas sem piada alguma, de boas festas mostra o Pai Natal numa espécie de nave espacial a ser salvo do Darth Corona, unindo assim as celebrações natalícias e o estado atual do mundo com (...)

Questões pós pandemia

  Umas questões que me atormentam após o término da pandemia... Quando em 2021 começarmos a poder respirar, se tudo correr bem, com algum alívio por começarmos a colocar o Covid19 para trás das costas, fazendo de todo o ano 2020 um marco histórico que atacou toda a sociedade mundial, conseguiremos retomar o que existia até surgirem os primeiros casos do vírus no nosso país? As pessoas estarão como antes disponíveis para os outros? Conseguiremos deixar, quem os tem, os (...)

Pandemia que tranca portas

  Cheguei a casa perto do momento do horário de recolher obrigatório, estacionei na adjacente da rua onde habito, desliguei o motor e fiquei a olhar em diante, entendendo que numa avenida de aldeia onde dia e noite sempre ia existindo movimento, com ou sem viatura, tudo naquele momento noturno parecia deserto, como se todas aquelas ruas e mesmo casas estivessem abandonadas num mundo ao estilo da mítica série The Walking Dead.  Refleti por rápidos momentos na diferença, com um (...)