Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hdeusesemitos-billboard

Jogador semi viciado

Calma lá que o título pode não ser bem o que parece e já estás desse lado a pensar que gasto milhares, milhões e biliões em jogos de azar, mas não é nada disso que acontece. Sou um semi viciado sim, repara que não estou a afirmar que sou totalmente viciado ao ponto de não me controlar, em certos jogos possíveis de levar comigo através do telemóvel, sendo que um deles faz parte da minha vida diária de forma total, mais que duas ou três vezes ao longo das vinte e quatro (...)

Vício do café

  Não escondo que sou viciado em café e que mesmo em tempos de confinamento não o dispenso por nada, sabendo que o da manhã, logo em cima do primeiro pequeno-almoço entra no meu sistema como uma vitamina para a boa disposição diária e de forma a ajudar a acordar com maior rapidez evitando uma futura dor de cabeça umas horas depois. E foi por não conseguir deixar as cápsulas de café chegarem ao fim, que na primeira quarentena que passamos em 2020 que pesquisei e encontrei a MultiCoffee (...)

Blogonavírus

  A situação mundial está preocupante, com a maioria da população a entrar em pânico com receio perante a propagação que o Coronavírus está a ter por vários Continentes e Países. No entanto por aqui. como tudo está a cliques de distância, posso informar que estás perante uma publicação saudável, sem qualquer possibilidade de seres contaminado por esta nova epidemia que tem atacado milhares de humanos através do contacto físico. Como escrevi deste lado e estás a ler (...)

Viciado no telemóvel

É estranho, mas quando tem de ser, só se tem de aguentar e não entrar em stress! Por esta pequena introdução parece que irei falar numa situação extrema de caos total mas não, simplesmente vou revelar que fiquei ao longo de uma tarde inteira sem telemóvel para que lhe fosse colocada uma nova bateria. Aguentei, mas senti saudades e o hábito levou-me várias vezes a procurar no bolso o aparelho que sempre me faz companhia.  Pensar nos tempos que correm em viver sem telemóvel é (...)

Vícios online

Constantemente somos levados a proferir determinados comentários sobre o modo como os jovens, desde bem cedo, olham para o mundo dos jogos online, dos vídeos e das redes sociais onde conseguem passar horas e horas sem desviarem o olhar e mesmo o pensamento sobre os ecrãs de televisão, tablet e telemóvel, deixando cada vez mais os (...)