Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

oportunidades-970x250-billboard

Fate, a Saga Winx | T1 | Surpreendido com as fadas

Netflix

  Quem me conhece sabe que não sou grande simpatizante de séries com efeitos especiais, no entanto pelo sucesso de Fate, a Saga Winx, e por o zumzum ser forte sobre esta história, lá resolvei em período de confinamento dar a oportunidade a estas fadas e até que correu bem.  Numa produção bem cuidada, embora alguns efeitos especiais mais complexos, como o do final da temporada, tenham deixado algo a desejar por terem sonhado demais para o que conseguiram fazer, Fate consegue (...)

Emily in Paris, dos estereótipos à ficção

Netflix

  Estreada nos primeiros dias de Outubro e em Portugal a série Emily in Paris, da Netflix, logo alcançou o primeiro lugar dos lançamentos mais vistos da plataforma. Quanto a mim vi e percebo o sucesso da produção que não tem muito de original mas conta com uma protagonista muito bem defendida por parte da atriz Lily Collins, que só por sim já ajuda a prender o espetador nos minutos iniciais desta romântica e sonhadora série.  Podem afirmar que o modelo do argumento é básico, (...)

Hollywood, uma série cinematográfica

Netflix

  Uma nova série de Ryan Murphy e Ian Brennan estreou na plataforma Netflix e o chamamento logo surgiu, dando por mim a achar por diversas vezes que estava a assistir a um bom filme, uma vez que Hollywood é daquelas séries tão bem conduzidas pelo texto, com o cuidado da fotografia e com um elenco tão composto que podia ser transformada numa grande película porque a qualidade cinematográfica está presente ao longo dos sete episódios desta primeira temporada que conquistou.  Rec (...)

Não senti o Milagre na Cela 7

  Umas semanas após ter sido lançado na Netflix, depois de várias pessoas me terem aconselhado, eis que vi o filme que tem arrecadado bastantes elogios, Milagre na Cela 7. E o que posso dizer é que ao contrário das expectativas e de tudo o que me fizeram crer, esta história não me conseguiu conquistar! «Vê que é comovente!», «Chorei quase todo o filme!» e «Nem parece da Netflix!» foram talvez alguns dos comentários que recebi para me aconselharem a ver esta história que (...)

Pronta para a Luta | Estreia a 13 de Setembro

Angela (Michèle Laroque) pensa que tem uma vida ideal. Vive em Nice, num belo apartamento, com um marido atraente e uma charmosa filha adolescente. Contudo, na noite de Natal, a filha deixa-a para ir ter com o namorado, o marido anuncia que quer a separação e a sua melhor amiga toma soporíferos ao invés de passar a noite com Angela. Face a tudo isto, Angela não tem outra escolha senão reinventar-se. Isso não é fácil, tendo em conta que tem de lidar com uma mãe tirana, uma (...)

Dumbo estreia em 2019

O novo remake do filme de animação Dumbo só chega em Março de 2019 às salas de cinema, mas as minhas expetativas sobre esta história mágica que me acompanhou durante anos são muitas. Primeiramente porque, tal como A Bela e o Monstro, este é daqueles filmes que tinha em casa, com a cassete de vídeo perto da televisão para ver e rever até cansar, sendo uma história que encanta e (...)

Anne With An "E" | Ana com A

Hoje apetece-me falar de uma série sobre a qual acabei de ver a sua segunda temporada há dias. Falo de Anne With An "E", em português, Ana com A. Estreada na plataforma Netflix em 2017, esta série que conta com sete episódios na primeira temporada e dez na segunda, remete o seu espetador para um passado, para o universo de criança onde as aventuras, descobertas e maravilhas de uma fase de criança surgem na maioria das vidas de criança.  Rapidamente os três episódios (...)

Salve, César!

A premissa de Salve, César! adianta que esta comédia irreverente reflecte os anos dourados da era cinematográfica, fazendo recurso a várias películas de sucesso desse tempo, gozando com o estado da situação na altura e contando a história do responsável pelo estúdio. A narrativa poderia prometer muito mas a mim não me convenceu minimamente! Com bons atores no elenco mas sem uma linha credível a ser seguida, Salve, César! poderia valer somente pelos nomes artísticos que o (...)