Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Meias no lixo

No lugar de colocar as mini meias no cesto da roupa para lavar o que decidi fazer inconscientemente? Lixo com elas! 

Depois fui colocar a mão para as rebuscar e percebi que existiam restos de comida pelo interior do saco! Qual a razão de não ter ligado a luz ou aberto a portada da janela com a finalidade de entrar alguma claridade que me ajudasse a perceber onde raio estava mesmo a colocar os dedos?

Multibanco bloqueado

Não é que ao final do dia de trabalho, sem a minha colega que geralmente fecha o sistema de multibanco por perto, esqueço-me do código pin e ainda consigo dar o mesmo erro três vezes? Conclusão, o cartão ficou bloqueado!

Dei o primeiro erro a pensar que tinha colocado um código quando tinha colocado um com somente um número diferente. Pela segunda tentativa volto a colocar o mesmo código que da primeira vez porque achei que na primeira tinha colocado outro número. Disse ao colega que me tinha dado uma branca, tentou lembrar-se e eis que também errou. Conclusão de que não nos demos logo conta, já tínhamos colocado três códigos errados e o cartão ficou bloqueado. Como não notamos tal facto, peguei no telefone e liguei para a colega que geralmente faz o fecho de caixa, disse-me o código mas em vão porque o mal já estava feito.

Só comigo... Chocolates derretidos

Pronto! Pronto! Pronto! Eu sei e até pensei que a situação podia correr tal e como como aconteceu posteriormente, no entanto optei por seguir em frente e tudo ficou lixado, ou melhor, derretido!

Supermercado, corredor das guloseimas, dois chocolates da marca Continente na mão, uns que foram lançados há pouco tempo, baratinhos e bem saborosos! O tempo a meio da tarde não estava somente quente, estava sim em brasa! Antes de pagar pensei que não iria logo para casa e que aqueles dois produtos poderiam acabar em estado líquido, mas também pensei que poderia correr bem!

Chegado a casa, talvez duas horas depois da saída do supermercado, e quando pego nas compras logo percebo que a rigidez dos dois chocolates já tinha sido transformada em moleza! Sorte foi o chocolate líquido e quente não ter saído pelos cantos da embalagem e encharcado tudo o que estava em seu redor!

Multa (quase) fora de prazo

Betinho como sou não sei como tal coisa ia acontecendo! Vamos primeiro apresentar o cenário. Centro de Portimão, zona onde está situada a Câmara Municipal da cidade e uma das principais igrejas, tal como um grande largo e várias ruas repletas de comércio tradicional. Eu, num Domingo de manhã, estacionei o carro sem olhar para placas sobre os pagamentos do estacionamento, já que por Alenquer e arredores em locais onde os parques públicos são pagos os fins-de-semana costumam ser livres. Passados talvez uns noventa minutos estou de regresso ao carro e um envelope branco esperava-me com uma multa de 1,60€. Betinho como reforço que sou, olhei para o talão e vi que tinha o prazo de trinta dias para efetuar o pagamento! Tudo muito bonito!

Pois, o pior é que ontem, assim do nada, lembrei-me de abrir o envelope e ver se afinal tinha mesmo trinta dias para pagar aquela fortuna de multa de estacionamento. E não é que afinal eram somente quinze dias que tinha para efetuar o pagamento e o prazo estava mesmo a terminar pelas próximas horas?

Conclusão, voltei a sair do carro, fui direto ao multibanco de onde tinha saído minutos antes e lá fiz o pagamento antes que apareça uma quantia cheia de juros em casa e com direito a cartas registadas e mais não sei quantas coisas burocráticas só porque estacionei num dia não movimentado numa rua central mas sem pessoas a um Domingo de manhã! 

Só comigo!

Acabei de sair do banho e o que aconteceu há minutos atrás? Troquei o champô com o gel duche e embrulhei-me todo com a ensaboadela! Serei uma pessoa normal?

Uns poderiam dizer que seria uma mera distracção, outros revelavam ser uma acção de alguém com a cabeça no ar. Mas cá para mim tudo isto tem haver com cansaço psicológico e físico! O que será então que aconteceu com esta troca no duche?