Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

30
Out18

Zé Manel Taxista - Uma Comédia com Brilhantina | UAU

| O Informador

zé manel taxista.jpg

Zé Manel, taxista, pai de família e adepto ferrenho do Benfica, anda arreliado com o sucesso de Lisboa, que transformou tudo em alojamento local e restaurantes gourmet. O próprio filho, Eusébio Jr., ganha a vida como condutor de tuk-tuk, e Vickie, o mais à frente lá do bairro, safa-se a arrendar partes de casa. Só Luna, a estudante italiana do Erasmus, está encantada com a enchente de estrangeiros e a borrifar-se para a “gentrificação”. Zé Manel tenta defender o prédio onde todos vivem da voracidade turística, até que chega Chico, um esperto entrepreneur, que já foi daquela rua e agora regressa com promessas de fama e dinheiro fácil. A tentação é grande e Zé Manel despista-se… naturalmente.

Maria Rueff celebrizou o seu Zé Manel Taxista há mais de 20 anos e agora, pela primeira vez, a famosa personagem de vários formatos televisivos com Herman José e também da rádio ganha uma nova vida nos palcos nacionais através do espetáculo musical Zé Manel Taxista - Uma Comédia com Brilhantina. 

Através de uma personagem bem conhecida do público e com uma história criada propositadamente para os palcos, Rueff junta-se a jovens atores com provas dadas para receber o público nesta nova jornada do seu Zé Manel, o benfiquista mais ferrenho dos taxistas portugueses. FF, Sissi Martins, Ruben Madureira, Rafael Barreto, Filipe Rico, Marta Mota, Sara Martins e Tiago Coelho compõem o elenco que se divide entre a representação, o canto e a dança do início ao fim. Com texto de Maria João Cruz, Mário Botequilha, Rui Cardoso Martins e Filipe Homem Fonseca, numa ideia de Maria Rueff e com encenação de António Pires, Zé Manel Taxista - Uma Comédia Brilhante conta com banda ao vivo composta por André Galvão no baixo e guitarra, Artur Guimarães nas teclas e Tom Neiva na bateria e percussão. 

Neste espetáculo o público é convidado a acompanhar este pai de família e bom vizinho numa fase em que as alterações provocadas pelo turismo na capital não são aceites. Em poucos anos Lisboa foi invadida pelos famosos TukTuk e por empresas como a Uber, isto ao mesmo tempo que as polémicas em torno do futebol se adensaram, as tascas deram lugar a restaurantes virados para os turistas e o alojamento local virou moda em bairros onde a história e tradição desaparecem. Zé Manel, o taxista que gosta de pratos cheios, um palito na mesa, uma boa bifana e defende o bairrismo e o seu clube como ninguém não aceita tanta alteração e este musical mostra isso mesmo.

O filho Eusébio de Zé Manel vira adepto do Sporting e condutor de um veículo Uber. O prédio onde habitam se prepara para ser transformado em quartos para alugar a quem visita Portugal, despejando os condóminos. Os contratos fraudulentos, os enganos e o caos da mudança que acabam por unir quem se gosta a favor do amor, da amizade, carinho e cuidados de uns para com outros numa sociedade cada vez mais individualista. 

13
Abr18

Suite 647 | UAU

| O Informador

suite 647.jpg

Suite 647, Uma Viagem no Tempo Num Quarto de Hotel

Suite 647, peça encenada por Fernando Gomes, sobe ao palco do Auditório dos Oceanos do Casino Lisboa, a 11 de abril. O guião, escrito originalmente em 1994 pelo escritor e dramaturgo inglês Alan Ayckbourn, foi traduzido e adaptado por Fernando Villas-Boas. Em cena, os atores Gabriela Barros, Jorge Corrula, Manuela Couto, Ruben Madureira, Sérgio Praia e Sissi Martins cruzam-se, entre portas, em três épocas distintas. Se a premonição nos permite mexer no destino e mudar a sina, sim. Pelo menos é isso que esta trama, tão atual quanto assertiva e intricadamente inteligente, nos revela. Suite 647 é uma história que se passa num quarto de hotel em 2038, mas também em 2018 e em 1998. De visita a um cliente num hotel, Poupée teme pela própria vida e foge pela primeira porta que se atravessa no seu caminho. Olhando ao seu redor, descobre-se no mesmo quarto de hotel... 20 anos antes. À sua frente, Renata, uma mulher que morreu há precisamente 20 anos, ou seja, nesse mesmo dia. Parece confuso? H. G. Wells diria que não e que o tempo se encarrega de reescrever a história de todas as personagens envolvidas na trama. Eis uma comédia com muito suspense, obscura, tal como no jogo de tabuleiro Cluedo: todo o elenco é, na sua essência, um agente de mudança.

Suite 647 apresenta-se ao público como uma comédia negra onde um quarto de hotel dividido em três épocas distintas forma todo um cenário onde momentos peculiares entre as várias personagens vão surgindo, numa mistura de passageiros do tempo com a ideia de tirem-me deste filme. 

Poupée, a personagem central excelentemente interpretada por Gabriel Barros, torna-se o centro de todas as atenções logo quando entra em palco, desinibida, apresentando-se como uma prostituta sem pudores. Chegada ao quarto do seu cliente, o serviço que esperava ter pela frente revela-se bem diferente, mais calmo e sem ser necessário usar os seus melhores trunfos. Só que nem tudo é assim tão fácil e sem esperar Poupée, em pleno 2038, vê-se perante uma confissão que a deixa em pânico. É que o seu cliente, Ricardo, interpretado por Sérgio Praia, matou, ou melhor, mandou o seu melhor amigo, o Julião de Rúben Madureira, matar as suas duas esposas. A fuga é o seu instinto, mas entrando num armário que se virá a descrever como um portal do tempo, acaba por entrar no mesmo quarto, mas recuando até 2018, encontrando um passado rocambolesco.

Chegada a 2018 encontra justamente a segunda mulher de Ricardo, Renata, com Manuela Couto a brilhar sem hesitações. Poupée encara esta mulher sozinha no quarto, no exato dia em que anteriormente ficou a saber que seria o da sua morte. Confuso? Ainda há mais para se saber, já que falta a primeira mulher de Ricardo, a Jéssica de Sissi Martins, saber que também tem um assassino dentro de casa e para isso acontecer é necessário alguém recuar ao mesmo local mas por outra época, chegando a 1988.

Quem vai acompanhando toda a história da Suite 647, mas sem perceber o que se está a passar, existindo somente uma vontade de fazer o bem em troca de alguma recompensa mais generosa é o segurança do hotel, Arnaldo, interpretado por Jorge Corrula. 

11
Set16

Vencedores de O Musical da Minha Vida [11-09-2016]

| O Informador

Hoje, Domingo, 11 de Setembro de 2016, será o dia em que cinco leitores do blog e seus respetivos acompanhantes irão assistir ao espetáculo O Musical da Minha Vida, em cena no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

O Informador teve em passatempo convites duplos para esta produção com o selo de qualidade de Filipe La Féria e eis chegado o momento de revelar a lista dos sorteados, através do sistema random.org, que irão marcar presença pela sessão das 17h00 deste espetáculo que tem esgotado sucessivas sessões ao longo dos vários meses em que se encontra em cena. 

  • Anabela Rodrigues
  • Tiago Miranda
  • Cláudia Nunes
  • Paulo Miranda
  • Vasco Silva

Muitos Parabéns ao quinteto que irá receber email com a explicação sobre o levantamento do seus convites duplos e um Muito Obrigado a quem participou e não viu a sorte do seu lado desta vez!   

09
Set16

Bilhetes para O Musical da Minha Vida [11-09-2016]

| O Informador

O Musical da Minha Vida

Domingo, 11 de Setembro, será o dia em que poderás assistir ao espetáculo de Filipe La Féria, O Musical da Minha Vida, em cena no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

Queres ser um dos felizardos a vencer um dos convites duplos que tenho para sortear através do sistema random.org para a sessão das 17h00 do próximo Domingo? Basta então leres o que se segue e fazer a inscrição!

27
Ago16

Vencedores de O Musical da Minha Vida [28-08-2016]

| O Informador

O Musical da Minha Vida continua em exibição pelo Salão Preto e Prata do Casino Estoril pelas próximas semanas e O Informador tem mantido parceria com as Produções Filipe La Féria para que os leitores do blog possam ter a oportunidade de assistir a este espetáculo de homenagem ao grande produtor de musicais em Portugal. A vida e história de La Féria é retratada ao longo de duas horas neste espetáculo que retrata o passado e o presente do grande mestre do teatro, piscando o olho do que está pensado ser feito no futuro. 

O final do prazo do passatempo cujos bilhetes se destinam à sessão das 17h00 de amanhã, Domingo, 28 de Agosto, terminou e chegou assim o momento de revelar a lista dos vencedores que foram selecionados através do sistema random.org. 

  • Isabel Azevedo
  • Hélder Marinho
  • Elisa Esteves
  • Rodrigo Gonçalves
  • Ana Paula Barros

Muitos Parabéns ao quinteto que irá receber email com a explicação sobre o levantamento do seus convites duplos e um Muito Obrigado a quem participou e não viu a sorte do seu lado desta vez! 

26
Ago16

Vencedores de O Musical da Minha Vida [27-08-2016]

| O Informador

O Salão Preto e Prata do Casino Estoril recebe O Musical da Minha Vida há vários meses com sala cheia e O Informador, que viu esta produção de Filipe La Féria, teve novo passatempo onde a atribuição de cinco convites duplos para a sessão das 21h30 de amanhã, Sábado, 27 de Agosto, esteve em sorteio. Final do prazo para se poderem inscrever e hora de revelar a lista dos vencedores que foram selecionados através do sistema random.org. 

  • Vanda Imperial
  • Susana Rodrigues
  • Otília Lago
  • Graziela Costa
  • Ana Sofia Pereira

Muitos Parabéns ao quinteto que irá receber email com a explicação sobre o levantamento do seus convites duplos e um Muito Obrigado a quem participou e não viu a sorte do seu lado desta vez!  

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa noite."Hábitos de Leitura: Portugal na cauda d...

  • marta-omeucanto

    Eu leio onde calhar, seja em casa, na rua, ou em s...

  • O Informador

    Principalmente quando minutos antes estivemos disp...

  • O Informador

    Acordar um pouco mais cedo, uns minutos apenas, e ...

  • Cláudia C Silva

    EU agora tenho andado ler ao peq almoço, tal como ...

Mensagens

Pesquisar