Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

27
Jun19

Frio atendimento

mau atendimento.jpg

 

É incrível como em pleno século XXI e com a taxa de desemprego ainda um pouco elevada, existam pessoas a trabalhar com o público sem o mínimo de sensatez sobre um bom atendimento. Se não sabem lidar com os outros quando estão ao serviço, então o melhor é mesmo procurarem um emprego onde estejam sozinhos e sem qualquer contacto com os outros e deixarem assim o seu lugar vago para quem o sabe realizar em condições.

Ir a um estabelecimento, quer seja café, restaurante, loja, caravana ou padaria e perceber que atrás do balcão está uma pessoa com cara fechada, a falar com mau tom, num volume elevado a revelar ainda mais a sua má disposição, é somente meio caminho para ficar com vontade de virar costas e seguir viagem sem fazer qualquer pedido ou questão.

Será que as pessoas que gostam de trabalhar na área comercial não têm consciência do que estão a fazer perante a cordialidade e simpatia que têm de demonstrar aos clientes? Podem estar no pior dia de merda do mês, fartos das oito horas obrigatórias, indispostos por algo que comeram ou insatisfeitos pelo mau pagamento, mas uma coisa é estar mal, outra é descarregar no cliente que não tem qualquer culpa do seu estado de espírito.

Peço, por favor, que sejam educados e que se ponham no lugar dos outros. Trabalho com o cliente e sei o que é estar dos dois lados. Se sou mal recebido não volto e sempre é isso que tenho em conta quando estou em modo empregado a receber clientes que precisam de ajuda e que por vezes necessitam somente de uns minutos extra de conversa que não me custa a dar e que deixam em vários casos quem precisa de falar satisfeito para voltar onde se sentiu bem recebido. 

23
Jun18

Correios com serviço esporádico

ctt.jpg

Já me haviam dito e a desconfiança já existe há algum tempo, mas agora tenho a certeza de que o serviço de correios na aldeia acontece de forma cada vez mais esporádica. O que antes acontecia diariamente tem vindo a ter uma tendência de afastamento com a visita do carteiro a acontecer em algumas semanas somente por duas vezes. 

Acho um completo desrespeito pela população que ainda recebe a maior parte da sua correspondência em papel. O serviço anda a ser adiado constantemente por estas visitas do carteiro que faz a sua volta de mota, não entregando tudo nos dias em que os CTT estipulam como normais para a entrega acontecer, dentro dos prazos entre o envio e a entrega. 

Se existem prazos a cumprir em determinados serviços, os CTT eram uma das entidades que sempre achei que mais os cumpriam, mas nos últimos anos isso tem vindo a perder o rigor de outros tempos. Uma completa falta de respeito que tem vindo a ser feita após a privatização da empresa que tem visto os clientes como bolsas de dinheiro que somente têm de usufruir dos serviços sem saberem quando os seus envios são entregues. Isto acontece numa altura em que há uns meses já foram anunciadas metas mais exigentes para o serviço prestado pela empresa em causa, mas até agora tudo parece ter caído em saco roto.

09
Jun18

Mau serviço da Agência de Seguros

tranquilidade.jpg

Regressemos a uma história que tem decorrido pelos últimos meses e que finalmente parece ter sido resolvida, o Seguro do Automóvel com a ficha de cliente com o contribuinte errado. Atenção que ainda só parece. Vou falar sobre o «Contribuinte? Errado», que já deu origem também ao texto «Lembram-se do Contribuinte? Errado!». Existem de facto novos desenvolvimentos nesta matéria e a última semana em que era possível fazer o pagamento foi chata, mesmo chata no que toca a este tema, já que a seguradora, ou melhor, o agênciado Tranquilidade que me prestou serviços até aqui, levou esta questão até ao último dia possível. 

O primeiro aviso de que tinha o contribuinte errado nos dados de cliente foi feito em Fevereiro, mês em que fiz o pedido de alteração na agência para que quando fosse emitido o novo pedido de pagamento não voltasse a existir qualquer erro. Até Maio nada foi feito, uma vez que recebi o documento com os dados para pagar o segundo semestre com o contribuinte errado. Voltei à agência e perguntei que se passava para nada ter sido feito. Deram indicação que iriam fazer novo pedido e para não efetuar pagamento porque iria receber novo documento retificado. As semanas passaram e nada de novo aconteceu. Eis que chegou a última semana possível para pagar, visto o prazo do seguro em vigor estar a terminar, volto à loja para perceber o que se passava e garantiram-me que nesse mesmo dia iriam enviar-me novo registo e um documento justificativo por não ter ainda a carta verde para os próximos seis meses. Acham que recebi alguma coisa nesse dia? Nada de nada! Isto foi a uma Segunda-feira, deixei passar um dia e na Quarta seguinte liguei, liguei e voltei a ligar a pedir esclarecimentos, sem me atenderem, enviei mensagem, sem resposta e ao final da tarde consegui que me atendessem onde me deram indicação que nesse mesmo dia iria receber os documentos. Mais uma vez as palavras que deram foram em vão. Eis que chega a Sexta-feira, último dia útil em que podiam fazer alguma coisa, fui até à agência e as coisas tinham que ficar resolvidas nesse dia. Disseram-me que seria tudo enviado até às 11h30. Mais uma vez... Nada! 12h30 enviei nova mensagem escrita, que não obteve resposta. 

13
Mar16

Serviços (s)em Educação

Nos serviços a educação é um estado essencial só que muitas vezes, tomara que essas vezes fossem excepção, tal educação parece ter ficado à porta!

Dirigimos-nos a um local que tem tudo de bom para nos servir, só que o tudo de bom por vezes consegue ser alterado com as personalidades dos funcionários que não se encontram dentro dos parâmetros do local. Ah pois é! Costuma-se dizer que cada macaco no seu ganho e existem pessoas que não têm perfil para estarem em determinadas funções em que têm de lidar com os outros, aqueles que são os clientes, mantendo uma relação cordial a ponto de ajudar quem ajuda a pagar o seu ordenado a voltar ao local. 

A educação é um estado essencial em qualquer lugar, seja no seio familiar, entre amigos, colegas ou simplesmente enquanto se trabalha. Sempre fui ensinado a manter a postura e a ser educado para com os outros, pedindo que os outros sejam também dessa forma para comigo, o que não é fácil quando algo falta pelos anos em que os bons costumes são implementados a qualquer ser humano.

22
Jan16

MEO vs. Ética

Vou a uma loja para baixar o valor da factura mensal MEO e colocam-me ao telefone com um assistente que sabe-se lá onde estará. Entramos em acordo para uma migração de satélite para adsl na televisão, uma vez que anteriormente não existia nada mais que satélite aqui pela aldeia, possibilitando ao mesmo tempo baixar o valor a pagar mensalmente e com a oportunidade de ficar com duas boxs e mais canais. Tudo bem e em bom tom! Um dia passou e os técnicos da instalação não ligaram. Dois dias passaram e ninguém ligou. Ao terceiro dia eu liguei e surpresa... Afinal por aqui ainda não existe nem adsl nem fibra. Onde o moço no outro dia foi buscar tal ideia de algo inexistente pela zona? E qual a razão de não ter sido contactado entretanto para me dizerem que afinal tudo estava embrulhado e teria de ficar como estava anteriormente? Por agora, tudo fica inalterado como até aqui, embora tenha reduzido um serviço, o que acaba por diminuir o valor total da factura, no entanto agora vou esperar até que surja alguma promoção assim daquelas um pouco mais atraentes para alterar o pacote que terá de continuar a ser de satélite na televisão e adsl na internet e no telefone fixo que era totalmente indispensável mas que é praticamente obrigatório em qualquer pacote. Não gostei deste atendimento do salta pocinhas e do dá-nãodá-dá-nãodá, só para tentarem empatar durante uns dias, neste caso umas semanas, uma mudança de tarifário ou mesmo de operadora. Erraram e ficaram depois em silêncio talvez à espera que me esquecesse da situação, não percebi! Ainda dizem que as grandes empresas como a MEO têm um grande atendimento ao cliente! Nota-se!