Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

oportunidades-970x250-billboard

Eu, o chorão!

  Um Escorpião com emoções à flor da pele existe e caso provado é que aqui estou, uma pessoa bastante emocional e com a lágrima fácil a despoletar com pouca coisa. Sou muito dramático no bom sentido da palavra e a comoção surge quando os sentimentos tocam naquele ponto da saudade, das lembranças, onde as memórias ganham lugar e as despedidas se tornam em momentos pesados.  Com a idade tenho percebido que a pieguice tem vindo a piorar, trazendo a lágrima fácil em (...)

Desabafo

  De há umas semanas para cá que percebo que não tenho andado bem. Sinto-me como um boneco que aparenta o que realmente não sente. Na realidade sinto-me triste, cansado e a necessidade é somente a de chegar a casa e ficar bem quieto no meu canto, sem que tenha de pensar ou dirigir a palavra a quem quer que seja, uma verdadeira falta de vontade de reação, numa apatia do tanto me faz se vou por ali ou por outro sentido.  Neste momento tudo me faz confusão, a rotina, as paragens e (...)

Oferta de Tempo

«Eu sei que o tempo que não para, o tempo é coisa rara e a gente só repara quando ele já passou», esta é parte da letra que Miguel Gameiro escreveu para ser interpretada por Mariza. E a verdade é que o tempo é mesmo coisa rara que deve ser aproveitado em todos os momentos e com os sentidos no máximo. No dia-a-dia da nova forma de estar na vida, tempo é preciosidade, vontade e ambição. Quem não pede para tudo acontecer sem pressa ou com uma pitada de verdade por perto? (...)

Saudade sem presença

Hoje ainda existe saudade de quem já não está e que nos deixou sem avisar. Existiam pontos sobre os quais não tinha percebido sobre as suas últimas horas, mas agora percebi que num dia tudo estava bem e na manhã seguinte o saco do pão continuou pendurado na porta sem ser recolhido como todos os dias acontecia. Nas vésperas os telefonemas habituais aconteceram mas os da manhã já não foram atendidos. Poderia ter saído mais cedo de casa sem avisar, mas o pão que ficou por (...)

Sentimentos com um bom livro

«O que um livro bom te faz sentir?» Esta foi uma questão que me foi colocada há dias sobre os livros que tenho lido ao longo dos últimos anos. Bons livros, obras menos bem conseguidas e narrativas que podem ser das melhores mas que não me conseguem cativar do início ao fim. Afinal de contas, o que sinto com um bom livro? Uma boa história leva-me a apagar por momentos do local onde estou, abrindo as portas a viagens sem sair do mesmo local, conhecendo seres que adorava que (...)

Saudades por despedimento

Infelizmente e como era bem esperado a empresa onde trabalho continua a meter água por todo o lado e o caminho parece ser cada vez mais só um! Com isto e porque ainda éramos sete pessoas sem necessidade, eis que de um momento para o outro ficamos reduzidos a quatro para ficarmos somente três daqui a uns dias. Pois é, após meses e meses com a noção de que alguém deveria saltar, lá ficou decidido pela entidade superior que mais de metade das pessoas estavam a mais. Reunião geral, (...)

Sem vontade!

Dias, semanas, meses, anos... Existem alturas em que nada parece bater certo com o interior de cada um! O momento de dores, prisões, sentimentos contraditórios e falta de bem-estar pessoal. Não conseguir atingir o ponto que se teve anteriormente e sobre o qual é necessário voltar a alcançar. Aos poucos as ideias e crenças começam a desaparecer para só ficar o pessimismo, a vontade de fugir, quebrar relações, começar tudo de novo longe do que existiu até agora. Apanhar o (...)

Encontrar-me!

Um misto de sentimentos tem vindo a assombrar a mente de quem só tenta estar bem! A montanha russa com que o bem e o mal se cruzam pelos meus pensamentos é inacreditável, a ponto de conseguir perceber que afinal até tenho uma vida que me faz sentir bem, como rapidamente no momento seguinte existe uma quebra e o mundo parece prestes a desmoronar! Pessoalmente tenho consciência que não me encontro bem e que tenho andado a viver pelos últimos tempos por fases bem oscilantes e onde (...)

Sensível

Ando um sensível do pior! Há uns dias uma colega começou a contar parte da sua história de um passado com alguns anos onde um casamento não foi o mar de rosas que sempre se sonha. A conversa foi acontencedo com factos a serem relatados e com a minha parte sentimental a aparecer. Tentei resistir o máximo que consegui mas como não sou de ferro e não tenho qualquer complexo em ser homem e chorar à frente dos outros, não aguentei mais a pressão e quando dei por mim já estava a (...)