Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

24h de má indisposição

10
Ago19

indisposição.jpeg

 

Passei todo o dia com uma certa moleza que até me fez adormecer ao longo da tarde, no entanto foi a noite que me custou mais a ultrapassar por diversos motivos.

Má indisposição, calor, sede e aparentemente falta de sono, tudo aconteceu numa só noite em que só desejei dormir descansado e não o consegui fazer. Na manhã seguinte além de acordar mais cedo que o desejado e imposto pelo despertador, não apetecia levantar, ao tomar banho os músculos pareciam tão vulneráveis que só pensava em me sentar. Mal comi por falta de vontade e segui para o trabalho, mal do estômago, sem força e com a certeza que o dia não iria ser fácil. E assim foi. A manhã foi horrível, entre a barriga vazia, a falta de apetite e as idas ao wc. Depois lá consegui comer uma sandes acompanhada pelo chá de camomila, ao almoço fiquei por meia posta de peixe cozido, o que não é nada para o que costumo comer, e o lanche neste dia não existiu. Ao longo da tarde a situação foi melhorando e a má disposição parece ter ficado para trás. Passei fome mas na verdade também não tive apetite e optei por não forçar o que podia cair mal. 

Estive cerca de vinte e quatro horas indisposto e tentei logo manter alguns cuidados na alimentação ao mesmo tempo que segui a minha vida, sem me deixar ficar só porque estava com o estômago meio transtornado pelas falhas dos últimos dias, o que também fez com que todo o corpo se sentisse perante a situação.

Só a água fresca me tira a sede

03
Out13

Seja Inverno ou Verão, esteja frio ou calor, chuva ou sol, uma coisa é certa... Só a água fresca me tira a sede!

Posso beber água sem ser fresca, sumos vindos ou não do frigorífico, leite, iogurtes ou seja lá o que for quando tenho sede, mas só mesmo a água fresca, acabada de sair da garrafa que está no frigorífico, é que me consegue resolver o problema quando a sede é muita e é preciso retirá-la do meu corpo.

É que tudo o resto que beba sabe bem, mas a sensação que falta algo continua lá, tendo depois que retomar o processo de beber algo para matar a ausência do líquido a que se dá pelo nome de água e em modo fresco.

Matar a sede é só mesmo com água fresca!