Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

27
Abr19

A marca não faz o boneco

marcas.jpg

Nos tempos que correm existem pessoas fascinadas pelas marcas que até enjoa. No entanto se formos analisar,  o que conta mesmo no topo do boneco composto? O que está no ser interior ou no que é visto de forma supérflua exteriormente?

É a marca do sapato, da camisa e das calças, o carro e até a comida, tudo, para certas e determinadas pessoas, circula em função das marcas. «Só compro esta marca!», «Já reparaste na nova coleção da marca de camisas que uso?» ou então, «Estou a pensar comprar o novo modelo da marca x e vender o que tenho - que é da mesma marca -, por já estar ultrapassado!». Sim, queridos gabarolas, poder de compra não vale tudo e coloquem bem isso nas vossas mentes. 

Podem comprar tudo e qualquer coisa para continuarem a alimentar as futilidades que mantém pelas vossas vidas, no entanto a conquista do Eu individual não consegue ser adquirida com a passagem de um cartão de crédito. É necessário tempo, cabeça e vontade para se conseguir atingir o limiar exato que demonstra quem é quem e a personalidade única de cada um. Não vale a pena andarem a copiarem-se uns aos outros, porque se um corta o cabelo, vai tudo cortar, se alguém compra um automóvel novo, segue tudo atrás. Com que necessidade minha gente? Não é a quantidade e a vontade de mostrar ter mais que os outros que nos dão a felicidade. Sejam muito com pouco e perceberão que mais rapidamente conseguem viver em paz, sem a necessidade de andar em modo vigilantes a perceberem que «a galinha da vizinha é melhor que a minha».

27
Out18

Novas tendências na moda de calçados esta temporada

HC_novidades_homem_OI2018.png

Sabemos que os sapatos foram criados para proteger os nossos pés contra as pedras do caminho ou para evitar pisar animais peçonhentos. A história dos sapatos remonta à Pré-História quando o homem usava-os feitos de madeira e palha e às vezes eram levados consigo para serem usados só quando necessário.

Nas civilizações grega e romana, o sapato começou a ganhar status de diferenciador social. Os gregos lançaram diversos modelos e chegaram a criar os primeiros calçados especializados para cada pé. Na Grécia, os escravos eram conhecidos publicamente por não utilizarem nenhum tipo de cobertura nos pés. Em Roma, o sapato era um indicador da classe social do indivíduo: os cônsules usavam calçados brancos, os senadores faziam uso de sapatos marrons e as legiões utilizavam botas de cano curto. Ainda ainda hoje o sapato pode ser considerado um medidor social, por isso homens e mulheres o valorizam tanto.

Na tendência masculina desta temporada, o mais importante é respeitar cada o seu estilo e sentir-se confortável.  Em alta o estilo militar, o estilo pastel (cores suaves), o florido e o listrado, além do sapatênis (estilo oversized), acompanhado com roupas XL.

Já as mulheres continuam com as suas clássicas botas. As botas tornaram-se muito populares hoje em dia, contudo, a sua história é bem mais antiga do que podemos imaginar. Relatos históricos revelam que, ainda na antiguidade, os nossos ancestrais já utilizavam peças confecionadas com pele de animais para se protegerem das intempéries climáticas e do estilo de vida mais rústico e primitivo.

E agora, a cada ano que passa, as lojas e marcas de sapatos femininos surpreendem cada vez mais as mulheres. A Deichmann que se especializa em sapatos de mulher e que este ano lançou uma nova coleção chamada  STYLE EXPLOSION – a ser lançada este Outono.

Incrível como podemos ver coisas giras e originais, distribuídas entre sete estilos diferentes de sapatos, como as Ugly Sneakers, as Ugly Boots, as Socks Boots ou Plataformas e Botas motoqueiras /roqueiras. Além disso, criaram e lançaram as Pumps (ou sapatos de salto) e botins rasos.

Entre estes artigos da nova coleção Outono/Inverno destacam-se modelos de última tendência como “socks boots”, coisas novas e originais para as mulheres que gostam de inovar e trazer peças originais para as amigas verem e invejarem.

15
Jan14

Gostava de ter coragem

img_218378089_1332643077_abigSim, gosto destes sapatos, existe algum mal nisso? Bem me parecia que não! O mal mesmo é que não tenho coragem para os usar porque caso tivesse eles já cá cantavam!

Estes Christian Louboutin em imitação são bem giros e originais, mas por serem tão extravagantes sei que muitos iriam ficar a olhar-me para os pés como se tivessem algo colado. Não temos que nos preocupar se andamos de acordo ou não com os gostos e pensamentos de cada qual, no entanto e porque o meu estilo de roupa também não vai lá muito de encontro a este tipo de sapatos, o gosto fica só mesmo pela ideia.

Mas se for no casamento da minha afilhada, onde já avisei na brincadeira que irei vestido de amarelo pintainho, aparecer com estes belos sapatos, só para a irritar um pouco, seria do melhor. Amarelo e estes sapatinhos acho que seriam um bom motivo para meter a noiva de cabelos em pé!

Mas se eu gosto e é um momento em que me tenho que vestir a rigor... Acho que até me ficariam bem, sem o fato amarelo, claro!

31
Ago13

Sapatos para a roupa casual

SapatosDepois de ter comprado a Roupa casual para o casamento a que irei a meio de Setembro pela praia de Tróia, agora chegou a vez de completar o visual com os sapatos. Sim, finalmente e praticamente um mês depois de ter comprado a roupa, lá encontrei os sapatos que me piscaram o olho e a um bom preço.

Foi na Seaside, loja onde não costumo comprar mas que me conquistou desta vez com estes sapatos de pele entre o azul e o cinzento, que me deixei levar através de 29,95€ por este par de sapatos com algumas ramificações e que me parecem combinar com as calças, casaco e tshirt que já tinha escolhido para o casório.

Bem, que chegue o dia do enlace com cheiro a Verão porque eu já estou praticamente pronto! Praticamente, porque tal como acontece com as noivas, existem sempre pormenores de última hora para serem resolvidos.

31
Jul13

Roupa casual

Roupa casualComo já tinha revelado há uns dias, em Setembro vou a um casamento na praia de Tróia e com o convite surgiu também o modo de como se deveria ir trajado para uma festa de noivado na praia. Tive dúvidas sobre o que comprar, o que conjugar e que cores escolher em modo casual, mas já está quase tudo escolhido para o casório.

Foi na loja Zara do Chiado que me vesti e que fiz a festa com pouco dinheiro. Com um blazer azul a 29,99€, umas calças cinza por 19,99€ e uma tshirt também cinza com tigres em azul por 17,95€, comprei toda a vestimenta por 67,93€.

Escolhi as três peças e trouxe-as comigo, mas tenho a incerteza se a tshirt vai ser a escolhida no dia em que tudo vai acontecer porque com as outras duas peças também algo em branco ficará bem. Para as próximas semanas decidirei essa parte...

Os sapatos ou ténis espero escolher nos próximos dias. Andei pela Aldo há uns tempos, antes de começarem os saldos, e tinha visto uns bem giros em tons de azul ou cinzento mas não os comprei por não saber o que iria escolher para vestir. Agora já posso aprofundar e lá irei eu comprar o que calçar! Vamos lá ver!