Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Planeta ou Plástico?

19
Mai18

national geographic.jpg_large

A edição de Junho da revista National Geographic já está a gerar curiosidade pelo seu tema central, principalmente pela sua imagem de capa. Sendo vista como uma das melhores capas da história da publicação, a alusão à poluição dos mares por plástico já está a criar falatório pelas redes sociais pela perfeição e forma de apresentação. 

A capa da edição norte-americana da publicação é da autoria do mexicano Jorge Gamboa que retrata a campanha mundial «Planeta ou Plástico?», mostrando um saco submerso no oceano, representando ao mesmo tempo um iceberg. Esta imagem tem múltiplas interpretações, sendo essencialmente vista como uma das pontas do iceberg sobre a poluição dos oceanos por plásticos.

Intitulada por «Iceberg Plástico», esta imagem pretende alertar acima de tudo para as toneladas de lixo que anualmente invade os oceanos, existindo um alerta que tem vindo a ser fortemente discutido como forma de combater este flagelo causado pela sociedade dos tempos modernos e que pode vir a transformar-se num grande problema daqui a uns anos. 

Embrulho ou Saco?!

13
Dez16

Nos últimos anos os presentes têm deixado cada vez mais o papel de embrulhar para serem colocados em sacos coloridos e com desenhos, que depois são colados ou agrafados e fica o presente escondido para ser oferecido. Não será bom voltar à tradição e colocar tudo dentro do papel, bem arranjado com fita cola e laçarote?

Tenho recorrido cada vez mais aos sacos e auto me denuncio porque não concordo muito com esta forma adotada, mas não sou grande coisa a fazer embrulhos e sei que num saco sempre fica bem mais jeitoso do que algo que depende um pouco mais de mim para ficar perfeito. Vou tentar oferecer os presentes deste ano, todos, ou quase todos, embrulhados, dispensando os sacos. Principalmente com as crianças irei fazer um esforço maior porque acho que tem muito mais encanto ver os mais pequenos a rasgarem o papel na noite de Natal.

Adeus sacos de plástico!

16
Fev15

Saco plástico

A partir de agora ir às compras também exige que se levem sacos reutilizáveis porque pagar o plástico ao nosso estado não dá com nada! 0,10€ por cada saco de plástico não é o mesmo que os 0,02€ que o Pingo Doce, por exemplo, estava a cobrar aos seus clientes que até aqui comprovam os plásticos para «acartarem» as suas compras até casa. Agora a obrigação das superfícies comerciais, grandes ou pequenas, em terem que mensalmente pagar os sacos que compram e saem do estabelecimento exigirá que os comerciantes cobrem os valores aos seus clientes, o que não está a ser visto de bom grado, claro está!

Qual a medida certa disto tudo? Cada qual comprar uns sacos reutilizáveis para ter sempre à mão pelo carro ou perto da porta de casa, de modo a não cair no esquecimento no ato de sair para se ir até ao supermercado. Com os amigos do ambiente reutilizáveis por perto todos acabarão por poupar uns euros ao final do mês, ajudando ao mesmo tempo a diminuir, como se aponta, de 466 sacos utilizados por cada habitante para 50.

Saco reutilizável

 

Os novos acessórios do Tomé

26
Ago14

Mala e Transportador de Saco do LixoAos poucos os acessórios do Tomé vão sendo adquiridos, uns através de compras e outros por saírem como oferta com a sua comida e passatempos, tal como foi o caso do saco de transporte e do transportador dos sacos do lixo, respectivamente!

Ao comprar o segundo saco de ração desde que o Tomé chegou a Portugal, ganhei também o saco de transporte às bolinhas da Science Plan, a marca de comida que me foi aconselhada pela veterinária. Tenho a sensação que este saco não irá dar para a sua fase adulta, isto por ter visto que alguns cães da mesma raça conseguem ficar um pouco maiores que o normal, no entanto enquanto for pequeno poderei passeá-lo dentro deste acessório portador de cachorros! Para ser sincero tenho que confessar que não me estou a ver a andar com esta mala pela rua com o Tomé a espreitar, mas também foi uma oferta e não a ia enviar para trás, não é verdade?

Além disso, também já tenho o transportador dos sacos do lixo para quando o cachorro puder ir fazer as suas necessidades à rua, a partir de finais de Setembro. Por agora tem sido habituado a fazer tudo por casa, no jornal, mas também queremos que se habitue a ir à rua ao longo do dia. Foi na exposição canina do Estoril, que decorreu no passado fim-de-semana, que fui até à tenda da Royal Canin, lancei-me à roda da sorte, respondi a uma questão e lá trouxe este pequeno mimo. 

Ter um cão não é só dar-lhe comer, arranjar-lhe uma cama, uns brinquedos e está feito! Ter um cão envolve todo um mundo de despesas com refeições, brinquedos, acessórios de viagem e acima de tudo muito tempo para lhe poder dar atenção, embora tenha um Tomé bem mole e danado para dormir, sem gostar de chatear e estando já com os seus hábitos de horários definidos. A atenção e paciência são pontos fundamentais para a educação de qualquer ser e este não é excepção!