Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Big Brother a caminho do último mês

Cristina Ferreira surgiu de vermelho na última gala de Novembro do Big Brother, prometendo uma noite de dilemas que como já vem a ser hábito, foram tão mais do mesmo que até deixam a desejar regressar atrás no tempo e lembrar o que era vivido nos primeiros reality shows em Portugal. 

Numa noite onde as birras da Mafalda estiveram em destaque e vários concorrentes afirmaram que a Patrícia está prestes a explodir, Miguel e Bárbara foram os protagonistas românticos da gala por estarem cada vez mais próximos. Patrícia e Sónia entraram em confronto várias vezes ao longo da noite, acabando com Patrícia por ser convidada pelo Big Brother a atribuir uma bomba a um dos companheiros de jogo, tendo escolhido a Sónia, que afirma estar a minar vários colegas contra si na casa. No entanto, a gala contínuo e a suposta bomba não foi revelada, ficando como que em suspenso para mais tarde ser conhecida. 

Após os confrontos entre uns e outros, que não passaram de pequenas birras sem grandes dramas, eis que o romance da casa com a dupla Bárbara e Miguel teve em grande destaque com imagens dos melhores momentos da semana entre os dois, com direito aos comentários dos outros concorrentes pelo meio. A dupla está apaixonada, já não o escondem, foram juntos ao confessionário e explicaram o que os une, ainda sem beijo assumido, mas com as palavras da Cristina que mostrou um lado carinhoso com os dois, dando-lhes apoio para fazerem o que lhes apetece, no momento certo e que só aos dois pertence, deixando a dica de como tem sido bonito ver o carinho e a forma como se olham e tratam ao longo do tempo. 

Momento curva da vida com o Diogo Coelho que revela que passou fases duras mas que é hoje uma pessoa orgulhosa e feliz. Filho único, sofreu com uma depressão da mãe que a levou a deixar de trabalhar. Sonhava em ser jogador de futebol, conseguiu em pequeno entrar numa equipa mas acabou por ser dispensado pelo estrutura física. Em adolescente sentiu dificuldades financeiras em casa pela falta de recursos, até que começou a trabalhar cedo para ajudar e conseguir fazer a sua vida. Trabalhou na noite, apaixonou-se, traiu e cometeu vários erros. Até que aprendeu a amar mais tarde com a mulher com quem casou, a Rita, a esposa que lhe deu dois filhos com quem é feliz e com quem conseguiu atingir estabilidade com algum esforço e muito trabalho. O sonho do Big Brother vem desde cedo mas foi em 2022 que entrou no reality show, na experiência que define como uma aprendizagem.

Nomeados - Bernardo, Diogo, Jéssica, Mafalda e Sónia - para a zona de perigo para a primeira suspensão das votações onde ficou livre da expulsão o Bernardo com 2%, tendo de enfrentar de imediato um dilema, "mais ou menos", tendo escolhido o "menos" e ficou assim com dois votos logo à partida nas nomeações da noite. O segundo salvo foi o Diogo com 4% que teve como dilema "polícia e ladrão" tendo de escolher o papel que quer desempenhar, optando por ser o "polícia", podendo multar um concorrente com mais um voto nas nomeações, atribuindo-o à Bárbara. Na segunda suspensão das votações foi com 14% que a Jéssica ficou livre de expulsão, enfrentando o dilema "imunidade ou nomeação", tendo de escolher entre a própria e a pessoa que lhe é mais próxima, a sua mãe Patrícia, qual ficaria nomeada e qual ficaria imune, tendo atribuído a imunidade à Patrícia e preferindo ficar nomeada. Nas contas finais com 46% a Sónia vê a sua estadia na casa continuar, já a Mafalda deixou o jogo com 54%, seguindo o caminho dos concorrentes que entraram no primeiro dia de programa, o da saída contra os concorrentes que foram entrando nas semanas seguintes, o que não é comum acontecer na história dos reality shows em Portugal. Sónia foi a última salva da noite e enfrentou o dilema que acabou por não o ser, ganhando de forma direta imunidade. 

Big Brother sem confrontos

big brother.jpg

Decisões e confrontos foram prometidos no início de mais uma gala do Big Brother e no final as promessas não passaram disso mesmo, já que os concorrentes estão tão escaldados que quando chegam às galas armam-se em anjinhos do coro e só comentam com meias palavras os temas para os quais são convocados.

As tentativas de confronto começaram com Miguel e Mafalda de lados opostos e com um bloco de imagens sobre a guerra que os dois têm provocado na casa. Se um provoca, o outro sente-se picado, se ela fala ele acende o rastilho e o que em tempos parecia uma relação de amor-ódio agora parece uma guerra acessa que despoletou muito à custa de ciúmes e de situações mal resolvidas há umas semanas atrás. Sai Miguel do confronto e entra Bárbara para um frente-a-frente com Mafalda onde o apelidado por diabo louro continua no centro das atenções. Bárbara está cada vez mais próxima de Miguel, Mafalda já esteve próxima e afastou-se por vontade própria. Agora as duas não se entendem e têm o Miguel pelo meio com se estivessem a disputar a sua atenção num qualquer drama de adolescentes apaixonadas. O confronto das raparigas e as imagens mais carinhosas de Miguel com Bárbara em grande destaque na gala onde a apresentadora tentou empurrar os dois concorrentes um pouco mais para os braços um do outro.

Novo confronto, desta vez entre Mafalda e Diogo por entrarem em desacordo após serem convidados a assistirem ao jantar romântico do Miguel com Bárbara e por Mafalda revelar o que tinham provocado, as questões que foram feitas para o quarto secreto e afins. Diogo sentiu-se incomodado por Mafalda revelar o que haviam feito e dito e ao longo da semana acabaram por desatinar por Diogo se sentir traído no jogo numa semana em que esteve nomeado. Patrícia e Tatiana também tiveram as suas picardias ao longo da semana, a Patrícia por não deixar nada por dizer e a Tatiana por querer sobressair na semana em que esteve nomeada e precisou de aparecer um pouco mais, criando alguma troca de palavras desnecessária. Bernardo e Rúben também ficaram frente-a-frente por se atacarem nos últimos dias por não terem palavra e de nomearem quem diziam que não o iriam fazer. Isto dos confrontos podia ter sido muito bonito e criar algum impacto, como já aconteceu em edições de reality shows antigos, só que nos dias que correm este esquema da produção em tentar espicaçar os concorrentes já não pega de maneira nenhuma por todos estarem na defensiva com o que dizem e fazem, estando bem controlados, ao contrário do que acontecia no passado. 

Jéssica foi eleita de semana a mais invisível da casa e teve o papel na gala de escolher os cinco concorrentes mais ativos no jogo, Miguel, Mafalda, Bárbara, Patrícia e Miro, que ficaram assim no grupo dos protagonistas, já Jéssica, Tatiana, Rúben, Sónia, Bernardo e Diogo ficaram no grupo dos invisíveis. Os protagonistas foram ao cubo e tiveram de tomar decisões de forma rápida, tendo de expulsar o menos protagonista entre os cinco, optando pela Mafalda. Já os invisíveis na sala tiveram de expulsar um dos seus elementos, calhando o destino à Jéssica. Mafalda e Jéssica foram assim para a zona de perigo e Mafalda acabou por ganhar um voto extra para a ronda de nomeações. Para ser sincero, achei esta brincadeira tão mal feita que parecia que a consequência a ser dada dependia de qual o concorrente que fosse expulso pelo seu grupo. Como foi a Mafalda teve um voto a mais nas nomeações, mas se fosse um Miro, que é uma autêntica planta no jogo, poderia resultar numa nomeação direta, digo eu, numa onda de suposições. 

Curva da Vida esteve em votação entre Bárbara e Tatiana e o público escolheu que seria a Bárbara a mostrar a sua história. Afirma ter sido uma criança feliz, sem lhe faltar nada, praticando desporto desde cedo até aos dias que correm. Revela uma paixão enorme pelo irmão, mais velho, mostrou que teve pouco carinho dos pais, lembrando-se de poucos momentos carinhosos com os seus protagonistas, mas não lhes tirando o mérito de serem bons pais. Na adolescência sofreu algum bullying pelas redes sociais devido ao seu corpo sem formas femininas na altura, o que se esforçou para alterar e combater. Pelo caminho teve um namoro que não vingou e entrou na faculdade para estudar desporto . A entrada no Big Brother representa um momento de descoberta e confessa que a sua participação está a tomar um rumo que não estava pensado de início. 

Big Brother sem sal

big brother.jpg

Numa gala com dupla expulsão, a grande noite do Big Brother de Cristina Ferreira foi dedicada ao amor ou à falta dele dentro da casa e à tentativa da produção em criar de forma forçada casais. Com Miguel como protagonista a perder o grande destaque, a polémica da semana dos contactos com o exterior do casal Rúben e Tatiana a não ser tema para a gala, a noite de Domingo foi tudo menos digna da reviravolta no jogo prometida ao longo da semana. Ou seja, promessas feitas mas tudo por cumprir!

Com o início marcado com o encerramento das votações entre Mafalda, Sónia e Joana, logo aconteceu a primeira saída da noite com a namorada do também já ex-concorrente Ricardo a deixar o jogo por vontade do público. Diana, Bernardo e Patrícia foram os novos nomeados para que a segunda saída ditasse o final da participação da Diana no Big Brother. Numa só noite, as mais indesejadas do momento pelo público acabaram por assim por sair. 

A tentativa de criar romance ao quadrado com Bárbara, Miguel, Diana e Bernardo em destaque na gala, com demonstração de imagens onde todos viram o que os vários lados deste quarteto e outros concorrentes disseram ao logo da semana sobre as suas aproximações. Isto é somente a forma forçada e com a qual não concordo da produção em colocar romance na casa, não deixando os sentimentos dos concorrentes avançarem de forma livre. Com isto, Bárbara e Miguel ficaram com um jantar a dois para acontecer ao longo da semana, com direito a pernoitarem no quarto extra da casa nessa mesma noite. Qual a necessidade da produção forçar estes acontecimentos quando o público já mostrou não gostar deste jogo preparado e elaborado com um guião onde não deixam os concorrentes seguirem a sua linha natural do jogo?

Curva da Vida entregue ao Bernardo sem revelar muito para além do que já se conhecia. Pais separados, vários irmãos, o tirar de um lado para colocar no outro e a falta de carinho sentido ao longo do seu crescimento por serem muitos e sentir que não existia tempo para o filho mais velho pela dedicação que os pais deram aos mais novos e ao trabalho que sempre foi necessário. Aos dezoito anos saiu de casa, rumou a Lisboa para estudar e continua a ser uma pessoa fechada e com dificuldade em se entregar aos outros. 

Big Brother sem limpeza e emoção

big brother.jpg

A gala que Cristina Ferreira anunciou como tendo muito para acontecer fora do que tem sido normal nas últimas semanas começou com a salvação de duas das nomeadas da semana, a Mafalda com 6% e a Sónia com 10%.

Primeiro vídeo da noite com a falta de higiene com que a Diana tem cozinhado para os companheiros de casa. Ao longo da semana deu para perceber que a Diana usou o pano das limpezas para pegar em massa esparguete do lava louça e colocar no tacho, num ato muito recriminado e nada aceite pela maioria das pessoas que prezam alimentação de qualidade. O público reagiu, já na casa a maioria dos concorrentes ainda se riu destas imagens e acabaram por brincar com a situação, o que não acho de todo normal. Depois surgiu o tema da falta de limpeza que tem sido uma constante, mais até nesta última semana. Todos apregoam e apontam o dedo mas poucos limpam para tentarem manter a casa limpa. Mais uma vez o centro destas duas discussões acabou por ser o Miguel por se insurgir contra os restantes, tanto com a questão da falta de higiene para com a comida como para com as limpezas que muitos se recusam a fazer. Onde andam os tempos em que aos Sábados a casa era limpa de fio a pavio e mesmo que ripostassem tinham de manter as coisas em condições?

Diana a ser confrontada com as suas imagens onde diz preocupar-se com o que o filho pode pensar sobre o que dizem de si mas que depois tem atitudes menos próprias, numa incongruência de argumentos e comportamentos um pouco estranha. O público há várias semanas que se mostra cansado desta Diana intrometida e dentro da casa até quem lhe é mais próximo se mostra desagradado com os seus comportamentos.

Curva da Vida da Joana onde falou da separação dos pais e das pessoas que começaram a fazer parte da sua vida a partir dos novos relacionamentos dos progenitores. Em adolescente quase que foi violada por um desconhecido, perdeu a sua auto estima com o tempo devido ao seu padrasto, tendo entrado na faculdade enquanto trabalhava e tentava passar pouco tempo em casa para não sofrer com o que ouvia do companheiro da mãe. Em 2020 apaixonou-se, foi traída com a melhor amiga e deixou-se abalar. Em 2021 entrou no Big Brother, apaixonou-se pelo Ricardo e sente-se grata pela mudança de vida que conquistou a partir de então.

A gala contou ainda com o momento dispensável de Tatiana e Rúben no cubo para o sistema de máquina da verdade animada mas sem qualquer necessidade. Patríca, Jéssica e Bárbara no confessionário para falarem do Miguel num novo momento sem qualquer utilidade. E o momento patrocinado pela Donuts onde todos puderam ver os momentos de boa disposição da semana ao sabor das novas bolachas da marca no que se pode apelidar por publicidade descarada em pleno direto.

 

Big Brother de Halloween

Numa noite pautada pelo Halloween, a gala do Big Brother aconteceu em torno da célebre noite das bruxas e assinalou também o regresso da mítica voz masculina, após semanas de ausência, que habitualmente acompanha os concorrentes ao longo das várias edições do formato.

A noite começou com as chamadas de atenção de Cristina Ferreira sobre as conversas e combinações que os concorrentes vão fazendo quando a emissão em direto está desligada. O que cada um acredita sobre a populariedade, as conversas certeiras sobre quem vai ou não sair e as suposições que são combinadas em pequenos grupos para criar alguma confusão no dia seguinte. A apresentadora mostrou-se um pouco irritada com os comportamentos e conversas dos concorrentes ao longo da semana, frizou bem o seu desagrado para com vários moradores da casa e só não perceberam as sucessivas diretas que foram dadas se não quiseram.

Miguel foi ao dilema e para ver um grupo de imagens onde falavam mal de si teria de nomear a pessoa que está mais próxima de si, que seria a Jéssica, segundo o próprio, o que foi recusado. Ao ter recusado ver as imagens, todos os outros concorrentes viram o dito vídeo contra si. Depois já em grupo, todos viram o vídeo em que o Diogo afirma ao Miguel ser seu amigo e defensor e que nas costas revela totalmente o oposto a vários dos companheiros de casa. As imagens da discórdia da semana foram mostradas. Todos andaram a preparar partidas, uns aceitaram, outros levaram a mal mas foi Miguel a cair no rídiculo e a ter um mau momento quando deitou sabonete líquido para o cabelo da Catarina ao longo de uma discussão de ambos com vários intervenientes pelo meio. Mais uma vez uma gala em que o Miguel esteve no centro das atenções, tudo porque o grupo o deixa brilhar, fazendo com que este destaque lhe seja dado por lhe darem créditos com jogo gratuito através de tudo o que faz e diz com reações contrárias.

Momento curva da vida com a Sónia, uma das últimas concorrentes a entrar. Filha única, nasceu em Peniche, numa casa sem condições onde passou algumas necessidades básicas. Aos seis anos foi atropelada, levou gesso numa das pernas e por ter varicela fez uma grave infeção que quase lhe tirava a perna. Em criança quase que foi violada pelo avô, sofreu com isso, mais tarde foi violada aos treze anos por três rapazes. Aos dezasseis começou a trabalhar e apaixonou-se e foi mãe aos dezanove anos, com a filha de três meses voltou a engravidar, pensou em abortar, mas seguiu com a gravidez e enfrentou novos problemas pela falta de dinheiro até 2019, ano em que refere que conseguiram a estabilidade familiar. Um testemunho duro, contado de forma crua e de sofrimento. 

Numa primeira fase com os cinco nomeados, Bárbara, Catarina, Diogo Coelho, Jéssica e Patrícia, ainda a votação, três foram salvos com 1%, 2% e 3%, ou seja, Diogo Coelho, Jéssica e Bárbara, respetivamente. Patrícia foi ao duelo final com Catarina, levando a melhor com 20% contra os 80% da Catarina que deixou assim o jogo, após semanas quase consecutivas a ser nomeada. 

Big Brother sem motivação

Prometia ser «a noite do inesperado» na abertura de mais uma gala do Big Brother onde Cristina Ferreira se apresentou de preto e prometeu mostrar o que irá provocar as guerras dos próximos dias na casa. Só que as promessas ficaram mesmo por aí, já que esta foi das galas mais calmas desta edição do reality show. 

Mafalda esconde comida semana após semana, com consentimento de alguns outros concorrentes, e diz que o faz para pouparem e conseguirem chegar ao final da semana com comida suficiente. Uns escondem para controlar os outros numa casa de adultos que todos deviam ser racionais e esta questão é simplesmente absurda por não saberem falar e conversar sobre o que devem ou não comer ao longo da semana. A questão é que vários afirmam que alguns não se controlam quando existe mais comida disponível mas não apontam nomes... A questão é, não seria mais fácil assumirem que são os "alarves" para que estes percebessem que se têm de controlar?!

La Tempestad foi um dos BBPlays da noite com a tripla Diogo, Mafalda e Miguel em destaque por formarem um triângulo com tantas arestas por limar que até acabam por cair no ridículo. É notório que o Diogo gosta da Mafalda, mas não o admite perante a própria, já a moça gosta de estar com o Miguel que brinca mas não avança porque existe um Diogo meio obcecado que deixa escapar comentários e comportamentos menos próprios de um homem de 29 anos que não assume os seus sentimentos. Miguel diz respeitar o Diogo e daí não se aproximar mais de Mafalda, já Diogo afirma não gostar da Mafalda para além da amizade, tudo porque esta afirma que a questão da diferença de idades faz algum peso na sua linha de raciocínio. Ela sabe que o Diogo nutre sentimentos por ela, ele controla-a, o Miguel brinca com a situação e o trio começa a provocar mal estar perante o grupo.

Catarina e Patrícia num frente-a-frente sobre os confrontos e bate boca que foram tendo ao longo da semana. Patrícia afirma que a Catarina fez e disse certas coisas, já esta diz não o ter feito, ambas viram as imagens para que a provocação mútua acontecesse e venha a dar maior polémica pelos próximos dias. Os restantes concorrentes tiveram de assumir um dos lados desta guerrilha, Catarina ficou com a maioria e ganhou o poder de atribuir um voto duplo nas nomeações. 

Diana e Frederica no confessionário para serem queridas inimigas ao Domingo após uma semana a trocarem picardias. Estes concorrentes são tão hipócritas com esta demonstração de falsidade dominical que devem achar que somente os crentes religiosos seguem as vivências do Big Brother.

Rúben como comentador de serviço numa gala sem grande conteúdo e onde era necessário encher um pouco o tempo para prolongar o que podia ser despachado desta vez em pouco mais de duas horas. Rúben teve assim o papel para comentar algumas imagens da semana somente porque sim, sem interesse e relevância. 

 

Big Brother... Entradas por saídas

big brother.jpg

Ainda não chegou a meio da edição e o certo é que o atual Big Brother já conta com mais entradas do que qualquer outra edição até aqui transmitida. Cristina Ferreira e direção do canal prometeram antes da estreia uma temporada de tempestade e o que vejo é que somente os frouxos aguaceiros entraram na primeira fornada de concorrentes e que foi necessário chamar alguns reforços para uma entrada extra. Como mesmo assim não chegou para provocar algum reboliço necessário, eis que duas novas entradas aconteceram numa noite com duas saídas!

A gala começou bem com a desistência da planta de seu nome Rúben da Cruz. O senhor que passou as últimas semanas a falar em desistir acabou por ser convidado quase num encosto contra a parede a deixar o jogo. Tanto disse que queria deixar a casa que acabou mesmo por o ter de fazer sem se conseguir despedir dos companheiros de casa, entrou no confessionário sem saber ao certo ao que ia, viu as imagens onde falava na vontade de sair por várias vezes e rua, como a célebre ex-comentadora Ana Garcia Martins sempre dizia, que se abra o alçapão. 

Novas entradas aconteceram no feminino e Sónia foi a primeira a chegar diretamente de Peniche com muito para dizer aos que já vivem na casa da Malveira há umas semanas. Se me pareceu na primeira impressão uma concorrente que tem muito para dar ao jogo, sinceramente não, mas o certo é que com as suas opiniões que foram mostradas do casting já conseguiu provocar alguns dissabores. Bárbara, de Vila Nova de Gaia, estudante de desporto e assumidamente uma grande fã das redes sociais, principalmente do tiktok. Ambas as novas concorrentes criticaram os mesmos concorrentes, a Diana por ser intriguista, a Cátia por ser provocadora, o Bernardo por nada fazer e o Miro por ser uma planta. 

BBPlays da vida com a guerra da Diana má cozinheira e do Miguel esforçado sem direito a comer o que queria. Eles discutiram, ela chorou, não cozinhou e o pouco que fez era mal feito e não agradou ao estômago da maioria, mas como todos são amigos só o Miguel se queixou em alto e bom som ao longo da semana num frente-a-frente. Depois Diana teve direito, a solo, a ver as imagens do que todos disseram nas suas costas sobre a má comida que foi feita no período em que esteve a tomar conta da cozinha e também percebeu a opinião que alguns têm sobre si por se meter nas guerras que não são suas. Os fofos, só que chatos, Diogo e Mafalda, a verem os seus melhores e piores momentos de casal, de amigos, como dizem, ao longo da semana, com o afasta e aproxima com os ciúmes do Diogo para com o Miguel pelo meio. A Mafalda manda e dá dicas ao Diogo, este aceita, fica nervoso e segue em frente na sua vida de planta sem rumo e sem qualquer opinião. Diogo depois conseguiu ver, a solo, imagens sobre o que todos dizem sobre a sua relação submissa para com a Mafalda e acabou por aceitar o que viu, dando razão aos colegas por somente jogar muito em torno da colega de casa. Já a dois, viram novo bloco de imagens onde a aproximação de Mafalda para com o Miguel é notória e os ciúmes que têm existindo entre este trio. E o que dizer dos códigos que surgem na roupa que entra na casa e com os quais foram confrontados? Todos os envolvidos admitiram que usavam cores de roupa que entrava na casa para saberem como estavam no jogo e todos ficaram a saber que a partir de agora mais nenhuma roupa entra na casa do Big Brother até ao final da edição, o que vai provocar alguma tensão por estarem condicionados ao que já têm na casa, sem acesso a novas peças, deixando acordos e patrocínios assim de lado e começando a ter que reciclar vestimentas daqui em diante, o que significa que ficarão dois meses e meio sem terem roupa nova disponível. O que tenho a dizer sobre este tema é só uma coisa... Estudassem e ficassem calados quando recebessem as dicas!

 

Estreia do Big Brother Duplo Impacto

Concorrentes da discussão

vip-pt-52943-noticia-big-brother-duplo-impacto-eis

 

03 de Janeiro de 2021 e estreia a edição Duplo Impacto do Big Brother, fazendo uma autêntica mistura entre as duas últimas edições do reality show com o Secret Story e A Quinta. Esta nova temporada do reality show acaba por ser uma autêntica salada russa entre várias temporadas dos programas da vida real da TVI ao longo dos últimos anos e ao que parece, segundo a intenção, vai dar boom.

Sandrina, do Big Brother 2020, e Joana Diniz, do Secret Story 4, entraram diretamente do confessionário para a casa e ficaram a saber que o jogo vai ser feito em duplas e as concorrentes mais baixas em jogo são desde logo uma dupla improvável. Sandrina era mais que esperada num regresso a uma nova edição, já a Joana pensei que estivesse para sempre esquecida, mas afinal não. O que ambas têm a dar ao jogo? Uma a comédia com corte e costura pelo meio e a outra, com alguns anos de distância após a sua última aparição será uma surpresa mas muito virada para a discussão, segundo me parece. 

Quem também está de volta é o expulso do Big Brother 2020 Pedro Soá. Saiu a mal da sua edição e agora regressa para dizer que está diferente, mas que não gosta do Rui Pedro, o quarto concorrente a entrar, outro expulso mas do Big Brother Revolução, e com quem irá jogar em dupla. Não se gostam mas o Soá tem posição para atacar, já o Rui mostrou algum nervosismo perante o primeiro frente-a-frente que aconteceu no jardim da casa.

Teresa, a avó Tetecas, que discutiu com todos e mais algum no Big Brother 2020. Foi a cobra, a vilã e a mal dizente, agora regressa e já sinto que será mais do mesmo, já que a maldade não deixa o seu peão de lado assim tão facilmente. A Teresa diz estar preparada para o que der e vier e aposto que após lançar o seu veneno irá chorar em menos de nada por achar que todos estão contra si. 

E quem entrou uns dias após tendo saído? Pedro, o terceiro classificado do Big Brother Revolução e levou consigo a sua mãe, a Maria Antónia, a progenitora de sucesso dos últimos meses na plateia das galas. Mãe e filho entraram como infiltrados para o bunker e o que já é certo é que me ri bastante com esta dupla familiar e que de certo dará um refresh ao jogo quando entrarem na casa.

Gonçalo Quinaz, participou no programa A Quinta, não deu grande coisa ao jogo, e agora regressa, quem sabe pelos problemas familiares e de paternidade que têm surgindo na imprensa pelos últimos tempos. Não vejo outra justificação para esta entrada e o impacto com a sua entrada no jogo deve ser o mesmo de algumas plantas na edição anterior do reality show. Helena Isabel, vencedora do Secret Story 6, regressou de forma inesperada. Uma das bombas desta edição do Big Brother e que para mim estava fora do baralho de possibilidades para reentrarem na casa. Já gosto disto só por esta entrada que nem me lembre que podia acontecer. Gonçalo e Helena em dupla no jogo. Será que vai dar molho positivo? Por ela parece que sim!

E o que seria um Duplo Impacto do Big Brother sem a Joana de Cascais da Revolução? A guerrilha com Rui Pedro começou há uns meses dentro da casa e depois de continuar cá fora, eis que agora será em direto para o público que ambos vão poder desfolhar a zanga e o diz que disse pela imprensa ao longo das últimas semanas. Ambos dizem querer resolver a zanga, mas será mesmo que esquecerão o que foi dito e seguirão em frente? Duvido que esta relação volte a ser pacifica, mas a produção lá está a tentar apaziguar quando sabem que do nada irá virar discussão em poucos dias. A Joana estava tão magoada e sentiu-se violentada e agora entra como se nada fosse com o Rui Pedro? Racionalidade e maturidade são necessários! 

O Hélder voltou à casa sem necessidade alguma! Cansativo, homofóbico, infantil e inútil, qual o motivo de voltarem a colocar esta criança grande sem graça no jogo quando para nos animar já lá estão o Pedro e a Sandrina? Tirem o Hélder rapidamente da casa porque já todos demos para este peditório e duas vezes na mesma edição.

Já chega de Sónia!

Sonia-dest.jpg

 

Sónia, a concorrente do Big Brother, foi finalmente a um frente-a-frente com a Ana Garcia Martins, mais conhecida como a Pipoca Mais Doce. Em pleno Você na TV!, com Manuel Luís Goucha, já que na edição Extra de há uns dias não foi possível os comentadores trocarem palavras com a feirante por alguma imposição da produção. A Pipoca preparada, como sempre, enfrentou a moça do Norte, que desceu a Lisboa toda desnorteada e bem varina como habituou o público ao longo da sua estadia na casa da Ericeira. Havia necessidade de trazer um tom de voz tão altivo para um programa matinal por parte da menina que desistiu do reality show?

A comentadora mais feroz do Big Brother preparou o seu discurso, prevendo as desculpas que a Sónia iria avançar para determinados temas que abordou dentro da casa, e claro que arrasou. Sónia gritou, falando como sempre bem alto por achar que é assim que ganha uma guerra de palavras, discutindo com o seu tom altivo, levando depois resposta de quem não desceu, como saberíamos desde logo, ao seu nível. A Pipoca sempre respondeu com o seu ar irônico, dizendo as verdades sobre os atos da feirante do Norte dentro da casa. As conversas paralelas da concorrente, o não entendimento de expressões dos colegas da casa para distorcer e criar confusão, as birras semanais, todas as características negativas mostradas ao longo do jogo e as indisciplinas para com as regras impostas pela produção. A Pipoca comentou em bom, falou do mau grupo a que a Sónia se juntou desde o início da sua participação e não deixou nada por dizer, caracterizando a moça com a ideia que muitos de nós nutrimos sobre a mesma. Conflituosa e problemática, a Sónia chegou ao Big Brother com todas as forças para poder ser uma boa concorrente, mas o seu lado negativo sobressaiu e foi mais forte na casa a ponto de a levar a ficar com uma má imagem, como continua a defender.

A concorrente de Vila Nova de Gaia acabou por desistir por opção, por também perceber que o seu jogo estava mais que mal visto junto do público e mesmo assim continua a defender os seus maus atos, mesmo quando confrontada com imagens e declarações do que foi fazendo ao longo do jogo. Será que custa assim tanto admitir que esteve mal, que existiram discussões que só aconteceram porque a Sónia não sabe ouvir e interpretar o que é dito pela verdade é só pensava em criar conflitos a pensar que esse seria o padrão que os espetadores queriam ver?

Pandemia trava produção do Big Brother

big brother 2020.jpg

 

Muito se tem falado sobre a fracassada forma como a produção do Big Brother tem lidado com os concorrentes nesta edição comemorativa dos 20 anos do reality show em Portugal mas o facto é que em 2020 todos vivemos numa fase complexa, desconhecida e onde as estacas da feira não são tão fáceis de alterar como em tempos normais. 

Ao longo dos outros formatos e edições do género expulsão e desistência de um ou mais concorrentes de um qualquer reality show era alvo de travagem por parte da produção que não queria em muitos casos que os concorrentes saíssem antes de tempo do programa para não terem de recorrer a rostos suplentes ou em alguns casos alterarem as datas de término da edição. Tentavam arrastar mas não desciam a um nível tão incómodo como agora por uma simples questão, sem pandemia e quase de um dia para o outro um ou mais concorrentes podiam entrar na casa e reforçar o elenco, o que não pode acontecer de todo desta vez. 

Se os concorrentes estão contados, já com entradas iniciais a mais do que o teoricamente necessário, e se existem expulsões e desistências a mais que a conta há então que tentar barrar a todo o custo mais saídas gratuitas e inesperadas para que não se tenha de ficar com um número reduzido de personagens dentro do jogo antes do previsto, uma vez que nesta altura das nossas vidas recorrer a substituições não é de todo uma situação válida. Seria necessário dias de quarenta, passando metade de um mês que neste tipo de jogo conta muito. 

A atual produção da Endemol em parceria com a TVI muito tem aguentado para com este lote de concorrentes que ao perceber que podem provocar, desrespeitar regras e insultar esticam bastante a corda com ameaças e faltas de respeito dia sim, dia sim. Percebo que queiram manter os concorrentes dentro da casa o maior tempo possível para não terem de diminuir o tempo de duração do formato, mas existem determinados comportamentos que chegam a cair no ridículo de tão desculpados que estão a ser por estes serem os meninos que fizeram quarentena para estarem a protagonizar um reality show. Quando deram início à atual edição deviam ter pensado que iriam ter concorrentes para todos os gostos e que esta situação de birras e vontades de desistência ia acontecer com algumas figurinhas a pressionar a produção para fazerem o que querem e bem entendem dentro daquela casa.