Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

universitarios-billboard

Rotina das noites frias

  Deito para dormir e não consigo adormecer com os pés frios. Fico deitado com um monte de roupa em cima, todo tapado dos pés à cabeça e começo a sentir a necessidade de respirar.  Acordo de noite e percebo que já me destapei. Vou ao WC e volto para o quente da cama. Torno a adormecer, todo tapado sabendo que irei ficar com o pico de me faltar o ar dentro de momentos. Acabo por adormecer de novo e sei que me destapo. Acordo de manhã, quando o sol nasce e o despertador ainda nem (...)

Pesadas rotinas noturnas

  Sabes aquelas pessoas que dormem mal, mal e mal umas três noites seguidas e que de duas em duas horas acordam para fazerem uma série de coisas já rotineiras para esse trio da semana? Nas últimas noites uma dessas pessoas fui eu... Acordei, sentei na cama, fui ao WC e bebi água para voltar a adormecer logo, logo e logo. ( Ver mais... )

Mais uma semana com mais do mesmo!

  Mais uma semana, mais uma voltinha na carruagem laboral. A semana começa, promete mais do mesmo perante os dias anteriores e aparentemente nada demais irá acontecer para combater de frente uma rotina sem desafios que parece estar instalada na minha vida profissional. A monotonia está instalada, sinto-me como parado no tempo e sem perceber o significado de desafio de que tanto necessito por não existir estímulo em fazer diferente, mais e melhor. Quem me conhece sabe que sou muito (...)

Rotina mesmo de quarentena

  Os dias em tempo de isolamento tornam-se cansativos mas mesmo assim não deixo de fazer o meu horário mental de forma diária, tentando seguir à risca sem existirem grandes contratempos, logo agora que a vida é praticamente sempre mais do mesmo. Acordo cedo porque a junção entre corpo e mente assim o exige por não conseguir dormir muito e assim o dia começa logo também com o rair do sol quando podia estar até mais tarde a desfrutar da amizade com a cama. Ao levantar cedo e ao (...)

Cumprir horários é bom!

  Odeio chegar atrasado onde quer que vá e perante qualquer combinação. Se existem compromissos e horários a cumprir então há que os levar a sério. Com isto e porque se sou exigente comigo também o tenho que ser para com os outros. Quem falha uma vez e duas vezes e o contínua a fazer porque não consegue cumprir e sabe que só perde com isso, somente prova que não pretende mesmo mostrar ambição para ser uma pessoa cumpridora. Se não conseguem ter horários quando os combinam (...)

(Re)entrada na rotina

O início de uma nova fase laboral é sempre um momento de controlar a gestão de horários, para mais quando ao longo de uma semana a rotina pessoal e profissional é feita de diferentes modos. Neste momento e após os meses de desemprego voltei a ser «empregado por conta de outrem» e ao contrário do que tinha anteriormente, com um horário de Segunda a Sexta-feira e com entradas e saídas fixas, desta vez os Sábados e Domingos entram na corrida e existem quatro horários de início (...)

Sem hábitos de desempregado

Fiquei forçosamente sem emprego há umas semanas e desde ai que ainda não me habituei a esta nova vida com tempo livre a mais. A situação do despedimento ainda não está resolvida e neste momento não estou a ganhar de lado algum, no entanto estou em casa e os gastos diários continuam a surgir. O tempo e o facto de estar em casa levam-me a comer mais, o que pode ser bom para engordar um pouco, consigo ver mais séries e ler com maior regularidade mas depois todas as manhãs e tardes (...)

Ao acordar...

Lanço aqui o debate para sabermos quais as primeiras coisas que cada um faz ao acordar! Bloggers e leitores estão convidados a entrarem, comentarem e responderem a este tópico de forma livre! Em três, dois, um...   Aqui ficam de forma rápida os meus primeiros momentos matinais!   Acordo e rebolo por uns minutos pela cama, levanto e lá vou eu fazer a higiene matinal antes de colocar o pequeno-almoço a ser preparado para me ir vestir numa rapidinha! Depois disso visito as redes (...)

Bom dia!

A verdade é esta! Após uma semana de pausa bem desejada e fora da rotina do dia-a-dia onde o trabalho aperta e pouco tempo sobra para aqueles bons prazeres que se juntam ao descanso, tudo está de volta quando o despertador toca e percebe-se que as oito horas laborais estão prontas para nos aceitar.  ( Ver mais... (...)