Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

21
Nov14

Passos Coelho, a filha e a imprensa

Filha de Passos CoelhoDe um momento para o outro a imprensa nacional descobriu que a filha de Pedro Passos Coelho, nosso estimado Primeiro Ministro, está inscrita numa agência de modelos, a Go Models Lisboa. As revistas e jornais diários acordaram e perceberam agora que Catarina Padinha quer vingar no meio artístico, coisa que o pai e a sua mãe, a ex-Doce Fátima Padinha, já fizeram quando foram mais novos.

O que há de especial com esta jovem? É filha do nosso Primeiro, está agora a dar nas vistas por querer ser conhecida e não ser simplesmente a filha de Passos Coelho, a menina que estuda para ter uma profissão que a fechará dentro de salas e escritórios para o resto da vida! A nossa imprensa não está habituada a que os jovens filhos de representantes nacionais dêem nas vistas, ao contrário do que acontece por outros países, e agora que a Catarina está inscrita numa agência, seguindo o seu sonho, estão a fazer um alarido enorme por uma coisa que só à jovem e aos seus país diz respeito. 

Neste momento a jovem de 21 anos é modelo, sonha com o mundo da música, mostra à vontade perante as câmaras e com o destaque que tem tido deverá ser convidada para novos projetos dentro de poucos dias porque por cá tudo funciona dessa forma. A sua agência revela que Catarina chegou ao lugar que tem atualmente sozinha, sem qualquer cunha e que tem tudo para vingar. Se os pais concordam ou não, isso é com eles porque afinal antes de ser Primeiro Ministro, Passos Coelho é homem, pai e um cidadão que tem vida própria, tendo os seus filhos a liberdade a que todos têm direito de fazerem o que querem com a sua vida profissional e pessoal!

26
Jun14

Gastos supérfluos

Por vezes dou por mim a pensar nas coisas que compro sem realmente serem necessárias só porque de momento apetece e acho engraçado! Roupas, livros, acessórios, revistas e até comida, mais concretamente por gulodice! Por mês vou fazendo várias compras completamente desnecessárias que acabam por se converter em gastos supérfluos que podiam ser controlados para adquirir outras coisas, algo que faça realmente falta e que venha a ser útil no futuro!

Gosto de comprar mas também quem não gosta, não é verdade? O que me irrita em algumas situações é depois de ter algo comprado há dias perceber que afinal aquilo não me fazia assim tanta falta como pensava! Não sou de comprar roupa extremamente cara, no entanto se gostar custa mas prefiro comprar uma peça acima da média e que me preencha do que ficar com a segunda opção e depois não usar. No que à literatura diz respeito, nos últimos meses ando mais controlado com o adquirir de livros por ter vários em fila de espera aqui por casa, andado a adiantar o que tenho para só depois começar a encomendar uma ou outra novidade na altura em que os vou ler, não tendo que os ter por aqui durante semanas ou mesmo meses sem ter tempo ou verdadeira intenção de os ter como companhia. Pelas revistas então sou mesmo um aldrabão! Dou por mim a comprar uma ou outra publicação mensal e depois pouco mais de duas ou três páginas são lidas. Será possível isto acontecer? Pois, comigo é e por mais que pense no assunto, passados uns dias volto a cometer o mesmo erro! 

Além destas coisas que me aparecem pela cabeça assim de repente existe a comida... Por vezes apetece comer algo só porque sim e não porque tenha fome! É mais o sentimento de crer e poder desfrutar de algo doce ou de alguma coisa que em casa não tenho! É isto e ter de sair do conforto do lar para dar uma volta, sem ter um destino previsto, gastando combustível e consequentemente dinheiro porque não existia intenção, mas acabo sempre por ir a algum local onde gasto mais do que se tivesse ficado em casa ou ido simplesmente ao café com os amigos.

Se for contabilizando os gastos extra e desnecessários que vou tendo ao longo do mês conseguia poupar talvez mais de 100/150€, mas sou assim e só penso depois!

10
Jun14

Imprensa com ofertas

GQUma coisa de que gosto quando vou comprar alguma revista ou jornal é perceber que além da compra ainda tenho direito a alguma oferta. Quando vou com a ideia de comprar é porque quero mesmo mas depois perceber que ainda posso ter um bónus acaba por melhorar a situação na altura do pagamento.

Existem vários locais que retiram as ofertas e que na altura do pagamento não as oferecem ao cliente, isto se as mesmas não vierem indicadas na capa da publicação, no entanto, há que estar atento a tais situações, principalmente nas bombas de combustível, onde não sei por que razão, as ofertas em algumas revistas são quase sempre retiradas. Quem ficará com as mesmas? Acredito que sei quem é!

Depois também é engraçado perceber que no que toca a revistas mensais viradas para o público feminino existe na grande totalidade sempre um brinde... Uns óculos de sol, um colar, uma mala, um relógio...! Depois nas masculinas, como é o caso da GQ, só muito raramente se conseguem fazer acompanhar de algo!

Qual será o motivo para esta diferença acontecer? Os homens gostam de receber presentes como as mulheres, não? Eu pelo menos gosto e acho que tais ofertas da imprensa masculina deveriam acontecer com uma maior regularidade do que a existente!

09
Jun14

Reportagem 15-12-2013

Meio ano já passou após a tragédia do Meco e ainda hoje a imprensa continua a debater o assunto, principalmente a TVI pela mão da jornalista Ana Leal. Se até agora todas as reportagens feitas sobre os jovens que morreram e os seus familiares deram destaque ao acidente, aos culpados, à situação em concreto, desta vez decidiram recordar quem eram os filhos, amigos, namorados e alunos que partiram!

Finalmente uma reportagem sobre a tragédia do Meco que não se debateu sobre a fatídica noite, mostrando quem foram os jovens adultos que deixaram a sua vida junto ao mar por um qualquer erro humano onde alguém e todos foram culpados. A jornalista não tem deixado o caso desde as suas primeiras horas e continua do lado das famílias que ficaram sem os seus filhos, em busca da verdade, mas com uma persistência cansativa publicamente.

Esta reportagem mostrou o outro lado, mostrou as pessoas que viveram e foram felizes ao longo da sua presença na terra, rodeados de quem sempre os amou. Confesso que fiquei comovido ao ver a reportagem 15-12-2013, percebendo a falta que as partidas fazem, o modo como cada qual é recordado e quem foram!

O acidente do Meco não tem de ter julgamento público e embora seja um caso que o país tem acompanhado, queria acreditar que esta reportagem em jeito de homenagem às vítimas poderia muito bem terminar o caso pela imprensa. Aplaudo o bom trabalho jornalístico, mas já chega!

08
Jun14

Ganha o livro O Amor Não É Isto

O Amor Não É IstoO Amor Não É Isto, o novo romance de Cláudio Ramos foi lançado à dias e eu já ando a ler o exemplar que me foi oferecido pela editora Guerra e Paz, tendo agora um outro para oferecer aos leitores do blogue. Uma boa ideia, não é verdade?

Falar e comentar o amor, as relações e os boatos, os problemas e a sociedade são a base desta obra que o apresentador da SIC destaca através das suas personagens. Cláudio Ramos, tem mostrado a sua paixão pela escrita através da colaboração com várias revistas e jornais diários, tendo também um blogue, Eu, Cláudio!, voltando agora a lançar um novo livro onde o «amor» é debatido do início ao fim.

Para ganhares o exemplar de O Amor Não É Isto que tenho para oferecer, basta que sejas seguidor de O Informador pelo Facebook, tal como da Guerra e Paz, e através de um comentário a este mesmo texto revelares o que é o amor para ti! O vencedor será escolhido por mim e com base nas respostas amorosas que irão ser reveladas como forma de participação ao desafio, como tal a originalidade será um ponto fulcral deste passatempo. Para que a tua participação seja válida será necessário também que partilhes este texto pelo Facebook!  Peço que coloques os teus dados, nome e email, de forma correcta para uma melhor comunicação com o vencedor que terá de ser morador em Portugal!

O passatempo começa no dia 8, pelas 13h00, terminando a 20, pelas 19h00. Depois disso é só ficares com atenção ao blogue para saberes se foste a pessoa seleccionada para receber esta obra em tua casa!

«O que é o amor?»