Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

univseritarios-billboard

Passos Coelho, a filha e a imprensa

Publicado por O Informador, 21.11.14

Filha de Passos CoelhoDe um momento para o outro a imprensa nacional descobriu que a filha de Pedro Passos Coelho, nosso estimado Primeiro Ministro, está inscrita numa agência de modelos, a Go Models Lisboa. As revistas e jornais diários acordaram e perceberam agora que Catarina Padinha quer vingar no meio artístico, coisa que o pai e a sua mãe, a ex-Doce Fátima Padinha, já fizeram quando foram mais novos.

O que há de especial com esta jovem? É filha do nosso Primeiro, está agora a dar nas vistas por querer ser conhecida e não ser simplesmente a filha de Passos Coelho, a menina que estuda para ter uma profissão que a fechará dentro de salas e escritórios para o resto da vida! A nossa imprensa não está habituada a que os jovens filhos de representantes nacionais dêem nas vistas, ao contrário do que acontece por outros países, e agora que a Catarina está inscrita numa agência, seguindo o seu sonho, estão a fazer um alarido enorme por uma coisa que só à jovem e aos seus país diz respeito. 

Neste momento a jovem de 21 anos é modelo, sonha com o mundo da música, mostra à vontade perante as câmaras e com o destaque que tem tido deverá ser convidada para novos projetos dentro de poucos dias porque por cá tudo funciona dessa forma. A sua agência revela que Catarina chegou ao lugar que tem atualmente sozinha, sem qualquer cunha e que tem tudo para vingar. Se os pais concordam ou não, isso é com eles porque afinal antes de ser Primeiro Ministro, Passos Coelho é homem, pai e um cidadão que tem vida própria, tendo os seus filhos a liberdade a que todos têm direito de fazerem o que querem com a sua vida profissional e pessoal!

Gastos supérfluos

Publicado por O Informador, 26.06.14

Por vezes dou por mim a pensar nas coisas que compro sem realmente serem necessárias só porque de momento apetece e acho engraçado! Roupas, livros, acessórios, revistas e até comida, mais concretamente por gulodice! Por mês vou fazendo várias compras completamente desnecessárias que acabam por se converter em gastos supérfluos que podiam ser controlados para adquirir outras coisas, algo que faça realmente falta e que venha a ser útil no futuro!

Gosto de comprar mas também quem não gosta, não é verdade? O que me irrita em algumas situações é depois de ter algo comprado há dias perceber que afinal aquilo não me fazia assim tanta falta como pensava! Não sou de comprar roupa extremamente cara, no entanto se gostar custa mas prefiro comprar uma peça acima da média e que me preencha do que ficar com a segunda opção e depois não usar. No que à literatura diz respeito, nos últimos meses ando mais controlado com o adquirir de livros por ter vários em fila de espera aqui por casa, andado a adiantar o que tenho para só depois começar a encomendar uma ou outra novidade na altura em que os vou ler, não tendo que os ter por aqui durante semanas ou mesmo meses sem ter tempo ou verdadeira intenção de os ter como companhia. Pelas revistas então sou mesmo um aldrabão! Dou por mim a comprar uma ou outra publicação mensal e depois pouco mais de duas ou três páginas são lidas. Será possível isto acontecer? Pois, comigo é e por mais que pense no assunto, passados uns dias volto a cometer o mesmo erro! 

Além destas coisas que me aparecem pela cabeça assim de repente existe a comida... Por vezes apetece comer algo só porque sim e não porque tenha fome! É mais o sentimento de crer e poder desfrutar de algo doce ou de alguma coisa que em casa não tenho! É isto e ter de sair do conforto do lar para dar uma volta, sem ter um destino previsto, gastando combustível e consequentemente dinheiro porque não existia intenção, mas acabo sempre por ir a algum local onde gasto mais do que se tivesse ficado em casa ou ido simplesmente ao café com os amigos.

Se for contabilizando os gastos extra e desnecessários que vou tendo ao longo do mês conseguia poupar talvez mais de 100/150€, mas sou assim e só penso depois!

Imprensa com ofertas

Publicado por O Informador, 10.06.14

GQUma coisa de que gosto quando vou comprar alguma revista ou jornal é perceber que além da compra ainda tenho direito a alguma oferta. Quando vou com a ideia de comprar é porque quero mesmo mas depois perceber que ainda posso ter um bónus acaba por melhorar a situação na altura do pagamento.

Existem vários locais que retiram as ofertas e que na altura do pagamento não as oferecem ao cliente, isto se as mesmas não vierem indicadas na capa da publicação, no entanto, há que estar atento a tais situações, principalmente nas bombas de combustível, onde não sei por que razão, as ofertas em algumas revistas são quase sempre retiradas. Quem ficará com as mesmas? Acredito que sei quem é!

Depois também é engraçado perceber que no que toca a revistas mensais viradas para o público feminino existe na grande totalidade sempre um brinde... Uns óculos de sol, um colar, uma mala, um relógio...! Depois nas masculinas, como é o caso da GQ, só muito raramente se conseguem fazer acompanhar de algo!

Qual será o motivo para esta diferença acontecer? Os homens gostam de receber presentes como as mulheres, não? Eu pelo menos gosto e acho que tais ofertas da imprensa masculina deveriam acontecer com uma maior regularidade do que a existente!

Reportagem 15-12-2013

Publicado por O Informador, 09.06.14

Meio ano já passou após a tragédia do Meco e ainda hoje a imprensa continua a debater o assunto, principalmente a TVI pela mão da jornalista Ana Leal. Se até agora todas as reportagens feitas sobre os jovens que morreram e os seus familiares deram destaque ao acidente, aos culpados, à situação em concreto, desta vez decidiram recordar quem eram os filhos, amigos, namorados e alunos que partiram!

Finalmente uma reportagem sobre a tragédia do Meco que não se debateu sobre a fatídica noite, mostrando quem foram os jovens adultos que deixaram a sua vida junto ao mar por um qualquer erro humano onde alguém e todos foram culpados. A jornalista não tem deixado o caso desde as suas primeiras horas e continua do lado das famílias que ficaram sem os seus filhos, em busca da verdade, mas com uma persistência cansativa publicamente.

Esta reportagem mostrou o outro lado, mostrou as pessoas que viveram e foram felizes ao longo da sua presença na terra, rodeados de quem sempre os amou. Confesso que fiquei comovido ao ver a reportagem 15-12-2013, percebendo a falta que as partidas fazem, o modo como cada qual é recordado e quem foram!

O acidente do Meco não tem de ter julgamento público e embora seja um caso que o país tem acompanhado, queria acreditar que esta reportagem em jeito de homenagem às vítimas poderia muito bem terminar o caso pela imprensa. Aplaudo o bom trabalho jornalístico, mas já chega!

Ganha o livro O Amor Não É Isto

Publicado por O Informador, 08.06.14

O Amor Não É IstoO Amor Não É Isto, o novo romance de Cláudio Ramos foi lançado à dias e eu já ando a ler o exemplar que me foi oferecido pela editora Guerra e Paz, tendo agora um outro para oferecer aos leitores do blogue. Uma boa ideia, não é verdade?

Falar e comentar o amor, as relações e os boatos, os problemas e a sociedade são a base desta obra que o apresentador da SIC destaca através das suas personagens. Cláudio Ramos, tem mostrado a sua paixão pela escrita através da colaboração com várias revistas e jornais diários, tendo também um blogue, Eu, Cláudio!, voltando agora a lançar um novo livro onde o «amor» é debatido do início ao fim.

Para ganhares o exemplar de O Amor Não É Isto que tenho para oferecer, basta que sejas seguidor de O Informador pelo Facebook, tal como da Guerra e Paz, e através de um comentário a este mesmo texto revelares o que é o amor para ti! O vencedor será escolhido por mim e com base nas respostas amorosas que irão ser reveladas como forma de participação ao desafio, como tal a originalidade será um ponto fulcral deste passatempo. Para que a tua participação seja válida será necessário também que partilhes este texto pelo Facebook!  Peço que coloques os teus dados, nome e email, de forma correcta para uma melhor comunicação com o vencedor que terá de ser morador em Portugal!

O passatempo começa no dia 8, pelas 13h00, terminando a 20, pelas 19h00. Depois disso é só ficares com atenção ao blogue para saberes se foste a pessoa seleccionada para receber esta obra em tua casa!

«O que é o amor?»

MasterChef

Publicado por O Informador, 17.05.14

MasterChef, o programa do ano! Não é uma novidade para muitos que já assistem há anos às versões internacionais do formato, mas para a maioria a aposta da TVI foi uma estreia, tal como foi para mim que já tinha visto um ou outro momento das versões australianas mas que nunca tinha seguido uma edição do início ao fim. Agora chegou a Portugal, foi excelentemente bem aceite e todos os Sábados lá gravo o episódio do dia para ver ao Domingo, quando tenho mais tempo livre.

Adoro os três jurados, cada um com as suas características, uma tripla bem escolhida e que está em acordo em todas as decisões, não existindo conflitos de preferências pelos pratos que provam. Os concorrentes foram seleccionados num casting realizado a nível nacional, podem não ter sido escolhidos os melhores porque não é com um ou dois pratos que se percebe que a pessoa pode ser o primeiro MasterChef Portugal, no entanto no geral o grupo é forte e com o andar do programa os melhores estão mesmo a prevalecer no jogo, mostrando aprendizagem com as MasterClass que têm obtido e que só estão disponíveis no site do canal, o que não concordo. Não defendo que as aulas com chefs e especialistas de cozinha tivessem que ser encaixadas no programa que é transmitido nos serões de Sábado, no entanto podiam perfeitamente transmitir tais aulas pelo final de tarde do mesmo dia. O programa tem feito sucesso e as aulas iriam também ter impacto junto do público, algo que espero que seja revisto na próxima edição do formato que já está certa acontecer ainda este ano.

Tenho visto todos os programas desde a estreia, nem sempre estou de acordo com certas saídas, porém percebo que os mais fracos têm deixado o jogo, prevalecendo os melhores e os que serão capazes de levar o troféu para casa.

Agora a crítica, não à TVI e à produção, mas sim a quem deixou fugir a informação sobre o nome do vencedor! Então não é que algumas semanas antes da grande final a imprensa já revelou quem se consagrou vencedor do MasterChef, deixando assim a curiosidade de todos desvanecida quando ainda faltam exibir alguns programas?

Sabe-se, revelado por Manuel Luís Goucha no programa Você na Tv!, que jurados, concorrentes e elementos da produção tiveram que assinar um contrato que os proibia de revelar informações sobre as expulsões e o vencedor antes que tais imagem fossem para o ar no ecrã do canal. Agora as revistas fazem destaque de tal informação, mostrando que tal segredo foi quebrado por alguém, deixando assim o suspense e curiosidade desvendados.

Um bom programa mundial, uma excelente edição nacional, jurados de peso e concorrentes que mostram que são os futuros cozinheiros nacionais. O Filipe já anda por Budapeste a estagiar no restaurante do chef Miguel Rocha Vieira, percebendo-se assim que existe talento nas mãos destes concorrentes que já estão a ganhar propostas profissionais para colocarem em prática o gosto pela cozinha.

A Bárbara, o Carrilho e a Imprensa

Publicado por O Informador, 26.10.13

Bárbara e Carrilho formaram um casal apaixonado e que transpirava amor quando apareciam publicamente. Agora, e sem que nada previsse, a separação acontece e os conflitos entre a apresentadora e o político são tornados públicos com várias queixas crime já a correrem em tribunal de ambas as partes e com a imprensa em cima do caso.

Uma separação a mal está a acontecer entre o casal que tem dois filhos em comum. Ela acusa-o de violência doméstica, ele revela que também já fez entrar uma queixa contra Bárbara por esta não o deixar entrar na casa que ainda é de ambos e onde os filhos residem. Ele volta a aumentar partes à história dos últimos tempos e conta à imprensa que a sua agora quase ex-mulher deixa-se levar pelo álcool e isso levava a conflitos entre ambos. Violência entre o casal e os seguranças, acusações, queixas e imagens a defender... Um embrulho que promete dar muito que falar!

Uma separação entre famosos que promete fazer correr muita tinta pela imprensa nacional, uma vez que ambos são bem conhecidas, estão na berra, têm um caso que tornaram público e agora todos querem saber novos pormenores sobre este divórcio que vai ser tão comentado e falado como os podres dos residentes da casa da TVI.

Um caso de violência doméstica entre famosos é um mimo para os jornais e revistas que adoram estas histórias por conseguirem fazer grandes títulos de capa que chamam os seus leitores. Pelos próximos tempos já se prevê então o que as bancas vão ter pelas suas primeiras páginas... Bárbara e Carrilho serão o ex-casal dos próximos meses!