Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

leituras-verao-billboard
08
Jul20

Já chega de Sónia!

Sonia-dest.jpg

 

Sónia, a concorrente do Big Brother, foi finalmente a um frente-a-frente com a Ana Garcia Martins, mais conhecida como a Pipoca Mais Doce. Em pleno Você na TV!, com Manuel Luís Goucha, já que na edição Extra de há uns dias não foi possível os comentadores trocarem palavras com a feirante por alguma imposição da produção. A Pipoca preparada, como sempre, enfrentou a moça do Norte, que desceu a Lisboa toda desnorteada e bem varina como habituou o público ao longo da sua estadia na casa da Ericeira. Havia necessidade de trazer um tom de voz tão altivo para um programa matinal por parte da menina que desistiu do reality show?

A comentadora mais feroz do Big Brother preparou o seu discurso, prevendo as desculpas que a Sónia iria avançar para determinados temas que abordou dentro da casa, e claro que arrasou. Sónia gritou, falando como sempre bem alto por achar que é assim que ganha uma guerra de palavras, discutindo com o seu tom altivo, levando depois resposta de quem não desceu, como saberíamos desde logo, ao seu nível. A Pipoca sempre respondeu com o seu ar irônico, dizendo as verdades sobre os atos da feirante do Norte dentro da casa. As conversas paralelas da concorrente, o não entendimento de expressões dos colegas da casa para distorcer e criar confusão, as birras semanais, todas as características negativas mostradas ao longo do jogo e as indisciplinas para com as regras impostas pela produção. A Pipoca comentou em bom, falou do mau grupo a que a Sónia se juntou desde o início da sua participação e não deixou nada por dizer, caracterizando a moça com a ideia que muitos de nós nutrimos sobre a mesma. Conflituosa e problemática, a Sónia chegou ao Big Brother com todas as forças para poder ser uma boa concorrente, mas o seu lado negativo sobressaiu e foi mais forte na casa a ponto de a levar a ficar com uma má imagem, como continua a defender.

A concorrente de Vila Nova de Gaia acabou por desistir por opção, por também perceber que o seu jogo estava mais que mal visto junto do público e mesmo assim continua a defender os seus maus atos, mesmo quando confrontada com imagens e declarações do que foi fazendo ao longo do jogo. Será que custa assim tanto admitir que esteve mal, que existiram discussões que só aconteceram porque a Sónia não sabe ouvir e interpretar o que é dito pela verdade é só pensava em criar conflitos a pensar que esse seria o padrão que os espetadores queriam ver?

06
Jul20

Big Brother: aqueceu mas não incendiou

bigbrother2020.jpg

 

O Big Brother 2020 entrou no seu último mês e o jogo dos amigos para sempre começa a apertar e com a saída de concorrentes que tinham algum destaque no jogo outros se revelam e nesta semana nem todos se conseguiram mostrar de forma positiva. 

Quatro nomeados, uma semana com tudo a indicar que a Jéssica seria a eleita pelo público para deixar o jogo pela sua forma de estar, com as sucessivas demonstrações de mostrar a vontade de deixar a casa e por ter demonstrado uma das suas piores semanas dentro do Big Brother com tudo o que disse e fez com a Teresa contra os outros concorrentes, o falar nas costas, o dizer mal e provocar de forma constante. Sempre defendi que a Jéssica como jogadora a solo poderia dar bom conteúdo ao formato mas como logo quis formar casal e nesta fase se cansou claramente de estar em par dentro da moradia da Ericeira, queimou tudo com a sua saturação e viu o bilhete de saída ser entregue de livre vontade e de forma tardia até. Soraia, Daniel Guerreiro e Noélia foram, por esta ordem, os salvos da noite, o que já era esperado, embora pensasse que a diferença nas percentagens entre a Jéssica e os restantes fosse maior, tendo a votação contra a Noélia, a última a ser salva, ficado nos 43% contra os 57%, pouco, muito pouco.

Continuando com a dupla de víboras da semana, Jéssica e Teresa, os holofotes dos vídeos do BB Play foram todos entregues a ambas pelas conversas que foram tendo sobre os outros concorrentes. Falaram do veganismo da Ana Catharina como sendo uma aberração, comentaram o facto da Noélia não dar opinião como se fosse obrigatório argumentar e responder da mesma moeda aos provocadores de serviço, provocaram a Iury apelidando-a de sonsa e em personagem constante. E eis que até Soraia e Daniel Guerreiro andaram na boca da Jéssica que anuncio à casa que viu movimentos e gestos que não aconteceram. Mas que miúda é esta que tem em poucos dias mostrado um tão mau carácter de forma maldosa para com a maioria dos seus companheiros de casa? Insuportável e a não querer ficar com a imagem manchada sozinha! O conselho que lhe dou é que nesta altura do campeonato já não consegue limpar o pó perante todo o mal que tem feito, para mais agora que está tão bem fora da casa. 

O casal que tem suscitado os aplausos dos últimos dias teve direito a vídeo romântico, sob o título Deixa Acontecer Naturalmente, todos tiveram direito a ver estas imagens que têm feito as delícias do público entre a Ana Catharina e o Diogo, o casal que se tem conhecido com tempo e demora mas em pleno. Companheiros de casa não tinham percebido ao longo da semana que a união dos concorrentes está num nível mais avançado do que deixavam que os restantes percebessem. Cláudio Ramos mostrou uma grande preferência por este novo par do Big Brother, o que não lhe ficou assim tão bem, mas como os gostos do Cláudio estão em sintonia com a maioria do público parece que poucos levaram a mal. 

Esta semana foi a Iury a mostrar a sua curva da vida e claro que existiram revelações inesperadas. A morte dos avós, o amor pela irmã e a relação de sete anos que deixou marcas pesadas que se sentem na personalidade e atos da concorrente. Uma relação de violência e medo, onde se acreditou que seria para a vida mas onde parece que se viveu em silêncio, com receio de pisar um risco que lhe era imposto, anulando-se e deixando que lhe controlassem todos os passos. A Iury já havia mostrado a sua fragilidade para com uma futura relação com o Daniel Monteiro e agora com a explicação da sua curva da vida explicou os seus receios, não sei é se está a conseguir ver o verdadeiro comportamento do bombeiro por quem está apaixonada, já que dentro da casa o seu amigo especial revelou atos e mesmo expressões que não são de todo positivos para uma relação com uma pessoa que já sofreu e pode não estar capaz de passar por situações semelhantes. Um novo alerta social a ser debatido com a ajuda de um reality show, tal como esta edição tem suscitado vários temas de conversa interessantes na sociedade dos tempos que correm.

Na fase final antes da saída da Jéssica,  a concorrente foi convidada com a Noélia a entregarem uma imunidade, que ficou obviamente para o Pedro Alves, numa fórmula pensada pela produção para tentarem acalmar o concorrente. Não foi coincidência esta imunidade pensada, mas todos fingimos que acreditamos que aconteceu por acontecer. As duas entregaram também um fim-de-semana a dois com 500€ que ficou para a Ana Catharina. Os dois foram recompensados mas deram com isso uma nomeação direta por parte do Pedro ao Daniel Guerreiro e a não possibilidade ao Diogo de ser líder esta semana para a Ana Catharina ficar com o seu prémio a ser desfrutado quando sair da casa. O Guerreiro ficou logo em castigo e para o Diogo a opção acabou por não lhe pesar assim tanto, saindo de uma semana de liderança para uma semana normal, tendo depois sido nomeado na ronda de votações.

Na prova do líder os ex concorrentes foram convidados a marcarem presença em estúdio, alguns com ar de sacrifício como demonstraram na casa nas semanas antes de saírem. Nesta reunião, onde faltou o Renato, elegeram dois concorrentes cada para os quatro mais votados competirem entre si pela liderança. Iury, Sandrina, Pedro Alves e Soraia jogaram assim um jogo de feira popular para crianças e só teve graça pelos saltos atabalhuados da Sandrina, mas onde foi o Pedro Alves a vencer, ficando com a liderança da semana. Já que estava imune de forma propositada pela produção e ganhou nova imunidade como líder, entregou uma das imunidades a Sandrina. Espero que o Pedro tenha uma semana de liderança calma, agora a jogar sozinho na casa. Não é um concorrente de que goste, no entanto e já que ficou que desfrute do jogo se não desistir entretanto por um amor repentino e à primeira vista com a Jéssica em menos de nada.

 

25
Jun20

Drama Sónia pela 10000000x

sónia big brother.jpeg

 

Já não existe paciência para tanto drama dentro da casa do Big Brother por parte da Sónia. Entrou no formato Zoom e logo percebeu que era a preferida do público, desde então que se acha nesse estatuto, o que caiu de forma bem rápida assim que entrou na moradia da Ericeira. A feirante do Porto deixou de estar nas graças do público por mostrar o seu pior lado semana após semana e como líder, tal como referi há uns dias, percebi que tinha tudo para correr mal e desde a última gala que isso está a acontecer. 

Sónia logo na noite de Domingo começou a dar ordens aos companheiros de casa, conseguiu no dia seguinte discutir forte e feio, quase num monólogo, com a Noélia que não desceu ao nível da nortenha e para culminar a situação de irritabilidade junto do público proferiu a frase «Ai, olha que elas são de uma raça… Elas são da favela!», numa brincadeira de provocação para com a Iury sobre as fãs brasileiras do Daniel Monteiro que estão no exterior da casa e que enviaram um avião de apoio ao concorrente. A frase não caiu bem junto do público, ao contrário dos concorrentes que interpretam sempre o que é proferido de mal de forma desculpável. 

Ao final da tarde de Quarta-feira, dia da malfadada frase, o Big Brother convocou todos os concorrentes e após mostrar as imagens na sala retirou a liderança a Sónia e já a deixou nomeada para a próxima semana. Aplausos para a produção num momento em que parecia estar a dar proteção à vendedora ambulante para que continuasse no jogo. Tanto a quiseram dentro da casa, prometendo, quem sabe, mundos e fundos, que a menina querida borrou todo o guião em menos de nada por se sentir a detentora da razão e já uma vencedora assumida, o que anda bem longe da verdade. 

22
Jun20

Ridículos e nomeados

Big Brother

cláudio ramos big brother.jpg

 

Cláudio Ramos abriu a gala do Big Brother com uma mensagem emotiva para Pedro Lima, o ator que todos adoramos e que nos deixou na manhã de Sábado. Sensível, agradecendo cada palavra que Pedro lhe enviou desde que trocou a SIC pela TVI e revelando que todos os Domingos o ator lhe enviava uma mensagem de sorte antes de iniciar cada direto. Cláudio não escondeu a emoção no ecrã e dedicou a gala do passado Domingo ao Pedro Lima, um dos principais rostos masculinos da fição do canal com quem já trabalhava há mais de duas décadas. 

Entrando na casa logo ficamos a saber que na manhã de Domingo Sandrina recebeu roupa que a família lhe enviou mas onde constava um bilhete para que não falasse dos ciganos dentro da casa e com isso recebeu nomeação direta do Big Brother por comunicar assim com o exterior, o que é proibido pelas regras do programa, mas já existiram outras comunicações do género, ainda a semana passada o Pedro Alves ouviu os gritos dos amigos e somente levou um aviso. Diferenças entre protegidos que podem sair assim que são nomeados e protegidos com maior força junto do público com que necessidade? Se as regras são para serem cumpridas devem ser iguais para todos, como tal as sensações devem seguir a mesma linha para não existirem estas diferenças bem visíveis. 

E as guerras da semana entre a líder Teresa e o casal maravilha Pedro Alves e Jéssica? Discutiram pela prova semanal e pelas limpezas e desigualdades numa tentativa do casalito que nada faz a favor do grupo dar nas vistas, logo na semana em que o Pedro está nomeado e é necessário dar o dito «canal» só para o público perceber que as duas almas penadas não estão na casa da Ericeira só para andarem enrolados como vamos vendo. Como existe nomeação há que criar discussão e trincas aqui e ali para aparecerem de outro modo só porque fica bem. 

Finalmente a Noélia tem tempo de antena no confessionário e que bom e divertido é ver a algarvia brilhar a conversar com o Cláudio. Ela na casa faz e desfaz, manda e quer tudo à sua maneira, ralha e já não tem medo de dizer, tudo isto ao mesmo tempo que assume querer chegar ao final, apanhando os jogos e mexericos entre todos os outros concorrentes e seguindo a sua vida com os seus afazeres domésticos que tanto dão cabo da cabeça dos restantes moradores da casa que safam o seu desleixo mas acabam por se irritar com todo o stress da Noélia que não consegue ficar parada. No início do Big Brother via dispensável a sua continuação no jogo, hoje a Noéééééééélia está no meu top três dos favoritos. 

O BBPlay, o videoclube do Big Brother, trouxe consigo um novo filme. Sónia e Sandrina protagonizaram o Corte & Costura da semana onde quase todos tiveram direito a tesouradas da dupla. Contarem o número de jogadores em cada grupo na casa, quem mudou a sua personagem, os fortes e os falsos, os discursos feitos para as câmaras e até as perucas e roupas da Soraia serviram de comentário negativo, muita coisa serviu para as duas concorrentes comentarem como duas autênticas alcoviteiras, fazendo lembrar o Cláudio enquanto comentador do Passadeira Vermelha. 

E o tempo de antena ao casal que não o é entre o bombeiro e a sonsa que se faz de surda? Ele ciumento como um raio a oferecer um murro entre dentes ao Diogo porque a Iury dançou com o companheiro de casa e ela a fazer-se de parva como sempre quando é interrogada sobre qualquer tema com que não se quer comprometer. Faz as coisas e diz mas depois fica esquecida com aquela voz de falsa que enjoa desde o início quando se tem de justificar. Mais uma vez o Daniel Monteiro erra mas depois, como sempre tem feito, com meias palavras a Iury volta a cair na sua cantiga de jovem puro e inocente que é o melhor homem do mundo, até quando aconchega o queixo da amiga especial. Acredito que só mesmo dentro da casa o bombeiro consiga convencer os colegas e a querida angelical Iury com a sua falsa personalidade porque cá fora já o topei há muito. 

De um casal para o outro e antes da expulsão ainda existiu tempo para o casalito assumido ter destaque e o Cláudio Ramos lançou as imagens do Pedro e da Jéssica partilhando a ideia que a maioria do público, onde me incluo, tem. O casal vive para ver os aviões e jogar através das mensagens que são passadas a favor ou contra estas duas personagens que se devem ter inscrito para o Love On Top mas que a produção achou por mal encaixar no Big Brother. Curiosidade é ver que os amigos do Pedro Alves mostram exatamente o perfil do concorrente que está dentro da casa, tão respeitosos e educados, todos vestidos com as marcas do momento e com a língua virada para o mal onde a arrogância nos maus momentos impera. Ontem em estúdio deu para perceber que tal como o Pedro, os seus amigos não aceitam criticas e comentários menos bom porque ao que parece o amigo Alves é a perfeição em pessoa, que só tem vários senãos, goza com os colegas de casa às escondidas e consegue ser tão irritante que nem para palhaço serve. 

Angélica expulsa com 44% contra os 42% do Pedro Alves e os 14% da Ana Catharina. Esperei até ao final que saísse o Pedro, embora a Angélica também estivesse na lista dos concorrentes que quero ver fora do jogo. O Pedro lá fica mais uma semana agarrado à sua querida como dois pega monstros mas para isso existiu um momento ridículo como tão bem a Endemol gosta de criar. Provocou falsa expulsão ao Pedro, a Jéssica chamada ao confessionário para dizer que quer sair, tem ordem de saída e encontra o seu amorzeco para lhes dizerem que foi uma brincadeira e ele não está fora de jogo. No entanto ela hesita porque não quer desistir somente por ele estar supostamente fora da casa mas sim por estar cansada e a entrar num estado, segundo a própria, de impaciência para com tudo o que envolve o jogo. Palhaçada da Jéssica para sair, depois querem os dois desistir, é feito intervalo e os dois continuam no jogo com o Big Brother a ter certamente aquela conversa para convencer durante o intervalo. Seria tão bom ter um Domingo de gala em que a saída seria um três por um perfeito com três jogadores que não admiro.

15
Jun20

Big Brother em 《paz e amor》

big brother 2020.jpg

 

A noite intitulada do perigo no Big Brother começou e logo se percebeu que baratas e minhocas iriam voltar a marcar presença num reality show da TVI, como tem acontecido ao longo dos últimos anos, com a finalidade de ajudar a definir imunidades e lideranças.

Com o objetivo de ganharem imunidade, os quatro rapazes foram colocados à prova entre ouvirem mensagens de familiares e amigos ou ganharem imunidade. Numa escolha pessoal e depois em grupo, uma vez que só o Pedro Alves optou por ouvir a mensagem de uma amiga, a decisão ficou por tomar e acabou por ser Daniel Guerreiro a decidir que entre Daniel Monteiro e Diogo seria este a ficar livre de nomeações esta semana, uma vez que ambos queriam ficar livre de votos. Diogo ficou livre finalmente de nomeações, após estar constantemente a ser nomeado, tal como a Noélia que semana sim semana não lá está ao critério dos portugueses. Será que na casa ainda não entenderam que os dois estão entre os preferidos do público?

Soraia esta semana finalmente abriu a boca para se defender e todos ficaram espantados quando por causa das bolachas Maria assumiu estar chateada causando um grande mal estar com a líder Angėlica, que como sabemos quando grita ou chora não se consegue perceber o que tenta dizer. A Soraia tem ouvido e calado e finalmente começou a abrir os olhos para confrontar os outros. A somar e com alguma pressão do público, o Big Brother finalmente mostrou as imagens em que vários concorrentes, entre eles Pedro Alves, Jéssica, Angėlica, Sandrina e Sónia, falam sobre o corpo de Soraia nas costas, gozando mesmo com a concorrente pelas costas como se fosse um completo alvo de perseguição para a rebaixarem dentro do jogo. Soraia viu as imagens no confessionário e como sempre voltou a desvalorizar para não arranjar problemas dentro da casa. Será que a miúda não consegue arranjar tomates para colocar os colegas em ordem e deixarem de a transformar num alvo de gozo fácil? Ignorar quem lhe está a fazer mal, com demonstrações de forma direta ou pelas costas como se tudo fosse normal. Não, fazer esta perseguição ao físico de um concorrente não é normal, quando existem muitos espelhos dentro daquela casa. Será que a crítica aos outros serve para esconderem os seus próprios problemas?

Da Soraia, que bem tenta formar casal com o Daniel Guerreiro, para a pressão do Daniel Monteiro com a Iury. Em poucos dias o bronco bruto consegue ter dia sim dia não uma instabilidade incrível onde mostra que estar numa relação é mandar, controlar e passar dos limites dentro do espaço de cada um para logo depois conseguir dar a volta à ingénua Iury em cinco minutos, que ao continuar frágil no que toca ao amor só tem mostrado que procura uma relação áspera e complicada como conta que já teve anteriormente. A personalidade mostrada pelo bombeiro é mais que complicada, mas a ingenuidade da moça é tanta que a cada erro consegue levar a lavagem cerebral para continuarem juntos. Já não era altura, mesmo com imagens que a produção mostrou das zangas dos dois e do Cláudio Ramos a fazer vários questões ao Daniel sobre o modo de estar nas relações, dela entender que o tom agressivo e controlador dele falar não é somente fogo de vista dentro da casa? Se lá dentro tem várias atitudes rudes de forma consecutiva e sabe que está a ser filmado, cá fora será uma pessoa do bem que não controla nada, nem levanta a voz à companheira?