Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

wook-natal-billboard

Outubro de Natal

18
Out19

natal 1.jpg

 

Estamos em Outubro e o certo é que neste momento as superfícies comerciais já se estão a antecipar à grande época natalícia que por aí está para chegar. Anteriormente, e não assim há tantos anos, Dezembro é o mês de todas as compras, os primeiros dias para embelezar a casa, começar a pensar nos presentes, correr para as lojas, preparar a lista de compras para as refeições dos dias natalícios e a noite de 24 chegava, a família se unia e o 25 seria sempre um prolongamento da noite mais tradicional e familiar.

Os tempos foram-se alterado, a lei da concorrência comercial adensou-se e o Dezembro esticou para Novembro e este ano, não me lembro bem se será o primeiro, em pleno meio mês de Outubro encontrei decoração de Natal já a fazer parte de grandes lojas de decoração. Os supermercados também já começaram com as grandes promoções de brinquedos que ficaram do ano passado para que depois nas semanas derradeiras de Natal as novidades possam encher prateleiras com preços mais elevados. 

Portugal começa a vibrar com a época natalícia cada vez mais cedo, faltam mais de dois meses para que o bacalhau e o peru sejam servidos como reis da mesa e os presentes sejam abertos antes de seguir para a Missa do Galo mas o comércio não perdoa e se é necessário vender e antecipar o que a concorrência está a preparar, então que comece o Natal.

Conheces o verbo Bajular?

29
Set19

bajular.jpeg

 

A questão que te coloco e que até peço para dares algum exemplo pelos comentários é... Se já sentiste que foste bajulado por alguém com interesses por trás de tanta adulação?!

Fazendo uso do nosso melhor dicionário online, o Priberam, passo a elucidar que bajular é um verbo transitivo que se pode traduzir como «prestar bajulação a» e «lisonjear de forma servil», ou seja, adular ou bajoujar. Quem nunca o sentiu ser feito para com a sua pessoa só porque existe interesse do lado de lá de venerar, criar ilusão, seguir todos os passos?

Por vezes as pessoas não se dão conta do quanto se tornam bajuladoras para tentar chegar aos seus objetivos, lançando os trunfos e tentando demonstrar o que nem sempre são para ficarem bem, dando a sua melhor fase, as boas conversas, demonstrando que estamos tão bem quando pretendem na verdade é caminhar pelo seu percurso às nossas costas. A isto também se pode apelidar, através de uma frase mais corriqueira e popular, «passar a mão pelo pêlo» porque quem está a receber as boas novas parece ter tudo de bom. Sim, tu bajulas, ele bajula e todos bajulam porque nem sempre as verdades são ditas como são, sendo necessário criar aquela ilusão de que está tudo tão perfeito com o que fazem que és o máximo dos máximos e digo-te isso numa boa como se estivesse a limar aquela unha que tem de ficar perfeita, com todo o brilho e relevo necessário.

Quem nunca bajulou? Quem nunca bajula? E quem nunca bajulará? Atirem a primeira pedra, seus bajuladores!

Barbie aposta na inclusão

17
Fev19

barbie.jpg

Foram precisas décadas para que a Mattel percebesse que existe muito mais para além de uma rapariga alta, esguia, loura e teoricamente perfeita. Há uns anos algumas Barbies incluídas na série Fashionistas começaram a ganhar cor na luta contra o racismo, tal como diferentes cores e cortes de cabelo, profissões e tipos de corpo. Agora, no ano em que a Barbie completa o seu 60ª aniversário, eis que um novo passo é dado, desta vez na direção da inclusão social com novas bonecas a serem lançadas mais para o final do ano a refletirem alguns problemas físicos. Os novos modelos a serem lançados contarão com uma Barbie em cadeira de rodas e uma outra com uma perna de prótese removível. 

Segundo a Mattel nas suas páginas pelas várias redes sociais, este lançamento pretende demonstrar «um maior reflexo do mundo que as raparigas vêem à sua volta», mostrando assim um novo esforço para reconhecer que a diversidade perante o conceito de beleza é igualitário a todos. 

Lembro, e após pesquisa, que há duas décadas, a Mattel lançou para o mercado a Share a Smile Becky, uma amiga da Barbie com mobilidade reduzida, mas a mesma foi retirada do mercado em 2017 por não se conseguir incluir no fantástico mundo da Barbie por falta de acessibilidades na casa e nos mais diversos acessórios criados ao longo destes anos. Agora é a própria Barbie que terá as suas novas versões, acreditando-se que assim os novos modelos para além da boneca possam estar a ser desenhados a favor da inclusão, uma vez que estas novas Barbies serão articuladas, tal como tem acontecido ao longo dos últimos anos com as restantes. 

Rapidez nas compras de Natal

28
Dez18

presentes natal.jpg

Nunca tinha sido tão rápido a comprar presentes de Natal como este ano! Geralmente penso, procuro, hesito e lá me decido. Mas este ano as coisas correram tão bem que até fiquei surpreendido!

Esta é a verdade! No que toca a presentear os outros sou sempre uma pessoa onde reina a indecisão no momento da escolha. Além de não ter, geralmente, ideia sobre os presentes ideais para cada um, tenho ainda o problema de ter de gostar do que vou oferecer. Posso ter ideia do que será o presente, mas o mesmo tem de ir ao encontro também das minhas preferências. Não basta comprar uns sapatos que o presenteado possa gostar. Não, eu também tenho de gostar do que ofereço. Caso isso não aconteça sei que irei continuar na procura de sapatos até encontrar o que acredito que possa ter o gosto de quem os irá receber mas que também me satisfaça como presenteador. 

Natal com Livros

24
Dez18

árvore natal livros.jpg

Há uns dias num dos locais onde costumo ir quase diariamente tomar café e levo quase sempre a leitura do momento para me fazer companhia durante um bocado, a empregada de balcão disse-me algo como «para ti não deve ser difícil escolher presentes de Natal, ofereces livros!». Sim, era bom que assim fosse, mas isso não acontece!

Na verdade gostaria imenso de oferecer livros a todas as pessoas a quem ofereço presentes nesta época de Natal, no entanto sei que quase ninguém que me está mais próximo lê como eu. Não tenho leitores por perto como gostaria de ter, não conseguindo influenciar os de casa e os da rua a terem sempre um livro por perto, a conseguirem criar hábitos de leitura e a olharem para os livros como bons amigos que podem andar sempre connosco. Seria fantástico se no momento de fazer as compras de Natal, fosse até ao site da Wook, por exemplo, e pudesse escolher livros para oferecer. Procurar o que mais se poderia identificar com cada presenteado, pelo tema da obra, pelo nome, pelas personagens ou pela mensagem que cada narrativa passa a quem lhe pega com agrado e vontade de embarcar em novos mundos e vidas. 

Já ofereci livros quando sei que vão ser lidos! Infelizmente e como sei que nem sempre vale a pena optar por esse caminho, opto por não oferecer literatura por saber que não lhe vão pegar como gostaria que o fizessem. Seria tão mais fácil se todos conseguissem olhar um pouco mais para os livros, para os grandes clássicos ou somente para os tops nacionais, mas que lessem com agrado e não quase por obrigação em alguns momentos das suas vidas. 

Livros para o Natal

30
Nov18

O Natal está a chegar e a Wook já lançou a sua Campanha de Natal para que a literatura seja uma forte opção no momento de escolher o presente ideal para oferecer! Válida de 27 de Novembro a 16 de Dezembro, a livraria online tem uma vasta gama de livros com descontos entre os 20% e os 50% que ainda beneficiam de portes grátis. 

Nesta promoção estão incluídos todos os livros, com exceção de Manuais Escolares e livros vendidos no marketplace. Nesta promoção de Natal também os eBooks assinalados estão com 20% de desconto imediato em publicações nacionais.

O desconto tem em si uma combinação entre desconto imediato e desconto em cartão wookmais para ser utilizado numa futura compra, não sendo acumulável com outras promoções ou descontos em vigor. 

Perfume de Natal

23
Dez17

O Natal também é sinónimo de novos perfumes a chegarem ao mercado que das antiguidades que viram clássicos às últimas novidades revitaliza-se para que ano após ano os presentes perfumados que trocamos uns com os outros possam seguir a linha de «mais do mesmo» porque segue o gosto do presenteado ou então arriscar com uma novidade, acabada de lançar no mercado e que poderá fazer êxito. 

Quem não gosta de receber um bom perfume, daqueles que ao passar deixam rasto, fazendo algumas vezes alguém olhar para trás e existir até a tentação de questionar sobre a marca ou o nome da fragrância que está a ser utilizada?