Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Renovado cartão do cidadão

Já é sabido que ao longo deste ano de 2023 vamos, quem tiver que renovar o seu cartão de cidadão, ficar com um novo modelo do mesmo. 

Ao que parece, segundo o secretário de Estado da Digitalização e Modernização Administrativa, Mário Campolargo, este renovado cartão contará com "um design muito apelativo e que estará, em termos de segurança e de qualidade, no pelotão da frente”, tanto, “para o próprio cidadão e para a preservação de dados". Prometendo mais segurança, aderindo ao sistema de contactless e com nova imagem, o cartão do cidadão ganha assim um novo modelo para as próximas décadas.

Moscolândia portuguesa

mosca.jpg

Outubro quente, embora com uns dias de chuva esporádicos pelo meio, a contribuir para a espécie de epidemia que temos vindo a sentir com o grande ataque de moscas.

Há uns bons dias que sinto e noto pelos comentários nas redes sociais e de forma pessoal, que todos andamos fartos de tanta mosca, que parecem que nas últimas semanas vieram para ficar numa autêntica praga do que chamam de moscas domésticas, aquelas chatas e molengas que nos chateiam de forma constante dentro e fora de casa, na cidade ou nos meios rurais, tocando, voltando e chateando até à exaustão. 

Costa anuncia medidas extraordinárias

Imagem SIC Notícias

O tio António Costa acabou de anunciar numa convocação nacional apelidada por Famílias Primeiro, no serão de 05 de Setembro de 2022, para que fique registado, e após um Conselho de Ministros extraordinário que irei receber €125 extra ao longo do mês de Outubro por receber menos que €2700 brutos por mês.

A esta medida que me irá atestar a conta de forma extra no próximo mês, juntam-se o pagamento de €50 em Outubro para cada criança ou jovem até aos 24 anos, os casais com dois, chamados de consumidor tipo, terão uma poupança mínima de 10% no gás com a mudança para o mercado regulado, a descida do IVA da eletricidade de 13% para 6% até Dezembro de 2023, os pensionistas receberão uma pensão extra de 50% em Outubro, limitação da atualização das rendas das casas fixada nos 2% com compensação para os senhorios através do IRS e IRC, o congelamento do aumento do preço dos passes de transportes público e viagens da CP ao longo de 2023 e com várias medidas já em vigor a poupança de €16 e €14 num depósito de 50 litros de gasóleo e gasolina até ao final de 2022.

Alerta da União Zoófila

união.jpg

O grupo União Zoófila tem sido contactado por várias pessoas que têm encontrado várias "armadilhas" destinadas a ferir os animais nos parques da cidade de Lisboa. Ao que tudo indica, e olhando para as imagens, estas artimalhas de pessoas mal intencionadas são feitas de pão e pele de origem animal enrulados com pregos, parafusos e palitos de forma a atrair os canitos que com fome ou curiosidade podem sair magoados.

É necessário deixar o Alerta e Partilhar a mensagem para que todos possam estar atentos, sejam donos de cães ou amigos dos animais! Este perigo está a acontecer nos parques e jardins de Lisboa, mas em todo o lado a atenção é sempre necessária para que não aconteçam acidentes com os nossos patudos. 

Incêndios anunciados

palmela.jpg

O calor veio para ficar e os incêndios logo foram anunciados mesmo antes de surgirem. Se lançaram o anúncio logo as chamas começaram a avançar por vastas áreas do país. Uns dizem que por acidentes naturais outros por fogo posto, mas o certo é que os anos passam e os incêndios continuam a destruir extensas áreas de mata, queimando tudo o que surge pela frente, sejam campos abandonados, espaços agrícolas, habitações, fábricas e veículos, levando também vidas pela frente.

Estamos em 2022 e o fogo voltou a causar numa só semana bastantes estragos com pessoas a ficarem desalojadas e sem os seus empregos, outros viram as suas propriedades destruídas e animais mortos, tudo isto para não falar também do desgaste dos bombeiros que de Norte a Sul se juntam no combate às chamas entre feridos e mortos. 

Portugal errou com os incêndios de Pedrogão Grande em 2017, os mais relevantes dos últimos anos, e em cinco anos não se conseguiu remediar a situação. As matas continuam a não ser limpas, terrenos junto a casas continuam a permanecer sem limpeza e os acessos pela área florestal são poucos e sem condições. Depois só na hora em que as coisas acontecem todos se conseguem culpar mutuamente uns com razão outros contribuindo para não a terem. 

Retirei a máscara

máscara covid19.jpg

Há sensivelmente um mês que decidi retirar o uso de máscara em grande parte dos locais por onde circulo no dia-a-dia. No trabalho, na ida ao supermercado ou centro comercial, nos cafés e barbeiro, e por aí fora... Deixei de andar de máscara, andando como que a fugir como se tivesse a contornar os pingos da chuva, uma vez que estou vacinado mas o vírus não me atacou, pelo menos que saiba e tenha tido sintomas do mesmo ao longo de todo este tempo.

Desde que o Covid19 foi declarado em Portugal que não senti sintomas do vírus, no entanto uns meses antes o corpo quebrou por uns dias, mas nessa altura ainda só se dizia que o malfadado vírus somente circulava na China e nem sinais na Europa. Ao longo dos dois anos de pandemia tive todos os cuidados necessários para o evitar mas agora que os nossos soberanos libertaram a obrigação da utilização da máscara na maioria dos espaços públicos, optei por seguir a linha do vamos lá seguir em frente pensando que pode acontecer mas optando por acreditar que se o vírus atacar que venha como uma gripe sem sintomas de maior. 

Máscaras sem obrigações

Máscara

A reunião do Conselho de Ministros definiu que a partir de Sábado, 23 de Abril, a utilização de máscaras deixa de ser obrigatória, existindo assim um novo alívio nas medidas para o combate ao Covid19 no nosso país. Se isto é um bom sinal? Sim é, mas ao mesmo tempo deixa-me um pouco receoso perante o possível novo aumento de casos por constato em locais públicos.

Foi Marta Temido, a querida Ministra da Saúde que tem aguentado o barco ao longo de toda a pandemia, que anunciou esta retirada de obrigação, ficando agora na decisão de cada um o uso ou não das máscaras em certos locais. Com isto e porque o alívio não é ainda geral, fica o uso excepcional de máscara ainda a ser obrigatório nos transportes públicos e também nas visitas e consultas a lares e unidades de saúde como forma de precaução.

 

 

Garantia Covid19 ultrapassada

ucrânia.jpeg

Estou em Março de 2022, precisamente dois anos após Portugal começar a perceber que os primeiros infetados no país com Covid19 começavam a surgir em quantidade suficiente para que fosse necessário fazer algo para não deixar alastrar o vírus que em três meses se espalhou pelo Mundo. Isto aconteceu em 2020, estou agora em 2022 e percebo que tudo tem um prazo e facilmente fica ultrapassado.

Com a Guerra na Ucrânia, eis que o Covid19 parece ter deixado de existir, sendo quase um assunto silencioso neste momento, dando prioridade aos temas da Guerra. O tempo foi passando, os altos e baixos das crises com altos valores de infeção aconteceram mas assim que a Rússia iniciou o seu ataque que o tema que nos foi atormentando ao longo dos dois últimos anos deixou de ser conversa central para passar a ser praticamente um marginalizado.

Autovoucher, de 5€ para 20€

Auto voucher

O AutoVoucher surgiu como medida de apoio ao aumento dos combustíveis onde todos os meses o consumidor que coloque o seu NIF nas faturas de combustível nos postos aderentes à campanha veria o valor de 5€ ser reposto na sua conta bancária associada aos dados que constam nas finanças. Agora, com o aumento histórico dos combustíveis por vários fatores e com a Guerra na Europa a dar uma grande ajuda, acaba de ser implementado um novo apoio que se inicia já neste mês de Março em que dos 5€ atribuídos passamos a receber 20€ de forma mensal. Tudo porque nos próximos dias estão previstos aumentos de 8 cêntimos por litro na gasolina e de 14 cêntimos no gasóleo, valores que tentarão ser colmatados por esta medida anunciada pelo Governo para ser colocada, pelo menos, até ao mês de Junho. 

Quem avançou com o anúncio desta medida foi o Ministro das Finanças, João Leão, que ditou também que esta decisão terá custos na ordem dos 140 milhões de euros: 40 milhões no AutoVoucher, 87 milhões na taxa de carbono e 15 milhões no ISP para as contas do país. 

Criadores de ilusão

politico

Janeiro político, o mês da criação da ilusão dos que querem fazer acreditar na mudança e no sonho de um futuro melhor. As entrevistas adensam-se, os debates acontecem num frente-a-frente nem sempre amistoso para dar a ideia que todos se odeiam e ninguém se grama, os comentários puxam da direita para a esquerda passando pela ala central, a família aparece para dar o ar de normalidade e o povo come, fala, pensa, percebe e no final com ou sem alterações de grande curso tudo continua igual. Os que ficam e prometeram dizem existir imprevistos para não cumprirem com tanto sonho idealizado, os derrotados apontam armas a promessas inacabadas e o povo, sempre o povo, percorre a corda bamba sem volante onde se possa agarrar na condução do futuro do país. 

No final e após uns tempos volvidos é notório que a lengalenga é sempre mais do mesmo, cada um puxando para o seu lado e o certo é que nos finalmentes da vida a situação de todos é a mesma, quer se tenha sido governado por direitos ou esquerdos. O que conta é que todos funcionam em autêntica comunhão, lançam granadas para alimentar o teatro e ao almoço trocam piadas e combinam festejos privados nos restaurantes da avenida.