Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

universitarios-billboard

Dia Mundial da Poesia

Literatura, que vasto mundo de palavras que têm lugar no mundo dos livros, entre páginas recheadas de palavras corridas encontramos também a poesia, que não agrada à maioria dos leitores até se encontrar o momento ideal para nos deixarmos apaixonar por um verso mais audaz, um poema de amor ou uma quadra perfeita com que nos identificamos. Hoje, dia 21 de Março, assinala-se o Dia Mundial da Poesia e que tal todos colocarmos no pensamento que pelos próximos tempos teremos de (...)

A Xaroca poética de Bernardina

Bibi, a Bernardina dos reality shows da TVI, tem visto o seu vocabulário a ser motivo de temas musicias pelos últimos dias! No entanto um tema só é possível porque existe uma letra que neste caso é proclamada por Diogo Bataguas, um locutor de (...)

O Natal é quando o Homem quiser

Manhã de Natal calma, em casa, ainda aconchegado pelo calor da cama e a ver o que se passa no mundo da internet. Eis que esta mensagem bem especial de Ary dos Santos apareceu pelo meu mural, partilhando-a agora com todos! E sim, o Natal é mesmo quando o Homem quiser... Tu que dormes a noite na calçada de relento Numa cama de chuva com lençóis feitos de vento Tu que tens o Natal da solidão, do sofrimento És meu irmão amigo És meu irmão - E tu que dormes só no pesadelo do ciúme N (...)

Passatempo - A Manhã de Ser

Sandra Nóbrega é a autora de A Manhã de Ser, o livro de poesia que a editora Lua de Marfim se prepara para lançar no final deste mês pelas bancas nacionais. Como gosto de presentear os meus leitores com novidades e também boas inspirações, vou oferecer um exemplar deste livro (...)

Passatempo - Numa Folha Leve e Livre

O Informador e a Lua de Marfim juntaram-se para uma parceria que quer presentear os amantes dos livros. Porque amar a literatura é bom e deixa qualquer um percorrer o mundo sem sair do mesmo local, usando a imaginação e a crença para pisar território desconhecido, chegou a (...)

Fernando Pessoa no LxFactory

Fernando Pessoa é Fernando Pessoa e a sua escrita encontra-se por todo o lado. Neste caso, foi na visita que fiz ao LxFactory que encontrei este «Quem éramos?» do Livro do Desassossego. O nosso poeta fez história e foi passando pelos tempos até aos nossos dias. Hoje é recordado de forma maravilhosa pela sua obra que continua a fazer a delícia de muitos amantes literários dentro e fora do (...)

As palavras são um perigo

Sempre amei por palavras muito maisdo que devia são um perigo as palavras quando as soltamos já não há regresso possível ninguém pode não dizer o que já disse apenas esquecer e o esquecimento acredita é a mais lenta das feridas mortais espalha-se insidiosamente pelo nosso corpo e vai cortando a pele como se um barco nos atravessasse de madrugada e de repente acordamos um dia desprevenidos e completamente indefesos um perigo as palavras mesmo agora aparentemente tão tranquilas (...)

Adeus Tristeza

Existem palavras que nos aparecem à frente e que nos marcam. Fernando Tordo soube bem transmitir a tristeza que quis deixar e que me atormenta em vários dias por este mundo. Adeus Tristeza, vai-te embora porque eu só quero viver para ser o que quiser. Adeus Tristeza Na minha vida tive palmas e fracassos Fui amargura feita notas e compassos Aconteceu-me estar no palco atrás do pano Tive a promessa de um contrato por um ano A entrevista que era boa não saiuE o meu futuro foi aquilo (...)

Serenidade Incompreendida

«A incompreensão dói.  Contudo, oferece-nos excelente  oportunidade de compreender.  O desespero destrói. Diante dele, porém, encontramos ensejo de cultivar a serenidade.» André Luiz Sinto-me tanta vez um incompreendido que depois acaba por sofrer na intimidade, levando ao desespero que vem muita vez aliado à discussão pela incompreensão. No fim só penso que quero estar calmo e sereno para o meu bem-estar. Quero ter serenidade, mas sou um eterno incompreendido, até por mim (...)