Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Luto | Pessoal ou Social?!

02
Mar19

luto.jpg

As discussões sobre o luto são uma constante quando por perto alguém parte para outra vida, para quem acredita que a mesma exista. O que é o luto afinal para além das vestes escuras que os mais velhos ainda tendem a usar como sinal de respeito que do meu ponto de vista não passam de pensamentos mantidos por uma sociedade que se auto recrimina se nos tempos após a morte de alguém não se vestirem com tons escuros ou mesmo de negro?!

O luto está no interior da pessoa, nos pensamentos e sentimentos que são mantidos quando se fica sem alguém que nos é querido. Existe assim uma verdadeira necessidade, através do vestuário, para se mostrar aos outros o que se sente através das vestimenta negra? Se alguém parte qual é a necessidade de quem fica de se carregar de escuro para mostrar aos outros, porque para mim é só mesmo isso que acontece, uma demonstração social de peso, de que está triste e tem de deixar de vestir roupas coloridas porque a base da solidão e da partida é o escuro. E ai de quem numa aldeia pequena não se vista a rigor de luto que leva logo com as críticas. Isto é a verdade, nas aldeias deste país, talvez mais no interior até, quem perde um ente-querido tem de se vestir de escuro a bem da sua comunhão com os que ficam, já que caso contrário quem fica torna-se uma «viúva alegre» ou «um filho desleixado» por não respeitar a alma de quem partiu.

Onde é que numa peça de vestuário se vê o que está na verdade no coração de alguém que ficou sem o seu par ou familiar? O luto está no interior de cada um e não na demonstração para os outros. Vivam as vossas vidas sem esses pensamentos de recriminação de uma sociedade hipócrita que ainda acredita que é necessário demonstrar a tristeza com cores quando cada um sabe de si e tem no seu interior os verdadeiros motivos perante a perda. 

Peso

16
Jun15

Antes de partir de férias pesei-me na balança da Cláudia Oliveira, aquela moça do Mau Feitio, e constatei o que pensei que poderia não andar a correr bem! Antes de começar o treino de corrida e exercícios pesava 72 quilos, mais cinco que o normal. Estava na altura bem com o peso mas a pensar que com o treino poderia perder o que tinha ganho desde o início do ano, o que não queria!

No dia de voltar a colocar-me pela balança, eis que percebo que afinal o que queria aconteceu! Perdi a barriga, sinto que ganhei massa muscular e consegui manter exatamente o mesmo valor na balança! Uma boa notícia que consegui ter naquele momento em que percebi que o esforço tem valido a pena!

Conversa de gajas

14
Jun15

Quando duas quase gémeas fisicamente se encontram e uma afirma para a outra que esta está mais gorda e tem como resposta um «sim, umas gramas», logo fica à vista a maldade que estava imposta na primeira e que a segunda detectou de pronto. 

Pois é, porque são as mulheres tão más umas para as outras no que toca ao peso e visual? «Ai, parece que estás mais gorda!» ou o «Estás com uns quilos a mais ou é impressão minha?. Para quem está magro e quer engordar a conversa maldosa é diferente mas no mesmo sentido, «Estás de novo mais magra!» ou «Tens andado a comer em condições?». Enfim, magras e gordas sofrem do mesmo mal, a malvadez da galinha da vizinha que está sempre pronta a picar o ponto e mostrar que mesmo que esteja mal a outra está sempre em situação pior.

Pindéricas como tudo!

07
Abr15

Será que as mulheres não têm noção do rídiculo quando compram roupa bem abaixo do tamanho que lhes é indicado e depois passeiam-se por aí com a barriga forçada, a gordura enclausurada e o sangue quase a encontrar um pouco do corpo para conseguir fugir de tanto apertão?

O que levará o sexo feminino a querer sempre mostrar que tem menos peso do que aquele que de facto possuem? Vão a uma loja armadas em dondocas e amiguinhas das suas companheiras de viagem e experimentam o tamanho mais pequeno, aquele que acreditam piamente que lhes fica a matar e que esconde um corpo psicologicamente perfeito. Como conseguirão comprar casacos e seus semelhantes para nem pensarem em abotoar com a finalidade de não os poderem forçar?

As mulheres e as suas ideias absurdas de peso conseguem ser pindéricas demais, com resoluções que não lembram a ninguém. Preferem andar todas apertadas e quase sem respirar, mas o importante é vestirem um belo s num corpo em que assenta na perfeição um l. Onde este mundo irá parar com tanta aberração mental que anda por aí?

Todos reparam!

13
Mar15

Ok, consegui engordar e isso deixa-me contente, ao contrário da maioria dos portugueses! Agora o que me começa a irritar é que quase todos os que me conhecem e se cruzam comigo terem de frisar que «estás mais gordinho».

Sim, ok, ganhei o que sempre quis mas agora também não tenho que andar a ouvir isso todos os dias e por todos os que vou encontrando pelo caminho, né? Encontro familiares e vem a história, coloco uma nova foto no Facebook e surgem os comentários, entro no trabalho e os clientes sorriem e dizem que estou bem assim mais cheinho...

Sim, estou mais gordo!

18
Jan15

Sim, estou mais gordo e gosto de perceber isso, ao contrário da maioria das pessoas que ganham e querem perder peso! O que já começo a não achar graça é a quem me diz a típica frase «estás mais gordo!» ou «ah, a roupa está a ficar apertada!».

Ok, estou com uns quilos a mais e isso não me importa rigorosamente nada, bem pelo contrário. O que não gosto, também por pensar nas pessoas que tentam emagrecer e que levam boquinhas manhosas a toda a hora, é da típica questão que os outros soltam várias frases incomodativos para os gordinhos para que os mesmos se possam sentir um pouco mal com as suas formas.

Sim, as pessoas ganham e perdem peso ao longo da vida! Estou com talvez uns seis ou sete quilos a mais e isso só me alegra. Agora não sejam é maus porque se fico contente com esta vitória, a maioria tem a reacção contrária quando a maldosa sociedade aparece com as suas graçolas desnecessárias!

Yupi, para mim tem sido bom engordar! Alguém contra ou com inveja?