Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

01
Out20

Vivam as férias de Outubro!

AlentejoStarHotel_amb11.jpg

 

Hoje, 01 de Outubro de 2020, será o meu último dia de trabalho antes do também último período de férias do ano. Sei que estive meses em casa pela quarentena forçada que o comércio e outras áreas profissionais tiveram de enfrentar com o encerramento temporário de meio Portugal. Regressei em Julho ao trabalho mas agora ao pensar nos meses natalícios que se aproximam, o momento para descansar e recarregar energias vem mesmo a calhar para parar, descansar e regressar para vender, aturar clientes menos fáceis, pessoas que não gostam de respeitar as novas regras de segurança para com a saúde de todos e que se esquecem que não têm de ter cuidado somente consigo mas sim com todos os outros.

Neste momento é necessário que tenhamos os maiores cuidados do mundo e que a força de cada um esteja reforçada para não se vacilar em circunstância alguma, quer seja pelo cansaço, ausência de paciência ou capacidade de reação para com o psicológico próprio para lidar com quem não respeita espaços e tempos e entende ser o detentor da razão.

Estas férias de pouco mais de uma semana surgem no momento ideal para regressar depois de baterias carregadas para a confusão dos centros comerciais que se começa a prever com o aproximar dos meses e posteriormente das semanas de maior consumo natalício. Não vai ser fácil enfrentar filas, acalmar pessoas que se acham incompreendidas, atender e estar sempre em vigia e cumprir horários para com todo o stress que nós, enquanto funcionários, iremos enfrentar ainda mais, perante os pontos de experiência negativa que temos sofrido com os meses de estágio para a preparação do primeiro, e espero único, Natal com Covid19 à mistura.

guias-billboard

20
Set20

Não fazer nada...

niksen.jpg

 

Quando se afirma que a intenção é «Não fazer nada!» então é mesmo ter consciência que durante um certo período de tempo o lema «Não fazer nada!» tem de ser levado a sério! Foi assim que passei os meus dois últimos dias de folga!

Geralmente crio ideias do que fazer, onde quero ir, como ocupar tempo, mas desta vez optei por estar livre, sem pensamentos sobre como passar cada hora. Na verdade não tinha intenções para ocupar os dois dias, como tal deixei-me levar mas na verdade não fiz praticamente nada de nada, pelo menos não me vi a fazer algo de jeito, a não ser deixar passar o tempo em paz, aproveitando o tempo, esticado num banco de jardim ou na relva, sem me preocupar com determinados temas e deixando mesmo o telemóvel e até os livros de lado. Aproveitei para me deixar ficar deitado mais tempo, mesmo acordado, ficando em modo pausado mais horas que o habitual por ser uma pessoa que não gosta de estar parada. Não aproveitei também assim o tempo em bom? Acredito que sim!

Desta vez deixei-me ficar, sossegado no meu canto, deixando as manhãs passarem, ajudando nas lides domésticas, almoçando em paz e com tempo, saindo à rua para me sentar na esplanada, depois circular pelo jardim, com a mochila com os livros e o tablet mas sem praticamente lhes tocar, porque a intenção era fazer literalmente nada. As horas passaram, o primeiro dia passou, o segundo surgiu da mesma forma e quando dei por isso já eram horas de dormir porque no dia seguinte era dia de regressar ao trabalho para mais uns quatro dias ocupados, com um horário onde não consigo fazer grande coisa nas horas que restam por estar literalmente a entrar a meio da manhã e a sair já de noite.

23
Ago20

Pausa ao Domingo

dia de folga domingo.jpg

 

Hoje é Domingo de Pausa por estas paragens! Para muitos o fim-de-semana é sinónimo de folga mas por aqui as coisas não funcionam bem assim e os dias de descanso acontecem de forma rotativa, estando os Sábados e Domingos distribuídos de igual forma como se fossem uma Segunda ou Terça-feira qualquer da semana. 

Hoje é aquele Domingo do mês em que vou acordar mais tarde, sim porque este texto está a ser publicado bem cedo mas a esta hora, 07h46, ainda estarei a dormir, pelo menos assim o espero, para regalo do meu corpo que exige um pouco mais de descanso neste dia em que o sol promete brilhar, os barulhos familiares na vizinhança fazem-se ouvir mais pela hora de almoço e a tarde será certamente de passeio para ver as vistas da costa marítima. 

Hoje a pausa será de certeza agradável, mas vou bater de seguida na madeira, para que nada corra mal ao longo destas vinte e quatro horas que se aproximam e onde a folga calhou justamente num dia da semana em que outras pessoas estão de descanso para conseguir conviver um pouco mais. 

19
Ago20

Incapacidade diária

estresse-cansaço-fadiga.jpg

 

Hoje, por motivos de força maior, não existe novo texto a ser publicado. Quer dizer, existe este, mas nada de normalidade. Nem todos os dias conseguimos estar bem na vida e com capacidades para nos rentabilizarmos após umas horas menos boas e de mal estar físico.

Esta publicação está a ser escrita às 05h00 da manhã quando acordei após umas horas de sono que começaram mais cedo que o habitual e o corpo parece ter voltado ao normal após o que pareceu ser uma lixeira intoxicação alimentar. 

26
Jun20

Ora! Ora! Upa! Upa!

voltei.png

 

Voltei, voltei, voltei a casa! Ah pois é, o cachopo voltou a casa, a uns vinte minutos de Lisboa - mas não vou falar disso para não perder alguns leitores que possam pensar que o Covid19 também se transmita via internet. 

Uns bons dias alentejanos e lá regressei, ainda não para trabalhar porque esses dias ainda estão a umas semanas de distância mas para tratar de mim e continuar a descansar num misto entre casa, praia e passeios em segurança. Já marquei consultas, já pensei nos euros que irei gastar pelas próximas semanas, já percebi que em sistema de lay-off os gastos com a saúde ultrapassam sempre o orçamento mensal mas existem coisas a que não se deve fugir e já que estou numa pausa forçada prefiro tratar de mim neste momento do que deixar quando já tiver horários a cumprir. 

Assim sendo as próximas semanas são para ficar por casa, entre consultas, obrigações e também praia e passeios, num misto de dias livres e mais preenchidos para não me cansar com rotinas entre casa, casa, casa e casa.