Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

28
Jul19

Oiçam Oitentamente | ArtFeist

oiçam 80 mente.jpg

 

No Verão de 2019 a ArtFeist volta a apostar na novidade com base nos anteriores sucessos de bilheteira das temporadas anteriores. Desta vez e após outros musicais de épocas diferentes, o tema são os anos oitenta e assim chega junto do público Oiçam Oitentamente. 

Os êxitos musicais da década de 80 e vários momentos históricos importantes de Portugal e do Mundo são revistos neste espetáculo que pode ser visto no Auditório do Casino Estoril e que conta com Henrique Feist, Diogo Leite, Mariana Pacheco e Valter Mira com interpretações musicais, a quem se junta Nuno Feist, encarregue da direção musical desta produção que segue toda uma linha montada há alguns anos pela produtora para conquistar o público. A base são as épocas e temas musicais, depois é baralhar, trabalhar, encontrar as vozes e voltar a surpreender com um espetáculo que convida a assistência a viajar para épocas anteriores e onde vários são os sons que se tornaram eternos. 

31
Out18

Convites Duplos | Fernando Tordo & Ary dos Santos: As Histórias das Canções

fernando tordo.jpg

No ano em que celebra 70 anos de vida e 50 de carreira, Fernando Tordo realizou concertos únicos em Lisboa e Porto. Agora será a vez do Auditório do Casino Estoril receber o cantor de 1 a 4 de Novembro para a apresentação do espetáculo Fernando Tordo & Ary dos Santos: As Histórias das Canções. 

Ao longo de quatro sessões, o músico e compositor irá reavivar a memória de todos com as composições que criou para José Carlos Ary dos Santos, com quem manteve uma forte parceria e amizade ao longo do tempo. As primeiras músicas compostas por Fernando Tordo e as letras de Ary dos Santos numa colaboração de onde resultaram temas como Cavalo à Solta, Estrela da Tarde e Tourada. Fernando Tordo & Ary dos Santos: As Histórias das Canções é um concerto celebrativo da música portuguesa, preservando memórias, contando histórias e recuperando êxitos. Ao longo de quatro dias Fernando Tordo recordará assim momentos que ficam para sempre na história da cultura portuguesa.

Tu que estás agora a ler este texto podes ganhar convites duplos para as sessão de Quinta e Sexta-feira, pelas 21h30, e Domingo, pelas 17h00. Este passatempo irá estar disponível até às 18h30 de Quarta-feira, 31 de Outubro, para a sessão de dia 01. Já para as sessões de dia 02 e 04 o sorteio encerra pelas 14h00 de dia 02. Nesses mesmo dias serão revelados os nomes dos vencedores nesta mesma publicação, sendo o sorteio feito através do sistema automático random.org. Quem não ganhar para uma sessão pode concorrer para a seguinte. Os premiados serão contactados via email com as recomendações para o levantamento dos convites duplos acontecer nas melhores condições. Para a participação ser válida tens de seguir os passos que se seguem...

26
Ago18

Idol | BTS

bts.png

Já conheciam o grupo coreano BTS? Eu estava totalmente a leste sobre esta banda, mas numa rápida pesquisa percebi que com cada lançamento de novo álbum ou single surge um sucesso. O novo tema Idol mal saiu e ganhou num só dia mais de 50 milhões de visualizações e neste momento, em que publico o texto, dois dias depois do lançamento, eis que praticamente está a bater nos 75 milhões. 

Idol insere-se no novo e sexto disco dos BTS, Love Yourself: Answer, e a julgar pela procura inicial existe novo sucesso musical. Andei nos últimos anos a ouvir alguns sons destes miúdos mexidos e coloridos sem me dar conta ou os cantores coreanos andam afastados dos tímpanos portugueses?

 

22
Fev15

Discoteca sénior

Há uns anos surgiu em Portugal a moda do «baile das velhas» onde eles também lá chegam como verdadeiros dançarinos capazes de conquistar e brilhar com os seus passos de dança. O que ainda não percebi foi tal alcunha dada aos espaços que passam música dedicada ao público mais sénior, aquele que na maioria dos casos já não encaixa com os sons que podem ser ouvidos pelas discotecas mais conhecidas pelas diferentes zonas nacionais!

Se aquilo é um espaço noturno que passa música, fazendo também verdadeiras matinés pelas tardes de fim-de-semana e feriados, qual a razão de não ter o nome dos outros locais do género? DISCOTECA! Não é para ouvir boa música, dançar, beber uns copos, com álcool ou sem ele, e tentar meter a conversa em dia que as pessoas lá vão? Pelo que sei sim! Então qual a razão de ser chamado de «baile das velhas» e não poder ter a mesma designação que os seus semelhantes mais virados para outros públicos?