Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Hdeusesemitos-billboard

Morte em Viena

Autor: Daniel Silva Lançamento: 2006 Editora: Bertrand Editora Páginas: 328 Classificação: 2 em 5   Sinopse: Restaurador de arte e espião ocasional, Gabriel Allon é enviado a Viena para descobrir a verdade por detrás do atentado bombista que vitimou um velho amigo. Ao fazê-lo, descobre algo que vira todo o seu mundo do avesso: um rosto, (...)

Atual leitura... Morte em Viena

Agosto de 2014 assinalava o início da leitura de Morte em Viena, da autoria de Daniel Silva, no entanto na altura e porque tinha várias coisas que queria ler ao mesmo tempo, a falta de tempo também apareceu e de um momento para o outro deixei este thriller de lado. Agora, em Setembro de 2016, pouco mais de dois anos depois, volto a pegar de início na história protagonizada por Gabriel (...)

O que ler agora... Janeiro

A meio de 2015 recorri aos serviços bem prestados dos leitores do blog para seleccionar a minha próxima leitura dentro dos livros que tenho em fila de espera aqui por casa! Agora gostaria de repetir a proeza e avanço aqui com um novo «O que ler agora...», de Janeiro para deixar nas vossas mãos a obra que irei ter como companhia daqui a uns dias! É só escolher! ( Ver mais... )

A ler Morte em Viena

Morte em Viena é o livro de Daniel Silva, lançado em Portugal no ano de 2006, que estou a ler atualmente. Se estou a gostar? Estou! Se a escrita e os enredos que o autor cria nas suas obras me prendem? Costumam prender e acredito que esta aventura protagonizada por Gabriel Allon pelo mundo do crime volte a ser do meu agrado, tal como foram os livros A Marcha e O Confessor, da autoria de Daniel. Ag (...)

Compras na Feira do Livro

Este ano, e acho que pela primeira vez, fui dois dias à Feira do Livro de Lisboa numa só edição, só que se num dos dias andei a fazer visita sem pensar em compras, pelo segundo comprei um quarteto literário no grupo Bertrand e não vim totalmente recheado do que queria. Como já tinha revelado, este ano pela feira não encontrei aqueles verdadeiros livros de que todos falam, que todos (...)