Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

«Molha parvos»

08
Nov18

chuva.jpg

Espero! Espero! E espero que a chuva miudinha passe, debaixo de uma varanda, para seguir a viagem a pé. Passam cinco minutos e os pingos tipicamente apelidados por «molha parvos» não param, no entanto deixo-me ficar em espera porque ao não querer ser conhecido como o parvo que anda à chuva, opto por permanecer.

O que resulta da espera? A chuva não acalma, bem pelo contrário, e o que parecia pouco molhar transforma-se numa autêntica trovoada. E agora? Volto a esperar mais um pouco e mais uns minutos, até que finalmente os pingos «molha parvos» regressam e lá sigo eu a viagem que já podia estar terminada, não quisesse ser teimoso para não me auto considerar um parvo que anda à chuva sem necessidade.

 

Curtas e Diretas | 107 | Molha Parvos

28
Dez17

Hoje as minhas saídas à rua, de casa para o carro, do carro para o trabalho e vice-versa, foram todas com um pouco de chuva, em modo molha parvos. Uma chuvinha daquela que parece não ser nada mas que acaba por fazer das suas. Andei debaixo de chuva molha parvos umas oito vezes ao longo do dia e quando estava debaixo de telha percebia que os pingos desapareciam. Na verdade é preciso até ter sorte para não ser molhado pela natureza!