Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

01
Ago19

Animais simbolizam amizade e responsabilidade

bulldog francês.jpg

 

Quem tem animais de estimação sabe que além das coisas boas que os nossos amigos de quatro patas nos fornecem, que os cuidados com os mesmos são parte do orçamento do lar, sendo necessário que, antes de adotar, exista a consciência de todos os membros da família que ter um cão, por exemplo, é uma responsabilidade que nos dá inúmeras alegrias mas que também traz consigo despesas fundamentais para a sua sobrevivência e bem-estar no seio familiar. 

Os veterinários, as despesas alimentares, os artigos que contribuem para a integração em casa, brinquedos e também os pequenos mimos que nós humanos tanto gostamos de ter, como é que os nossos pequenos amigos não os querem também? Quando trouxe o Tomé, o bulldog francês, para casa foi tudo uma descoberta sobre ter um pequeno cachorro que chorou somente uma noite com a falta da mãe e dos irmãos. Os cuidados, a forma como lhe arranjamos um amigo de peluche para se sentir aconchegado nos primeiros dias até que começamos a trazer para casa tudo o que era necessário na altura para a sua integração no lar. 

A ração para cães para os cachorros da raça, os primeiros brinquedos para cães, e todos os acessórios para cães necessários para criar um espaço apropriado para o Tomé em casa, dos comedouros ao tapete de ensinamento, da cama às trelas. Tudo o que foi necessário na altura e que hoje continua a fazer parte do nosso dia-a-dia, mesmo já na fase adulta e molenga, como a raça é caracterizada. 

Nos dias que correm os espaços comerciais estão cada vez com maiores áreas dedicadas aos animais que ganham relevo nas nossas vidas e que têm também mais produtos à sua disposição e nos mais diversos conceitos. A par disso o crescimento simultâneo das lojas online tem acontecido com as compras via internet a ganharem um maior relevo e a serem cada vez mais comuns uma vez que a confiança, o facto das encomendas serem entregues de forma gratuita a partir de determinado valor com a maior rapidez possível e total segurança. Já fiz várias compras online de comida e brinquedos para o Tomé e recentemente descobri a Telecão, uma pet shop totalmente dedicada a artigos de cães e gatos onde se pode encontrar de tudo a bons preços, como promoções diárias e serviços à disposição dos próprios donos para um melhoramento dos cuidados com os amigos de quatro patas e sem falha entre a encomenda, a entrega e a boa qualidade dos serviços prestados.

28
Nov17

Acordar devagar

despertador.jpg

De há umas semanas para cá que o despertador toca e o corpo parece colado à cama, não querendo dar sinais para se erguer. Agora quando o telemóvel começa a tocar pelas 07h00, a mão vai até ao Parar e os olhos voltam a fechar-se por uns ligeiros, mas que parecem lentos, minutos. Volto a pegar no telemóvel mais tarde e percebo que ainda posso ficar deitado, no quente da cama mais um pouco e assim acontece.

Após levantar, despachar e comer mas antes de me vestir para sair ainda consigo voltar a enfiar-me dentro dos cobertores, umas vezes deitado outras sentado, mas volto a aquecer um pouco para tomar coragem e mudar de roupa para finalmente sair de casa. O frio matinal que se faz sentir fora de portas e o facto de não apetecer nada acordar tão cedo andam-me a deixar mole e sem vontade de obedecer ao toque do despertador logo quando este faz o seu alarido na hora certa e que deveria ser para me levantar obedientemente com a finalidade de fazer tudo com calma e sem andar depois um pouco mais apressado.

09
Nov17

E o tempo mudou...

sol chuva.jpg

O Verão prolongou-se bem para além das semanas desejadas e outrora tradicionais, com a água a escassear, os terrenos a ficarem secos e o país a entrar em alerta pela seca que se começou a fazer sentir. Mas agora, assim como quem não quer a coisa, o tempo finalmente parece ter mudado para as temperaturas de Outono e embora a chuva não tenha chegado dentro do que é necessário, as temperaturas já estão bem mais frescas, instáveis ainda, mas os pingos é que parecem só se fazer notar por uns ligeiros momentos que de pouco servem para colmatar a falta que a água está a fazer há meses pelo país. 

Arrefeceu assim de um dia para o outro, deixamos as mangas curtas para andar de casaco, os chás voltaram a ser recrutados em maior quantidade e por casa as mantas já começam a espreitar com o desejo de serem usadas para os dias que tardaram em chegar. A nível pessoal foi bom ter um pouco mais de bom tempo por umas semanas, meses mesmo, mas já sentia a falta do tempo fresco para vestir roupa mais quente, andar de roupão, calçar dois pares de meias, sair de casa com o casaco e tirar os lenços e cachecóis das gavetas para voltarem a ficar pendurados para que possam ser usados e recrutados pelo último minuto antes de colocar o pé na rua. O ar condicionado do carro já é ligado no máximo pelos primeiros instantes da viagem, no trabalho a temperatura ambiente não mostra a realidade do exterior e em casa o calor é bem recebido.