Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

05
Abr15

Falar pelas costas

Quando a empregada de um café comenta maldosamente a vida de um cliente, de colegas ou dos patrões, enquanto atende alguém não é bonito, para mais quando tece tais comentários com pessoas a ouvirem, esquecendo-se que não se encontra sozinha, num canto ou numa mesa mais sorrateira do estabelecimento.

Perceber que se comentam vidas de pessoas que acabaram de sair de um lugar e que por vezes podem ser conhecidas de quem ouve porque está no local onde as pessoas deviam estar a trabalhar e deixar a conversa fiada de lado é mau. Os funcionários de milhares de estabelecimentos esquecem-se que quando falam de um cliente à frente de outro correm o risco de logo de seguida a pessoa que as está a ouvir por obrigação pensar que quando deixa o balcão vai sofrer algumas dentadas do género das proferidas sobre os outros anteriormente.

Ser atendido, perceber que são feitos comentários e algumas caretas sobre quem estava à nossa frente e depois sair com o pensamento que seremos os próximos a sofrer na língua daquela pessoa é uma situação que me leva a pensar se voltarei em breve ao local ou se o dispenso e procuro outro sítio para beber café!

03
Jun13

Má disposição no trabalho

Na vida todos temos os nossos problemas, no entanto, eu tento deixar os meus de fora do convívio laboral e embora esses assuntos estejam comigo, acho que consigo disfarçar e não deixo a minha má disposição passar para a relação que tenho com os meus colegas de trabalho. Infelizmente não pensamos todos da mesma forma e muitos levam os seus problemas para as horas de expediente e acham que os temos que aturar sem culpa nenhuma!

Não gosto de levar a minha má disposição para o trabalho e as coisas que me atormentam guardo-as para mim e tento mostrar que está tudo bem. Sei que por vezes os outros percebem que não estou nos meus dias e mesmo que perguntem ou comentem, não lhes dou stresses sem razões porque não descarrego neles o que me atormenta fora daquele lugar. Porque eles também não fazem o mesmo? Não lhes dou trabalho e não os chateio com as minhas coisas, como tal, também peço que não achem que sou um saco para onde podem descarregar os seus desaforos pessoais. Não estão bem ou sentem-se mal com alguma coisa nas suas vidas, então têm boas soluções! Ou falam para tentarem desabafar sobre o que os atormenta ou então finjam que estão bem, agora andarem de má cara e com más respostas sem ninguém lhes ter feito mal é que não!

Poupem-me com a má disposição, tá?!