Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

wook-natal-billboard

Crime com culpa social

10
Nov19

bebé salvador.jpg

 

Um recém-nascido foi encontrado num ecoponto, completamente nu, por estes dias junto à discoteca Lux, junto a Santo Apolónia, em Lisboa, por um sem-abrigo, e rapidamente a notícia se tornou viral e o tema social do momento tanto na imprensa como nas conversas. A investigação arrancou, a comunicação social deu grande destaque ao tema, e poucos dias depois a mãe deste bebé foi encontrada, sendo também ela uma sem-abrigo que dormia numa tenda situada nas proximidades do estabelecimento noturno, tal como outras pessoas. A questão que me auto coloquei sobre este tema vai mesmo de encontro à culpa que esta jovem mulher de 22 anos terá sozinha para ficar em prisão preventiva por agora. 

Sozinha, a dormir na rua, ao que parece tendo sido violada, transtornada e desamparada, como podemos analisar um ato terrível de abandonar um filho quando a própria mãe se encontra numa situação de caos e ninguém fez nada para a ajudar antes deste desfecho ter acontecido. Esta mulher foi detida pela PJ por suspeita de homicídio, mas não existirão tantos outros culpados por tudo isto ter acontecido? Não estou a desculpar esta mulher por abandonar um filho porque esse é um ato ignóbil, no entanto não sei até que ponto este abandono não se deva também ao próprio desamparo desta jovem que do nada aparece sozinha pelas ruas de Lisboa, em situações degradantes e sem que ninguém lhe tenha dado a mão para a resgatar do flagelo que afeta centenas ou mesmo milhares de pessoas pelos grandes centros populacionais em Portugal. 

Agora que tudo aconteceu, a Embaixada de Cabo Verde revela que irá dar todo o apoio a esta mulher de nacionalidade portuguesa com origem africana. Será que estamos de consciência pesada depois do mal estar feito? Na verdade e pelas reações da sociedade, é muito fácil julgar, mas se nos pusermos no lugar desta jovem mulher sozinha, abandonada, usada e sem rumo, será que a mente de qualquer um de nós também não ficaria transtornada?

O bebé nasceu em plena via pública, foi deixado no lixo, com o cordão umbilical atado como uma tentativa de salvamento, o ato foi filmado por câmaras de videovigilância. Um ato pensado? Não me parece, pois nem existiu perceção ao deixar a criança a metros de onde dormia e num local onde a vigilância pelas imagens é visível. Não me parece que tudo tenha sido pensado, mas sim tomadas decisões no momento em que o nascimento aconteceu e era necessário se ver livre daquele bebé que talvez no seu pensar só lhe iria arranjar mais problemas. Se não tinha para si, como ter para criar uma criança que iria passar pelo mesmo. Viver na rua, deixada ao abandono e exposta a atos de violência como a própria mãe enfrentou. Uma situação complicada de consciência social!

Uma mãe criminosa, um bebé abandonado que irá seguir para uma instituição onde será apadrinhado por uma família de acolhimento, um futuro que pode correr bem ou ser manchado, se a história real não lhe for bem contada com apoio daqui a uns anos, e uma família que antes de não ser já não o era porque tudo parecia dar sinais de que iria correr mal.

Será que a Rita está grávida?

20
Ago16

lux rita pereira.jpg

Rita Pereira passou um dias no Algarve na companhia de amigos e a praia foi um dos locais de eleição para passar os dias de descanso agora que as gravações da novela A Única Mulher chegaram ao fim. A revista Lux desta semana destaca a atriz e coloca uma imagem sua na capa... À primeira vista esta fotografia de capa poderia indicar uma gravidez de Rita Pereira, não?

Não quero levantar boatos porque existem imagens de dias atrás que não levam a crer tal ideia, no entanto aquele fato-de-banho, a fotografia talvez tirada após uma refeição bem condimentada e um plano menos bom podem levantar algumas suspeitas para com a barriga. Pelo menos eu suspeito!

«É mentira!», pois claro!

10
Dez14

Mário SoaresA capa da revista Lux desta semana é daquelas que de ser tão boa e óbvia até dá vontade de comprar a publicação! Alguma imprensa noticiou há dias que a família de Mário Soares andava incomodada com a proximidade entre o antigo Presidente da República e a sua enfermeira. Agora a revista, talvez por querer mostrar que o senhor está muito bem com a sua Maria aos noventa anos, entrevistou Soares onde este fez o que qualquer pessoa faria... Negar um caso extra conjugal!

Então senhores jornalistas, o que se passou para fazerem a questão que tinha uma resposta tão óbvia? Não estou a dizer que o senhor esteja a mentir e nem tenho nada haver com isso, no entanto fazer um destaque de capa com uma expressão esperada como resposta a uma questão que qualquer pessoa nega é um daqueles casos que mostra como está presentemente a imprensa nacional.

Uns inventam notícias, outros especulam e a Lux faz entrevistas com respostas tão previsíveis que até dá dó!