Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

14
Set20

A Revolução do Big Brother já começou

bb revolução.jpg

 

A Revolução do Big Brother assinala o regresso de Teresa Guilherme ao pequeno ecrã e o início da estreia desta nova temporada do reality show logo deu para perceber que o amor e os velhos trocadilhos, embora ainda com algum entrave, estão de volta à base central com que irá girar bastante esta temporada. Teresa regressou como a grande profissional que é, sem nervos e dentro do estilo a que já nos habituou. De branco desceu a escadaria já conhecida do estúdio, a meio da noite ficou descalça e a noite foi toda sua, sem hesitações e falhas, como tão bem preparada que sempre se apresenta. 

Os concorrentes começaram a desfilar para entrarem na casa e de início surgiu a dupla Andreia, de 40 anos, do Seixal e que logo mostrou forte pulso para liderar, mandar e irritar os restantes, e o Bruno, de 27, de Espinho. Ambos entraram no jardim da casa, mas foram recambiados para uma das novidades desta edição do Big Brother, o espaço dos infiltrados, onde os concorrentes seleccionados não entram como concorrentes mas sim como futuros concorrentes que terão missões e darão missões aos que estão em jogo para lhes tentarem roupar o lugar, sem que sejam descobertos. Logo depois surgiu a primeira concorrente a ficar na casa, a meio desorientada Carina, que com 21 anos e vinda de Gondomar, trabalha numa roloute e sonha ser atriz. Quantos concorrentes de reality show entraram com este sonho e praticamente todos ficaram pelo caminho? Até já lhes perdi a conta, mas agora surge uma nova sonhadora daquelas que ficará esquecida rapidamente após a sua estadia na casa da Ericeira. Logo apareceu a Sofia, de 38 anos, luso-brasileira sem sotaque, assistente de bordo que vive em Lisboa. Aparentemente sem nada de novo a acrescentar, mas tudo começou agora, como tal ainda é bem cedo para tirar conclusões. A par da Sofia entrou o Renato Ribeiro, de Penafiel (espero que não seja um novo cromo como o Pedro Alves), super convencido de 22 anos e com o seu ego bem lá em cima. De seguida surgiram Sandra e Jéssica, mãe e filha, de 23 e 44 anos, respetivamente, de Cascais. Em conjunto tiveram de escolher qual entrava, ficando a filha em jogo, sendo Sandra transferida para o espaço dos infiltrados, sem que a filha percebesse. Lá surgiu a Catarina, outra assistente de bordo, que se diz apaixonar-se bem facilmente mas também recuar num ápice. Primeira impressão que tive com esta concorrente foi mais a que de poderia facilmente entrar no Love On Top à uns anos atrás. Mais um que quer ser conhecido com o sonho da música, o André Abrantes, de 31 anos, que saiu da Ericeira para entrar na casa do Big Brother que está na Ericeira. Deste não tive grande opinião. Diretamente do Porto Alto surgiu o mulherendo, como se intitula, Michel, que também quer ser ator e modelo. Será que Endemol e TVI andaram a ver os castings da produtora Plural para as novelas ou dos candidatos a um reality show? E que dizer da tresloucada Joana, que vem de Cascais, e se afirma como beta destravada sem filtro e que também quer uma certa ajuda para lançar a sua marca de moda? Afirma que nunca se apaixonou com 20 anos e parece vir com um papel mal entendido de boazinha e todos os valores das tias da linha, só que dentro da casa está uma das suas paixões dos últimos tempos, o Michel, que se afirma como um conquistador... Coitaaaaaaada! Diana, que mais parece a nova campónia mas viajada da casa, casada sem filhos e amante de animais, parece ser uma sonhadora cheia de receios e ideias um pouco estranhas. Se for controladora e super arrumada, bem me parece que possa ser uma nova Noélia, com alguma disturção, desta temporada, mas com várias semanas com as nomeações às costas. Rui Pedro, de Oliveira do Hospital, vizinho da famosa Fanny, com grande mania de modelo, afirma-se competitivo, divertido e nada preguiçoso, mas não sabe cozinhar e limpar. Um alvo a abater certamente pelos outros se não quiser fazer nada na casa. Uma outra Jéssica, de Sintra, que não é hospedeira mas trabalhava no aeroporto, ou seja, esta edição está cheia de aviões com aquele perfil de cópia, futilidade, cópia e futilidade. André Filipe, do Barreiro, com 25 anos, que se assume como um espirito livre com ideias meio alucinadas no vídeo de apresentação, com namorada que ficou no exterior e que mostra ser um cromo com ideias do além daqueles que não existirá dose de paciência que o aguente. Este André pertence ao grupo dos infiltrados não concorrentes mas entrará na casa como sendo o agente que irá estar entre os chamados de agentes e os que estão em jogo. Zena e Rúben chegaram juntos à porta da casa, mas ficaram em espera que o grupo de infiltrados tomasse a primeira decisão do jogo, qual dos dois entrava na casa e o que ficava no jardim por uns tempos. A Zena entrou e o Rúben ficou ao relento, como se diz na gíria. Carlos, mais um que sonha com o mundo da música e se acha divertido mas na verdade a primeira impressão é a de mais um convencido a entrar, só mais um, de músculos feitos, daqueles que devem adorar desfilar de tronco nu ao longo do dia. Será que com tanto sonhador a ator e músico ainda surgirá um musical entre este lote de concorrentes? E o professor Luís lá aparece como o último a ser apresentado, revelando ser uma pessoa divertida, de pronúncia engraçada, com namorada e que até parece uma sujeito normal dentro do lote apresentado de concorrentes.

Com algumas entradas feitas e intervalo feito a meio das entradas, eis que numa cena tão mal encenada pela produção que logo se percebeu o que ia acontecer, Carina, Sofia, Renato Ribeiro, Jéssica, Catarina e André Abrantes, tiveram de sair da casa com alerta e ficaram presos no exterior da moradia e a conversa da Teresa logo demonstrou que estes seis concorrentes iriam passar os próximos dias ou semanas a viver no jardim, debaixo de uma tenda e com recurso a poucos acessórios de sobrevivência. Enquanto este circo foi montado no exterior, Joana e Michel ficaram trancados no confessionário para colocarem a conversa em dia sobre o conhecimento que já mantém antes de entrarem no jogo. As entradas sucederam e Diana e a segunda Jessica entraram diretamente para a casa, já Rui Pedro ficou no grupo dos outros, os que ficam a viver temporariamente no jardim. As restantes entradas foram acontecendo e a distribuição a ser feita.

22
Jun20

Ridículos e nomeados

Big Brother

cláudio ramos big brother.jpg

 

Cláudio Ramos abriu a gala do Big Brother com uma mensagem emotiva para Pedro Lima, o ator que todos adoramos e que nos deixou na manhã de Sábado. Sensível, agradecendo cada palavra que Pedro lhe enviou desde que trocou a SIC pela TVI e revelando que todos os Domingos o ator lhe enviava uma mensagem de sorte antes de iniciar cada direto. Cláudio não escondeu a emoção no ecrã e dedicou a gala do passado Domingo ao Pedro Lima, um dos principais rostos masculinos da fição do canal com quem já trabalhava há mais de duas décadas. 

Entrando na casa logo ficamos a saber que na manhã de Domingo Sandrina recebeu roupa que a família lhe enviou mas onde constava um bilhete para que não falasse dos ciganos dentro da casa e com isso recebeu nomeação direta do Big Brother por comunicar assim com o exterior, o que é proibido pelas regras do programa, mas já existiram outras comunicações do género, ainda a semana passada o Pedro Alves ouviu os gritos dos amigos e somente levou um aviso. Diferenças entre protegidos que podem sair assim que são nomeados e protegidos com maior força junto do público com que necessidade? Se as regras são para serem cumpridas devem ser iguais para todos, como tal as sensações devem seguir a mesma linha para não existirem estas diferenças bem visíveis. 

E as guerras da semana entre a líder Teresa e o casal maravilha Pedro Alves e Jéssica? Discutiram pela prova semanal e pelas limpezas e desigualdades numa tentativa do casalito que nada faz a favor do grupo dar nas vistas, logo na semana em que o Pedro está nomeado e é necessário dar o dito «canal» só para o público perceber que as duas almas penadas não estão na casa da Ericeira só para andarem enrolados como vamos vendo. Como existe nomeação há que criar discussão e trincas aqui e ali para aparecerem de outro modo só porque fica bem. 

Finalmente a Noélia tem tempo de antena no confessionário e que bom e divertido é ver a algarvia brilhar a conversar com o Cláudio. Ela na casa faz e desfaz, manda e quer tudo à sua maneira, ralha e já não tem medo de dizer, tudo isto ao mesmo tempo que assume querer chegar ao final, apanhando os jogos e mexericos entre todos os outros concorrentes e seguindo a sua vida com os seus afazeres domésticos que tanto dão cabo da cabeça dos restantes moradores da casa que safam o seu desleixo mas acabam por se irritar com todo o stress da Noélia que não consegue ficar parada. No início do Big Brother via dispensável a sua continuação no jogo, hoje a Noéééééééélia está no meu top três dos favoritos. 

O BBPlay, o videoclube do Big Brother, trouxe consigo um novo filme. Sónia e Sandrina protagonizaram o Corte & Costura da semana onde quase todos tiveram direito a tesouradas da dupla. Contarem o número de jogadores em cada grupo na casa, quem mudou a sua personagem, os fortes e os falsos, os discursos feitos para as câmaras e até as perucas e roupas da Soraia serviram de comentário negativo, muita coisa serviu para as duas concorrentes comentarem como duas autênticas alcoviteiras, fazendo lembrar o Cláudio enquanto comentador do Passadeira Vermelha. 

E o tempo de antena ao casal que não o é entre o bombeiro e a sonsa que se faz de surda? Ele ciumento como um raio a oferecer um murro entre dentes ao Diogo porque a Iury dançou com o companheiro de casa e ela a fazer-se de parva como sempre quando é interrogada sobre qualquer tema com que não se quer comprometer. Faz as coisas e diz mas depois fica esquecida com aquela voz de falsa que enjoa desde o início quando se tem de justificar. Mais uma vez o Daniel Monteiro erra mas depois, como sempre tem feito, com meias palavras a Iury volta a cair na sua cantiga de jovem puro e inocente que é o melhor homem do mundo, até quando aconchega o queixo da amiga especial. Acredito que só mesmo dentro da casa o bombeiro consiga convencer os colegas e a querida angelical Iury com a sua falsa personalidade porque cá fora já o topei há muito. 

De um casal para o outro e antes da expulsão ainda existiu tempo para o casalito assumido ter destaque e o Cláudio Ramos lançou as imagens do Pedro e da Jéssica partilhando a ideia que a maioria do público, onde me incluo, tem. O casal vive para ver os aviões e jogar através das mensagens que são passadas a favor ou contra estas duas personagens que se devem ter inscrito para o Love On Top mas que a produção achou por mal encaixar no Big Brother. Curiosidade é ver que os amigos do Pedro Alves mostram exatamente o perfil do concorrente que está dentro da casa, tão respeitosos e educados, todos vestidos com as marcas do momento e com a língua virada para o mal onde a arrogância nos maus momentos impera. Ontem em estúdio deu para perceber que tal como o Pedro, os seus amigos não aceitam criticas e comentários menos bom porque ao que parece o amigo Alves é a perfeição em pessoa, que só tem vários senãos, goza com os colegas de casa às escondidas e consegue ser tão irritante que nem para palhaço serve. 

Angélica expulsa com 44% contra os 42% do Pedro Alves e os 14% da Ana Catharina. Esperei até ao final que saísse o Pedro, embora a Angélica também estivesse na lista dos concorrentes que quero ver fora do jogo. O Pedro lá fica mais uma semana agarrado à sua querida como dois pega monstros mas para isso existiu um momento ridículo como tão bem a Endemol gosta de criar. Provocou falsa expulsão ao Pedro, a Jéssica chamada ao confessionário para dizer que quer sair, tem ordem de saída e encontra o seu amorzeco para lhes dizerem que foi uma brincadeira e ele não está fora de jogo. No entanto ela hesita porque não quer desistir somente por ele estar supostamente fora da casa mas sim por estar cansada e a entrar num estado, segundo a própria, de impaciência para com tudo o que envolve o jogo. Palhaçada da Jéssica para sair, depois querem os dois desistir, é feito intervalo e os dois continuam no jogo com o Big Brother a ter certamente aquela conversa para convencer durante o intervalo. Seria tão bom ter um Domingo de gala em que a saída seria um três por um perfeito com três jogadores que não admiro.

04
Ago18

Love On Top de regresso

love on top.jpg

Hoje começa a nova edição do reality show low cost da TVI, o Love on Top, ou como Isabel Silva afirma, Lobe on Top. Já me questionaram sobre o que achava do regresso deste formato de bolinha vermelha ao ecrã. O que posso dizer? São seis raparigas e seis rapazes, escolhidos em discotecas e sites bem particulares, que se encontram numa casa para se conhecerem de dia e noite, em biquíni ou sem ele.

Quem me segue há algum tempo sabe que gosto de acompanhar reality shows, gostando de uns formatos e não tanto de outros, mas sigo e este em particular não é de todo dos meus preferidos, dentro do lote do que já foi feito a nível nacional. Percebo o seu regresso, principalmente pela polémica das quentes imagens pelo mundo online, gerando falatório nas redes sociais e imprensa e também por render milhões de visualizações em certos países onde os vídeos do formato são um verdadeiro sucesso nos conteúdos porno. Se vai ter audiência? Conseguirá manter os valores que o canal tem obtido no horário e com o TVI Reality. Se podiam e conseguiam fazer melhor? Podiam, mas com este tempo quente que agora chegou o momento é mesmo para colocar tudo a nu e com muita vontade para a brincadeira, mesmo que apostem num formato barato, com concorrentes que se vendem por pouco e estão dispostos a muito.

03
Ago18

Curtas e Diretas | 136 | Dos 8 aos 80

blog.jpg

Uma questão! Este blog é de quem? Parece que é meu, o autor desta publicação. Como tal, tanto posso escrever sobre um tema atual de maior relevo como comentar a galinha da vizinha. Aqui é assim, vou do 8 aos 80 com uma facilidade incrível e este fim-de-semana será assim! Vou do Love on Top ao Bruno de Carvalho! Uma distância abismal ou nem por isso? Ambos criam polémica! Quem aceita o blog assim Obrigado, quem não gosta destas disparidades temáticas Obrigado na mesma pelas visitas e partilhas que têm feito!

03
Jan18

Mais lidos em 2017

top 10.jpg

2017 já lá vai e com o ano terminado entramos na altura de fazer o balanço dos doze últimos meses. Aqui pelo blog e olhando para o top 10 dos artigos mais vistos dá para perceber que o caminho que vocês, enquanto leitores, mais apreciam enquanto visitantes do blog anda muito pela área dos famosos, da televisão e da atualidade noticiosa. 

Cristina Ferreira é a rainha do primeiro lugar, o que para mim não é uma novidade. A apresentadora da TVI ocupa o primeiro e o sexto lugar da tabela, tendo assim uma liderança destacada entre os artigos mais vistos. Segue-se o site Dioguinho, onde uma critica pessoal acabou por suscitar interesse e receber novos visitantes pelo blog. Depois Cristiano Ronaldo, Carlos Cruz e Ruy de Carvalho vão compondo a lista onde não falta a política com António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa e onde o programa Pesadelo na Cozinha aparece para abrir o apetite aos leitores do blog. Para finalizar o top mais de 2017 aparecem três textos sobre as fitas de finalistas, textos esses que já têm lugar reservado nos mais lidos ao longo dos últimos anos!

Deixo-vos com o top que todos vocês ajudaram a fazer ao longo dos últimos meses aqui pelo blog!