Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

27
Mar19

Lisboa imita Passeio da Fama

O Informador

nicolau breyner.jpg

Portugal vive da copia alheia de tudo e mais alguma coisa, visto a originalidade escassear em várias áreas sociais. Agora e como se já viesse tarde, a autarquia de Lisboa, mais concretamente a Junta de Freguesia de Santo António, resolveu inspirar-se no Passeio da Fama de Hollywood e criar o passeio dos nomes consagrados do teatro em plena Praça da Alegria, ali pela zona da Avenida da Liberdade. 

Com a finalidade de homenagear os atores do teatro, a Junta de Freguesia com mais teatros por metro quadrado da capital - Teatro Tivoli BBVA, Cinema São Jorge, o antigo Cinema Condes, Maxime, Fontória, Parque Mayer, Variedades, Maria Vitória e o ABC - resolveu criar a sua própria cópia do Passeio da Fama só que no lugar das estrelas com os nomes das grandes personalidades, será adotada uma outra forma. Os nomes serão escritos a preto ao longo da calçada portuguesa na Praça da Alegria. 

Para já e numa primeira fase serão trinta e cinco os nomes que estarão a partir de hoje, 27 de Março, pela calçada, entre eles os de Nicolau Breyner, Laura Alves e Armando Cortez, porém a ideia é dar continuidade a este projeto ao longo dos anos e alongar o Passeio da Fama nacional pela zona. 

18
Fev19

89ª Feira do Livro de Lisboa já está marcada

O Informador

feira do livro lisboa 2019.png

A 89ª Feira do Livro de Lisboa já tem data definida para se apresentar ao público. Este ano o maior evento literário do país irá realizar-se entre os dias 29 de Maio a 16 de Junho, ocupando grande parte do Parque Eduardo VII, como tem vindo a ser hábito.

Pouco ainda se sabe sobre o que está a ser preparado para a edição deste ano, o que já é certo é que Espanha é o país convidado, após Portugal ter sido o convidado da feira literária de Sevilha e de em 2017 também ter sido o país presente na 76ª Feira do Livro de Madrid.

Para o evento deste ano, além de Espanha ser o país convidado, a organização está a tentar voltar a surpreender os seus visitantes com um maior número de expositores e de eventos a decorrer em simultâneo ao longo dos dias em que o evento irá estar a decorrer. Além das bancas literárias e dos espaços de comida, os palcos para workshops, apresentações, sessões de autógrafos, conversas com os autores e mesmo concertos estão a ser pensados para que os leitores não se fiquem somente pelas compras e visitas ao parque, podendo aproveitar ao longo de grande parte do dia o evento com os mais diversos motivos de interesse que irão estar em destaque.

19
Dez18

Mais vistos em 2018

O Informador

A equipa do Sapo Blogs já nos enviou o Relatório Anual de cada blog correspondente a 2018, embora ainda faltem uns dias para terminar o ano. Com isto e porque acho que todos vocês, que passam por aqui diariamente ou de quando em vez, merecem e podem saber um pouco mais sobre alguns dados disponibilizados pelas estatísticas, deixo-vos assim as publicações mais visitadas no blog ao longo dos últimos doze meses. 

  1. Fita de finalista da afilhada
  2. Fita de finalista para o primo
  3. As fitas de finalistas...
  4. Quem Me Dera | Mariza
  5. Costa leva novo chá de Marcelo
  6. Finalmente existe ação na Antiga Feira Popular
  7. Dor de cabeça com falta de café
  8. Atual leitura... Nada Menos Que Tudo [Afonso Noite-Luar]
  9. Secret Story 7 | A Estreia
  10. 10 alimentos consumíveis fora de prazo
18
Out18

Levando o Caos, de Maurício Meirelles

O Informador

maurício meireles.jpg

Maurício Meirelles regressou a Portugal para apresentar o seu novo espetáculo. Após o sucesso de Perdendo Amigos, que não vi, agora chegou até nós Levando o Caos, a nova produção que continua a contar com o famoso webbullying ao longo de duas horas de boa disposição. 

Num espetáculo reformulado e onde a presença do público é importante, o comediante brasileiro surge em palco com uma simplicidade incrível. Piada atrás de piada, risada atrás de risada, apontamentos críticos da sociedade brasileira e portuguesa bem fortes e o debate acontece. Comentando a atualidade brasileira e portuguesa, Meirelles não deixa nada por dizer. O que gosta gosta, o que não gosta é comentado na mesma, colocando o dedo na ferida sem disfarces, atrapalhando, mordiscando e transformando uma plateia completamente esgotada numa claque de palmistas cheia de entusiasmo e boa disposição.

Não conhecia muito bem o trabalho do ator e fiquei rendido ao primeiro minuto. O público é convidado a assistir a um micro vídeo de apresentação sobre o que é um espetáculo de teatro e depois entra o artista. Maurício surge sozinho em palco, de microfone na mão e pronto para criar distúrbios, lançando mesmo o caos entre a sua claque repleta de fãs e de novos admiradores, uma vez que quem vê a primeira vez vai certamente querer voltar na próxima aparição do humorista brasileiro. 

 

27
Set18

Lixo de Lisboa

O Informador

lixo.jpg

«Lisboa é linda!», sim é verdade! Lisboa está na moda, também é verdade! Lisboa está suja, uma verdade de que poucos falam mas que todos conseguem ver quando passam por determinadas ruas mais movimentadas de determinadas zonas e bairros. 

Andar em Lisboa na zona entre o Chiado e o Príncipe Real, por exemplo, é por vezes como andar a fazer uma excursão em modo salta pocinhas através do passeio. De sacos do lixo para ser recolhidos em pleno dia junto a portas de prédios e estabelecimentos ao lixo que é deixado pelo chão, de tudo se pode ver por aquelas ruas. Não percebo como é que a autarquia, em pleno século XXI, continua com a opção dos moradores deixarem o lixo em sacos e caixas junto às portas, não existindo contentores para a recolha onde se acumulava tudo em determinados locais e não se espalhava tanto saco. As pessoas deixam o que é para ser recolhido na rua, os sacos abrem-se, os animais de rua mexem, as embalagens espalham, quem passa vai deitando restos para cima do lixo que está no chão para recolha. Isto faz sentido numa cidade que parece tão evoluída e que continua a ter um problema com a reciclagem?

Passar por avenidas e ruas movimentadas e andar durante minutos sem encontrar um só caixote do lixo, mesmo que sejam dos pequenos para depositar um papel, também é uma realidade. Andamos e andamos e nada de depósitos, encontrando sim tudo deixado pelo chão porque se a ideia é colocar o «lixo no lixo», em Lisboa essa fórmula não deve ser defendida pela autarquia, uma vez que não fazem por isso. Onde andam os contentores para que residentes e turistas não tenham de andar com os restos na mão tanto tempo até que se cansam e os deitam para o chão que mostra ser essa uma prática recorrente?

13
Jun18

Curtas e Diretas | 134 | Alfama venceu!

O Informador

alfama marcha lisboa.jpg

O bairro de Alfama venceu, pelo terceiro ano consecutivo, as Marchas Populares de Lisboa. Isto não começa a ser um ciclo vicioso com Alfama a conquistar a vitória ou a ficar entre os primeiros lugares ano após ano? Não digo que não o mereça porque nota-se trabalho, mas chega a um ponto que dá para duvidar! Queria ver se existisse a hipótese de realizarem o voto cego sem os jurados saberem a quem pertencia a marcha que estavam a avaliar. 

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook