Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Apresento o Leitor e o Leitor!

  Neste canto de escrita resolvi dar espaço ao Leitor e ao Leitor, por nomes mais exatos, ao Leitor permanente de livros e imprensa nos tempos livres e por gosto e ao Leitor por obrigação, esporádico e por motivos tendencialmente profissionais.  Os dois não se conhecem, convivem no mesmo espaço mas ignoram-se e por vezes têm pensamentos horrorosos um do outro. Se um tem nos livros e imprensa uma boa companhia de entretenimento cultural, passando algum do seu tempo livre entre (...)

Quem está do outro lado?

Isto é tudo muito giro que por vezes nem nos damos conta do poder que um blog tem nas nossas vidas em certos momentos e também nas de quem está do lado de lá, enquanto leitores! Escrevemos, partilhamos, comentamos e refletimos, ficando por vezes surpreendidos por quem está do lado de lá, pelas pessoas que vão passando por este e outros textos publicados e que muitas vezes ao não sabermos quem são e onde estão, acabam por nos transmitir com uma certa regularidade mensagens (...)

Leitor insatisfeito

que texto mais sem interesse e ridiculo... -.- e você até publica coisas muito interessantes que gosto de acompanhar. Que poderia responder a isto? Nem sempre se consegue agradar a gregos e troianos, não é bem verdade? Se somente publicasse textos que interessassem a todos e mais alguns seria talvez o melhor blogger desta nação, não sei! Como não consigo omitir opiniões e deixar de ser ridículo, corro sempre o risco de não agradar algumas das vezes a determinados seguidores (...)

Guerra e Paz lança livros únicos

Novembro é o mês em que a editora Guerra e Paz lança para o mercado dois livros únicos e em edições bem especiais! O Bordel das Musas ou as nove donzelas putas, de Claude Le Petit e As Flores do Mal, de Fernando Pessoa, são as duas obras a que me refiro e passo já de seguida a explicar as razões de ambas serem assim tão especiais! (...)

O Leitor

Considerado pela crítica como um dos melhores livros alemães, O Leitor foi traduzido para pelo 39 línguas, tendo vencido vários prémios internacionais de literatura. Agora chegou a minha vez de ler esta obra de Bernhard Schlink e no final não consigo dizer que seja o tão aplaudido romance como é caracterizado por muitos! É bom, mas não é fenomenal! Preferências diferentes! Sem querer (...)

A ler... O Leitor

A meio de Abril fiz uma tripla encomenda através do site da Fnac onde aproveitei para comprar o livro O Leitor, um best seller internacional que também já foi adaptado ao cinema onde ganhou um Globo de Ouro, tendo ao mesmo tempo cinco nomeações para os Óscares. Agora chegou a (...)

Passatempo - Eu Sou Deus

Pedro Chagas Freitas é o autor da obra Eu Sou Deus, um livro que mostra como todos têm o direito de viver em liberdade ajudando a mudar o mundo dia após dia! Como O Informador quer que os seus leitores acreditem em si próprios para que consigam auto ajudar-se perante a sociedade e os fenómenos cada vez mais recorrentes do planeta, lanço aqui o passatempo ideal em parceria com a Chiado Editora (...)

Idade dos leitores d' O Informador

No final de Janeiro lancei o desafio aos leitores do blogue para revelarem a sua idade, ajudando-me assim a perceber qual a faixa etária onde se centram os visitantes d' O Informador! Com o final de Fevereiro chegou também ao fim o prazo para a questão estar online e disponível para receber os cliques de cada um! Eis os resultados... As minhas suspeitas confirmaram-se e embora andasse (...)

Promoções literárias

Assim de um momento para o outro comecei a ver que várias livrarias começaram a fazer promoções nos seus sites dia sim, dia sim! Será que a indústria dos livros anda em baixo ou é o contrário a acontecer e com isto dá-se o fenómeno do aumento das vendas, fazendo com que os leitores se entusiasmem e no lugar de um comprem dois ou mais livros de uma só vez?! É que desde o Verão que parece que todas as livrarias e locais que vendem livros online começaram a espoletar com (...)

Lerem O Informador ao meu lado

Não, já não me faz tanta confusão como no início. Porém tenho que confessar que se alguém estiver ao meu lado a ler o que escrevi n' O Informador, naquele dia ou em dias anteriores, que me faz um certo nervoso miudinho! Não é nada que me atormente e me deixe em estado deveras nervoso mas sinto-me talvez com um pouco de vergonha por estarem a ler aquelas palavras que escrevi, para poderem ser vistas por todos, mas a pensar que não o vão fazer mesmo ao meu lado. Isto é um (...)