Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

22
Abr15

Os Espelhos de Tükor em Passatempo

O Informador

Extra! Extra! Um passatempo com um livro juvenil chegou ao blog dando o pontapé de saída para os presentes que podem ir diretamente para os mais novos a partir deste canto de nome O Informador! Pela primeira vez em dois anos e meio de blogger irei oferecer literatura juvenil com a ajuda da Chiado Editora!

Assim sendo tenho um exemplar do livro Os Espelhos de Tükor, da autoria de Sara João Fonseca, para sortear pelos próximos dias entre os leitores do blog que participem neste passatempo!

Os Espelhos de Tukor.jpg

12
Jan14

I Love It, a série de que ninguém fala

O Informador

Surgiu como a nova aposta de ficção da TVI virada para o público juvenil, uns meses após o término da nona temporada de Morangos com Açúcar, só que quatro meses depois da sua estreia, I Love It continua a não dar cartas e o seu final já está previsto, ficando os episódios programados exibidos e sem a duração do formato ser prolongada como acontece com a maioria dos produtos do canal. Esta série arriscou e tem uma produção fora do vulgar em Portugal, no entanto o seu público alvo não foi conquistado e os seus resultados têm ficado aquém das expetativas... É caso para se dizer que I Love It é a série de que ninguém fala e vê!

Os atores, sejam consagrados, jovens ou adolescentes, já eram praticamente todos conhecidos do público, tendo dado cartas em outras produções televisivas, os autores já andaram a escrever novelas, séries e telefilmes, os elementos de produção são, na sua maioria, da casa, que é como quem diz, da Plural e o modo como o produto tem sido feito é inovador. O que faltou então a esta série para não ter conquistado os espetadores? Existem vários factores que podem servir como desculpa para este insucesso da série, mas há um que destaco com especial relevância.

O facto desta produção ser muito destinada aos jovens, que são os principais consumidores dos canais de Cabo, tem um peso bastante pesado nos valores alcançados pela série. O público alvo de I Love It estuda ou trabalha e quando chega a casa quer ver o seu programa preferido, que na maioria dos casos são séries internacionais, passando muito tempo também pela internet. Os dias de hoje já não são comparáveis aos do tempo das primeiras temporadas de Morangos com Açúcar, por isso o afastamento dos jovens da televisão generalista e neste caso desta série que lhes é destinada. Depois existe o facto de ser produzida a pensar numa faixa bem restrita de público e não conseguir atrair os pais e avós dos mesmos, afastando esses telespetadores da antena do canal aquando a sua exibição, ao contrário do que acontecia com os produtos anteriores que eram vistos por miúdos e graúdos.

Em Fevereiro terminam as gravações de I Love It e em Abril a série deverá ver o seu final a acontecer no ecrã... Se vai deixar saudades para a maioria do público que a vê? Não me parece!

Um pormenor relevante... I Love It não conseguiu alcançar o sucesso no nosso país, mas já soma nomeações para prémios e troféus internacionais por ser um produto inovador! Lá fora percebeu-se melhor o formato que por cá! Paciência!

10
Set13

I Love It, a estreia

O Informador

I Love ItA nova série juvenil da TVI já estreou com o nome de I Love It. Um primeiro episódio muito noturno que tornou este primeiro impacto com o produto em algo estranho. Prefiro conhecer personagens e ambientes com a luz do dia para os conseguir absorver melhor e aquela festa de apresentação tornou tudo muito baralhado e confuso. Poderia ter corrido bem melhor, no entanto posso dizer que fiquei convencido com o que vi e o segundo episódio conseguiu mostrar o que o primeiro escondeu!

Um modo de filmagem diferente do habitual no que toca a novelas e séries portuguesas e que consegue captar o outro lado das personagens, seguindo-as e não mostrando-as sempre de frente e através do seu melhor lado. Aqui as câmaras podem estar de frente, atrás, em baixo ou em cima das personagens, podendo até só captar uma parte do corpo, mostrando ao espetador que ali está uma pessoa que não tem de ser filmada na íntegra para existir.

Quanto às personagens centrais... Um grupo de cinco amigos bem diferentes entre si e com o pormenor de cada um ter um sotaque bem característico. Uma lisboeta, uma angolana e uma transmontana juntam-se a um açoriano e a um brasileiro e formam assim o grupo central desta série de final de tarde do canal de Queluz. Gostei da diversidade cultural que vai tentar ser mostrada e espero que não se fique só pela tentativa e com os sotaques e que se mostre mesmo os costumes, hábitos e opções que cada personagem tem devido à sua diferente educação e cultura.

Os bons e os maus, os cómicos e os sérios, pais e filhos, amores e intrigas, dramas e peripécias parecem estar presentes em I Love It. Um produto a que eu franzi um pouco o nariz quando foi anunciado por achar que iria assistir à continuação da série Morangos com Açúcar, no entanto e pelo que vi pelas primeiras cenas a evolução aconteceu e o patamar elevou-se.

Um texto que conseguiu absorver as conversas dos jovens, uma dinâmica de filmagem diferente, atores em geral bons, banda sonora a precisar de ajustes e uma promoção por parte do canal óptima e bem superior ao que andava a ser feito nos últimos tempos.

Gostei de I Love It e vou continuar a seguir esta nova série juvenil, embora o trio amoroso e o grupo dos cinco tenham sido os protagonistas desta estreia, existe muito para descobrir neste romance ficcional e nacional! Gostei disto!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook