Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

27
Fev17

Sócrates responde a Cavaco

O Informador

Hoje é o dia em que José Sócrates falará ao país para responder a Cavaco Silva. Quando um Gru entra em guerra de palavras por vontade própria com um filósofo não terá bons resultados!

A entrevista da resposta vem aí e não me cheira que este tema fique resolvido, bem pelo contrário!

20
Fev16

Recordar o Jornal da Manela

O Informador

Rádio Comercial e TVI criaram nova parceria para os mini concertos que andam a passar nos serões de Domingo inseridos no Jornal das 8 e que continuam depois na TVI24, intitulando o novo formato que será agora um programa em separado do informativo Estúdio24. Até aqui tudo bem! O giro é que na emissão da rádio alguns dos locutores revelam que esta nova aposta entre televisão e rádio irá para o ar após o Jornal Nacional, informativo célebre apresentado tanta vez por Manuela Moura Guedes e que terminou com a entrada na direcção de informação da TVI de José Alberto Carvalho e Judite Sousa. Será que a voz da Rádio Comercial ainda não percebeu que o Jornal Nacional já se foi há alguns anitos e que agora existe no canal que pertence ao mesmo grupo da sua rádio o Jornal das 8?! Erros do presente a lembrar a história da caixinha mágica!

11
Out15

Venerar Marcelo

O Informador

Certo que Marcelo Rebelo de Sousa rendeu bons números durante anos à TVI mas a veneração que acabou por lhe ser feita em direto na sua despedida enquanto comentador não é de todo normal. Como José Alberto Carvalho revelou no final da emissão de encerramento de contrato com o professor, o momento de homenagem não teve nada de ortodoxo dentro do principal espaço de informação do canal.

Venerar Marcelo foi o que muitos jornalistas e não só fizeram ao longo dos anos no canal, notando-se nitidamente que todos adoravam estar pelos serões de Domingo com o grande provável futuro Presidente da República, agora festejar a sua partida dos comentários semanais em direto para todo o país poderia ter sido feito mas não com tanta honra e circunstância. Uma entrevista com pequenos apanhados dos anos em que esteve no canal a partilhar muitas vezes bizarros momentos com os pivôs com quem foi trabalhando ao longo destes quinze anos poderia ter sido feita sem causar tanto alarido com convidados em estúdio. 

18
Dez14

Gala das Estrelas

O Informador

Por muito que se fale mal do canal que mais tem apostado no que é nacional, o que é certo é que quando chega o momento da Gala das Estrelas todos comentam porque vão espreitar o que os melhores estão a fazer pela noite mais natalícia da TVI. A festa da empresa é transmitida em direto para todos nós que ficamos a ver o melhor espetáculo do género transmitido no país, tal como Judite de Sousa afirmou em direto antes da grande noite do Casino Estoril.

Cristina Ferreira, Fátima Lopes e Manuel Luís Goucha foram os anfitriões de serviço, tal como tem acontecido pelos últimos anos, e ao longo das três horas de espetáculo vários foram os rostos a passarem pelo palco, ora com atuações, ora para falarem um pouco da Missão Sorriso e apelarem às chamadas telefónicas, desta vez por uma boa causa.

Rita Pereira, Alexandra Lencastre, Paulo Pires, Maria Ruef, Fernanda Serrano, Diogo Amaral, Jessica Athayde, José Alberto Carvalho, Leonor Poeiras, ..., todos os rostos que têm feito os melhores produtos do canal ao longo dos últimos anos estiveram presentes nesta gala que consegue reunir num só espaço os melhores dos melhores.

O público sabe onde um bom espetáculo de entretenimento é feito e concebido e é por isso que ano após ano, quer seja em aniversários ou pelo Natal os espetáculos que mais rendem junto dos telespetadores são os da TVI que conseguem deixar os concorrentes bem longe há vários anos. Todos percebem onde está a liberdade para brincar, reinando a espontaneidade, onde os apresentadores, jornalistas e atores se juntam a cantores e bailarinos para mostrarem que gostam e sabem brincar fora da sua área de conforto, sem terem que provar nada a ninguém.

Pelas redes sociais a #galadasestrelas esteve entre os assuntos do momento, provando que se fale bem ou mal, o que interessa é que falem. E quando se fala do que está a ser transmitido em televisão é porque se está a ver, não é bem verdade?

Vi e gostei, sendo um dos dias anuais que sempre gosto de ficar por casa para ver esta festa natalícia cheia de alegria e com uma boa missão por trás, a de ser solidário, com um simples gesto, uma chamada telefónica!

07
Jul14

Tragédia privada/pública

O Informador

A ver vamosEduardo Cintra Torres é o comentador regular das páginas do jornal Correio da Manhã, o diário que não tem deixado de lado a morte de André Bessa, filho da jornalista Judite de Sousa. Num pequeno texto bem explícito sobre as notícias que têm vindo a público pelo jornal para o qual trabalha, não está Cintra Torres a tentar passar paninhos quentes sobre o que de mal tem sido feito pelo Correio da Manhã nos últimos dias?

Já passou mais de uma semana sobre o momento do acidente fatal e a publicação continua a encher a sua capa e várias páginas com o mesmo tema. Ora são as últimas conversas com os amigos, o local do acidente, o telemóvel com que estava no momento, o álcool com que a festa foi regada, o apoio que Judite tem tido dos amigos e familiares... Já não chegou o momento de deixarem o assunto para ser tratado por quem de direito e dever tem de o fazer? A última notícia que li, acompanhada de imagens, foi a de que até um drone - veículo aéreo comandado à distância - foi usado para mostrar o local do acidente com fotografias. Um tema que tem de sair das páginas dos jornais e revistas porque há que respeitar a dor, sendo que a família não está disposta a comentar tal facto com a comunicação social, como é normal em tais situações.

Quanto ao texto acima mencionado pela imagem, o seu autor, Eduardo Cintra Torres, mostra os dois lados da moeda de uma figura pública, fazendo-me lembrar outros casos como a situação de Sónia Brazão, o escândalo da Casa Pia com Carlos Cruz, a morte de Carlos Castro, ... Mas aqui a situação é diferente! Existiu uma morte e não está a ser pedido ao dito jornal que faça notícias sobre o caso, querendo é que o mesmo desapareça das bancas para deixar o descanso aparecer para que aos poucos se consiga voltar à vida que se deseja e que os pais nunca irão conseguir atingir como antes. Não existem pedidos de informação pública, não existe nada para contar que possa ajudar a resolver um caso de morte por acidente! Não, aqui não existem famílias a falar para os jornalistas, não existe um julgamento público, existe um pedido de esquecimento social para o bem de todos!

O A Ver Vamos de Cintra Torres bem tenta desculpar o Correio da Manhã e percebo as suas palavras, no entanto não aceito as atitudes que a direcção e redacção do jornal têm tido pelos últimos dias!

04
Jul14

Jornalismo de merda

O Informador

Existem jornais nacionais que não valem um corno e quando é no momento de fazerem notícias sobre acontecimentos graves e familiares pelos quais as pessoas têm que enfrentar a dor, a dita imprensa de merda consegue fazer uma autêntica novela sem noção de que por detrás da noticia existem pessoas que sofrem e que precisam de descansar. Sim, falo das várias capas que o Correio da Manhã tem feito sobre a morte de André Bessa, o filho de Judite de Sousa.

Será que os jornalistas e direcção do jornal não têm consciência que o caso tem de ser esquecido e que, ao contrário dos jovens do Meco, os pais não querem ver a notícia da perda de um filho a fazer capas e a encher páginas pela imprensa? No acidente do Meco o caso deu pano para mangas durante vários meses por os progenitores e amigos das vitimas quererem saber e revelar publicamente o que aconteceu naquela fatídica noite. Desta vez isso não acontece e já está na altura de deixarem a família enfrentar o luto descansada e com os problemas que advém da situação. Não é necessário todos os dias ver capas, sempre da mesma publicação, com o mesmo tema, vasculhando a vida de todas as pessoas que estavam em torno de André Bessa e dos seus pais. As notícias do que é dito e contado por amigos e conhecidos têm de deixar de aparecer, as sucessivas capas para venderem mais uns exemplares só tornam a situação do dito jornal ridícula.

O Correio da Manhã tem-se tornado num jornal cada vez mais sensacionalista através dos seus títulos chamativos e com os acidentes e assassinatos a terem um grande destaque, mas há casos e casos e nesta situação consegue-se perceber que existe muito boa gente que só pensa no seu umbigo e em números na hora em que deixam de lado os pensamentos de que o mesmo pode acontecer entre as pessoas que conhecem e amam.

01
Jul14

Judite e André

O Informador

As palavras de uma mãe que viu a sua vida mudar em pouco tempo! Primeiro uma separação que a deixou sozinha mas sempre acompanhada pelo seu menino. Agora a perda do único filho, o André! Judite de Sousa, a jornalista e diretora de informação da TVI deixou uma carta pelo seu mural de Facebook onde revela a dor e os múltiplos sentimentos deste momento pelo qual foi obrigada a passar!

Perdi o meu filho. O meu único filho. A luz que dava sentido à minha vida. O meu santo que tantas alegrias me deu. Bom filho, bom estudante, inteligente. Com uma carreira de sucesso. Não sei como vou ultrapassar esta dor. O que sei é que uma parte de mim morreu com o meu André. Interrogo-me sobre o sentido da minha vida. As minhas escolhas, a minha vida focada no trabalho, na escrita, tendo sempre presente que o meu filho era quem mais se orgulhava do que eu fiz e construí ao longo da minha vida. Fiz tudo para que nada faltasse ao meu André, mas não consegui salvar-lhe a vida. Um fracasso e uma tragédia. Estranha vida a minha! Realizada profissionalmente, dramática pessoalmente. O último ano foi penoso. Apenas existía o meu André que me dizia muitas vezes: " Mãe, não vais ficar sózinha". E eu acreditava. Acreditava. Eram palavras ditas pelo meu filho, um jovem ponderado e sensato. 

Esta conversa vai longa. Pretendo apenas, por este meio, agradecer as muitas mensagens e emails que recebi nas últimas 48 horas. Nâo tenho palavras para expressar a minha gratidão. A todos. Do fundo do meu coração.

Não existem palavras de reconforto neste momento para um mãe que tem de ver o seu filho partir por razões inaceitáveis!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook