Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

09
Set14

Os novos Jardins Proibidos

O Informador

Há catorze anos uma das primeiras novelas nacionais de maior sucesso estava a ser transmitida com os jovens protagonistas Pedro Granger e Vera Kolodzig a fazem furor no pequeno ecrã e fora dele. Hoje os dois já consagrados atores voltam a estar juntos na continuação da história que protagonizaram, numa nova trama recheada de encontros, amores e muita complicação!

Não assisti em direto ao primeiro episódio da renovada temporada da novela Jardins Proibidos, no entanto assim que cheguei a casa recorri à gravação do primeiro episódio para perceber que o sucesso de outros tempos está de volta e em força. Com parte do elenco antigo e muitos novos rostos para transformar esta novela numa fresca produção com histórias de jovens adultos a serem o grande destaque, o enredo parece estar composto para conquistar o coração dos telespetadores.

Com um genérico nostálgico com o mesmo tema, em versão atualizada, de Paulo Gonzo, uma imagem excelente e uma banda sonora romântica, as novelas com o cunho de José Eduardo Moniz estão mesmo de volta ao ecrã da TVI! Adorei e acredito, pelo menos a julgar no sucesso que esta estreia teve junto do público pelas redes sociais, que os grandes resultados da ficção nacional estão de volta, reforçando a liderança do canal.

O primeiro episódio revelou um bom arranque onde todas as personagens têm algo a revelar para surpreenderem ao longo dos próximos tempos, agora resta a equipa de guionistas, orientada por Manuel Arouca e José Eduardo Moniz, não desiludir e conseguir manter o interesse conquistado no primeiro impacto, catorze anos depois!

Os Jardins Proibidos inspiraram muitas histórias há mais de uma década atrás! Agora que estão de volta de forma tão romântica e com as melhores paisagens do nosso país a serem reveladas ao mundo, não existirão dúvidas que Portugal estará de novo rendido à história da Vera e do Pedro, ou melhor da Teresa e do Vasco!

22
Jul14

Moniz chegou, viu e venceu

O Informador

Há poucos meses atrás tornou-se notícia de que José Eduardo Moniz estava de volta à TVI como consultor para a ficção nacional, na altura revelei que este regresso do capitão ao barco que levou a bom porto ia dar os seus frutos. Agora, poucas semanas depois de as novelas em que já colocou as mãos terem sido modificadas com as suas ideias, a direcção do canal só pode estar a bajular o marido de Manuela Moura Guedes.

Tirando o facto de que Belmonte tinha tudo o que podia ser bem feito consigo, estando só entalada entre dois produtos mais fracos, não conseguindo assim dar nas vistas sozinha, esta novela escapou às ideias de Moniz e não teve qualquer alteração na sua história, correndo tal e qual como estava planeada até ao final das gravações e fazendo o seu bom percurso, agora com duas ajudas consistentes do seu lado.

Agora o que se destaca mesmo é o bom trabalho que o ex-diretor geral da estação de Queluz tem feito com a novela O Beijo do Escorpião. Quando a trama protagonizada por Dalila Carmo e Sara Matos arrancou com as suas gravações foi apresentada como a novela que iria mexer com a ficção nacional, tendo tal ficado pela ideia. Não é que não tenha tido uma boa história inicial, no entanto faltou sempre algo na novela que puxasse pelo público, isto até chegar José Eduardo e reunir várias vezes com os seus autores, atores e equipas de produção. Em pouco mais de dois meses depois desde que começou a trabalhar com a equipa da primeira novela da noite da TVI Moniz conseguiu fazer com que a mesma chegasse alguns dias à liderança sobre a novela da SIC, Sol de Inverno, sendo que agora a liderança anda mais pelos lados da trama de Queluz, deixando a novela de Carnaxide, o que há meses não acontecia, para trás. O Beijo do Escorpião precisava de mudanças e de ter assuntos que fizessem com que o público falasse e comentasse entre si os acontecimentos do último episódio e isso tem acontecido, estando agora a novela a liderar a maioria dos dias fase à sua concorrente direta. O que dizer sobre este facto? Moniz chegou, viu e venceu!

Além de Belmonte e O Beijo do Escorpião existe ainda o facto da novela da meia-noite, Mulheres, ter tido desde o início da sua escrita a visualização de Moniz. A novela foge da típica história novelesca, sendo um produto completamente diferente do que se tem feito em Portugal, estando talvez mais ao nível das séries internacionais viradas para o público feminino, onde os dramas das protagonistas persistem e fazem com que a história se aproxime do seu público alvo. Nota-se em Mulheres que existe a mão do consultor de ficção do canal, percebendo-se que o trabalho tem sido bem feito, sendo que a novela tem levantado os valores de um horário que estava a ser perdido desde o final do último reality show. Mais uma vez Moniz percebeu o que era necessário para aquele horário e fez a aposta certa, escolheu o seu elenco perfeito e tem feito sucesso.

Com pouco tempo a colaborar com o canal que relançou e que levou até à liderança há mais de cem meses atrás, José Eduardo Moniz percebe de ficção como ninguém no país e consegue analisar o que é pedido do outro lado do ecrã. O resultado, esse está à vista de todos e a liderança no horário nobre já pertence de novo ao canal que perdeu tal estatuto há uns meses atrás quando se deixou encostar à sombra da bananeira. A TVI nunca perdeu a liderança no total do dia desde que começou a liderar, no entanto ao serão deixou escapar os seus bons trunfos que aos poucos estão a regressar ao canal.

O futuro pertencerá à continuação da novela Jardins Proibidos, que está a ser preparada com todos os cuidados e detalhes para atingir um sucesso que há muito não acontece pelo nosso país, existindo uma outra novela já a ser preparada para fazer brilhar várias estrelas do canal e levar o público a continuar a reapaixonar-se pelas tramas que tão bem são escolhidas pelo homem que sabe fazer televisão em Portugal.

José Eduardo Moniz chegou, viu e venceu! O que pedir agora? Que continue o seu bom trabalho a bem dos bons produtos de ficção nacional!

13
Mar14

Baião, Herman e Moniz

O Informador

No espaço de pouco mais de uma semana três notícias foram reveladas pela imprensa e já aparentemente confirmadas pelas direcções dos canais televisivos que fizeram contratações de peso para as suas empresas. Se a TVI chamou José Eduardo Moniz para amparar o estado da ficção do canal, a SIC quer melhorar as suas tardes e roubou João Baião à RTP, que por sua vez quer colocar Herman no ar diariamente pela hora do lanche. Três homens sonantes do mundo televisivo a serem a notícia e O Informador a comentar!

Começando por Moniz! O seu percurso pelo mundo televisivo foi notável e a sua saída aconteceu num período conturbado e já esperado, agora dá-se a reentrada à casa que relançou e tornou líder e é caso para se dizer que é o regresso a quem de dever ao seu lugar de onde não deveria ter saído. José Eduardo Moniz não voltou à TVI como diretor, sendo apenas um conselheiro sobre a ficção nacional que irá ser produzida daqui para a frente pelo canal, mas saber que o ex-diretor voltou a casa e tem uma palavra a dizer sobre as novelas, séries e filmes nacionais que irão ser transmitidos pela grelha da estação é uma boa notícia. Moniz sabe fazer televisão como ninguém, fez mexer um canal que estava em terceiro e que foi colocado em primeiro onde tem continuado e, agora que o horário nobre, muito dependente das novelas, tem sofrido com os erros do passado, o capitão voltou a ser chamado para salvar e remendar o barco que levou a bom porto.

João Baião foi o grande rosto do Big Show SIC na década de 90 e posteriormente chutado para canto pelas sucessivas direcções da SIC, até que a RTP recrutou o apresentador para apresentar os seus talk shows diários, lançando-o num formato que não era o seu. Com provas dadas na conversa, com uma boa disposição ímpar e carinho do público, Baião agora voltou a ser convidado para voltar ao canal onde teve o seu pico de popularidade e as tardes estão-lhe destinadas para que a animação reine. Se foi uma boa aquisição? Foi! Se era necessário chamar alguém de outro canal para tentar levantar o horário onde Conceição Lino não pia? Existiam boas opções dentro dos quadros do canal de Balsemão, só que parece que a atual direcção não deverá achar o mesmo e prefere colocar tudo pela prateleira e chamar as estrelas dos outros. Uma boa aposta que não irá mudar o atual estado da situação, tal como João Paul Rodrigues não fez nem um belisque nos seus colegas do canal do lado quando se juntou pelas manhãs a Júlia Pinheiro. Não era necessário ter João Baião pela SIC, mas a Julinha e a Gabriela lá saberão!

Finalmente, a vontade da RTP em colocar Herman José a apresentar um programa diário nas tardes do canal! Será que isto é mesmo verdade ou não passou de um sonho tornado público pelo senhor diretor? Herman não tem minimamente o perfil de apresentador de que o público do canal gosta para ver num programa diário ao longo da tarde. Tem imenso talento para a comédia e é um dos melhores apresentadores da nossa televisão, mas não para estas ideias absurdas onde se querem ver formatos com animação, conversa, música, mas nada com o estilo com que Herman se tem celebrizado. A confirmar-se será a verdadeira aposta ao lado, eles lá saberão!

Moniz, Baião e Herman, três nomes que fizeram a história da nossa televisão e que voltam a ser notícia por continuarem a fazer com que o mercado do audiovisual mexa e fique em sobressalto!

09
Out13

TVI acorda para a ficção

O Informador

Finalmente e depois de algum tempo de desalento, a direcção da TVI voltou a acordar e percebeu que é na ficção que tem o seu produto forte e onde tem que andar com todos os cuidados para não estragar o que conseguiu fazer ao longo dos últimos anos.

Tenho gostado de ver o tratamento que o canal tem dado ao seu mais recente sucesso, Belmonte. Além de estar a ser transmitida no mesmo horário desde que estreou, ainda tem tido a sorte de ver os seus episódios a serem bem promovidos ao longo do dia, tendo até tido direito a um resumo das duas primeiras semanas. Há muito que já não se via tal tratamento a uma novela e isso é de louvar, ainda para mais porque estamos perante um bom produto, que tem feito as delicias do público, que não gosta de ver trocas e baldrocas com as suas novelas pelos horários.

A par da estima que parece acontecer dentro da TVI para com Belmonte, também aplaudo o facto de terem dado novo destaque à quase infindável Destinos Cruzados. A novela estreou no primeiro horário, depois sofreu e andou a saltitar entre as 21h30, 22h30 e 23h30, até que voltou ao seu lugar e agora dando colada à mais recente aposta, voltou a ter o seu público, que embora cansado do produto que já deveria ter terminado há umas semanas, consegue manter o interesse de quem o vê.

Secret Story - Casa dos Segredos este ano chegou com a sua quarta edição, só que ao contrário do que aconteceu no passado, desta vez o formato não é a grande aposta de horário nobre do canal. Os diários da casa dão ao final da tarde e ao final da noite, não estragando as novelas que estão no ar ao longo de todo o ano e não só por três ou quatro meses, como é caso do reality show.

A ficção este ano voltou a ganhar força na TVI, mas é importante realçar que isto só aconteceu porque a SIC se impôs durante vários meses com as suas Dancin' DaysGabrielaAvenida Brasil. Agora que os sucessos da SIC/Globo chegaram ao fim, o canal de Queluz, outrora dirigido por José Eduardo Moniz, voltou a perceber o que o público quer ver na sua antena e tem tido o cuidado de fazer boas apostas, cumprindo com horários e promovendo os seus produtos.

Assim sim, dá gosto poder ficar depois do jantar a assistir a um bom produto de televisão... Belmonte! Espero que a aposta na ficção não se fique por aqui e que os próximos meses venham a mostrar que é por este caminho que o canal vai voltar a entrar, colocando os programas da vida real para segundo plano, sem necessitar de os retirar do ar!

21
Abr13

Big Brother VIP

O Informador

Treze anos já passaram desde a estreia dos reality-shows em Portugal pela mão de José Eduardo Moniz, TVI e Endemol. Agora o formato inicial está de volta com várias modificações e com os famosos à mistura. Um embrulho que promete dar melhores resultados que os anteriores programas do género feitos com anónimos que se tornaram conhecidos de todos nós.

Depois de várias edições de Big Brother, Big Brother Famosos, Quintas das Celebridades, Primeira Companhia, Circo das Celebridades e Casa dos Segredos, passando outros pelo meio, a direcção da estação de Queluz voltou a pegar no famoso «grande irmão», juntar-lhe as regras das novas edições do mesmo que têm feito sucesso mundialmente e vai voltar a dar aos seus telespectadores este formato que lhe garante boas audiências na certa.

Os nomes dos concorrentes têm sido o falatório por toda a imprensa nas últimas semanas e o elenco final está escolhido. Embora se comente por aí que estes famosos que vão passar a entrar nas nossas casas não são vip's, o que é certo é que eles são polémicos. O que se dirá de Carolina Salgado que tanto já deu que falar depois do seu divórcio com Pinto da Costa? E Zezé Camarinha que onde vai gosta de dar que falar e de se fazer notar? Também Nucha e Carla Baía já apareceram tanto pela imprensa nacional com notícias bem crocantes para os leitores!

O que foi feito neste casting de famosos foi escolherem pessoas que já deram muito que falar, juntando-lhe um elenco mais jovem e bonito e outras pessoas que gostam de dar nas vistas... O resultado que poderá sair daqui é a polémica que está praticamente garantida!

Se com anónimos os programas deste estilo dão que falar, com estes famosos que gostam é de aparecerem e serem falados melhor ainda. É certo que nos primeiros dias vão ser todos amigos e viverem com uma melhor harmonia que os anónimos, mas depressa isso passa e estas caras já conhecidas começam a mostrar as suas verdadeiras garras porque viver com as câmaras sempre apontadas não ajuda nada a disfarçar o que há de mal em nós durante muito tempo, só mesmo no início enquanto se disfarça.

Teresa Guilherme já esfrega as mãos de contentamento porque se com a Casa dos Segredos teve no topo, agora acredito que o que foi feito anteriormente vai ser superado nos próximos meses. Bem-vindo, Big Broher VIP!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook