Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Uma Vida Entre Marés | José Rodrigues

Porto Editora

BB432521-8678-4A7C-90E2-29B8955D833C.jpeg

Título: Uma Vida Entre Marés

Autor: José Rodrigues

Editora: Porto Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Maio de 2022

Páginas: 256

ISBN: 978-972-0-03483-0

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Naquela praia, entre ventos e fios de areia, ouvia-se a palavra amor...

Num quotidiano sem sobressaltos, Sofia divide o seu tempo entre a vida profissional e a dedicação a Leonor, a filha adolescente.

Quando Edgar, ex-marido de Sofia e pai de Leonor, reaparece determinado a reconquistar o coração da filha, regressam também os fantasmas do passado, marcados pelo vício do jogo e pela consequente perda de tudo o que Sofia herdara dos pais.

Entre o passado feliz vivido à beira-mar e o presente que ameaça a paz entretanto reencontrada, Sofia depara-se com uma nova e dolorosa luta pela felicidade. No momento em que as forças ameaçam faltar, o mar parece querer devolver-lhe o mundo perfeito da sua juventude, quando a amizade e o amor se uniam de forma intensa, muito antes da chegada de Edgar à sua vida…

 

Opinião: Vidas que se enfrentam perante os maiores problemas que lhes possam ser impostos com a perspetiva de que existe sempre um ponto positivo para seguir em frente e acreditar que é possível renascer no que parece perdido. Em Uma Vida Entre Marés o leitor é convidado a conhecer Sofia, uma nutriocionista divorciada e que tem aos seus cuidados, de forma exclusiva, a filha Leonor. Com Sofia ficamos a saber que existe no passado um casamento fracassado pelo vício do jogo e onde viu a conquista familiar que lhe foi deixada por herança ser-lhe tirada por acreditar na pessoa que se deitava ao seu lado ao longo de anos, Edgar.

Nos dias que correm encontramos esta mulher solitária que segue o seu dia-a-dia em redor do trabalho, de onde passou de empresária a empregada, e da filha que sempre tenta proteger. No entanto a dado momento Edgar regressa e procura Leonor para reconquistar os laços que deixou para trás durante vários anos. Estará Sofia preparada para dividir a atenção da filha com um homem que as abandonou e retirou tudo após vários anos de afastamento?

Dias de Outono | José Rodrigues

Porto Editora

Dias de Outono

 

Título: Dias de Outono

Autor: José Rodrigues

Editora: Porto Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Setembro de 2020

Páginas: 304

ISBN: 978-972-0-03339-0

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Os dias de Miguel são divididos entre a intensa atividade profissional e o apoio a Teresa, a sua tia, institucionalizada com uma doença irreversível. Na família encontra o conforto dos seus dias agitados, com Catarina e os filhos André e Tiago.

As alterações recentes na administração do banco onde trabalha, a degradação do casamento e os problemas vividos pelo filho adolescente levam Miguel a questionar as opções de vida. Ao mesmo tempo, retoma as memórias mais antigas, incluindo a sua vila no interior e a casa onde nasceu e viveu, criado por Teresa, num ambiente de permanente felicidade.

Quando o mundo de Miguel parece desabar, passado e presente unem-se numa longa jornada de salvação e de mudança de prioridades, onde o amor se transforma no principal caminho para a reconstrução da felicidade, mesmo quando a perda e a saudade pareciam não querer dar tréguas…

 

Opinião: A escrita de José Rodrigues fascina pela sua simplicidade com que descreve cada personagem e momento pelo qual estão a passar. Chamando temas bem atuais da sociedade, o autor não falha no aproximar as suas criações de forma emotiva ao leitor que se deixa facilmente conquistar por cada um sem criar embaraços porque na verdade todos têm pontos positivos a transmitir a quem pega num livro e simplesmente quer viajar por uma história simples e neste caso com as raízes nacionais como pano de fundo. 

Após ter lido e ter ficado rendido aos romances O Tempo nos Teus Olhos e O Rio de Esmeralda, desta vez foi a vez de Dias de Outono de me acompanhar por uns dias através de uma história tão real como qualquer outra, contada de forma emotiva e focando temas como o álcool e as drogas entre as influências na adolescência, a balança que tanto pesa entre um casamento perfeito e o foco total na carreira, a perda e as conquistas, fundamentando bem perto do final a perceção de que nem tudo vale a pena se não existe felicidade por trás dos sacrifícios que são gerados pela ambição. 

De forma rápida posso revelar que este romance nos dá a conhecer a vida de um casal, Miguel, um banqueiro de sucesso, e Catarina, a médica em ascensão entre os seus pares profissionais, e dos seus dois filhos, André e Tiago, ambos a sair da adolescência. Tudo parece bem na forma como os conhecemos primeiramente, mas a situação não é bem essa. Entre problemas de Tiago perante más influências e o afastamento pelo trabalho do casal a rotura acontece, as preocupações aumentam e a vida da cidade deixa de fazer sentido para Miguel que recupera o seu passado para ao mesmo tempo ajudar a salvar o filho de um futuro menos bom. Quatro vidas feitas de mudança necessária para que todos entendam que casamentos não são eternos quando não se dá o devido valor ao outro e a atenção necessária aos filhos. Tudo muda, o leitor é convidado a conhecer a ruralidade do nosso país, o que o autor tem feito brilhantemente em todos os seus romances, e a deixar-se levar pelos encantos de uma aldeia tão tradicional, com gente boa a circular em torno da nova vida deste homem que percebe a bom tempo de que é necessária uma mudança na sua vida para se voltar a ser feliz.

Citações | 35 | Triste Saudade

saudade.jpg

 

O amor não é uma coisa triste, a saudade pode ser. Quando se ama, a alegria chega sempre, até sem se saber de onde e mesmo que não se seja amado. Já a saudade, quando traz tristeza, sabe-se de onde vem, mas nunca se sabe quando parte. Talvez nunca chegue mesmo a partir. 

José Rodrigues, em O Tempo nos Teus Olhos, editado pela Coolbooks

O Rio de Esmeralda [José Rodrigues]

o rio de esmeralda.jpg

Autor: José Rodrigues

Editora: Coolbooks

Edição: 2ª Edição

Lançamento: Agosto de 2017

Páginas: 250

ISBN: 978-989-766-138-9

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: «O tempo não apaga tudo, sobretudo quando no tudo está incluído um grande amor.»

Esmeralda e António viveram, em jovens, um amor profundo, bruscamente interrompido quando Esmeralda se vê forçada a abandonar a aldeia onde ambos viviam. Os jovens prosseguiram, entretanto, as suas vidas, felizes com o que o destino lhes proporcionou.

Quando ambos estão já na idade madura, a inauguração de um empreendimento turístico na aldeia é o pretexto ideal para o reencontro há muito desejado. Sentimentos há muito esquecidos voltam à superfície, mais fortes do que nunca, e o que antes era desvio parece ser agora o melhor dos caminhos. Entre a doçura da memória e a realidade do presente, a escolha nem sempre é linear…

 

Opinião: O Rio de Esmeralda é logo à partida daqueles romances que com a sua descrição simples e suave consegue atingir a perspicácia junto do leitor para que este siga em frente na descoberta de duas vidas que cresceram juntas mas que o destino separou. 

Boa e rápida explicação de um passado livre, ligado à família e que leva a mudanças que fizeram Esmeralda, a protagonista, alterar o rumo de vida que a levou até ao atual presente, longe da terra que a viu nascer e sem as suas raízes consigo. No presente vive da recordação de um passado, olhando e recuando no tempo onde a atualidade a transporta para memórias de outros tempos, através de parecenças, cheiros, expressões, nomes... No final de contas o passado nunca ficou para trás e arrumado, permanecendo no dia a dia de Esmeralda, em família, no trabalho e com os amigos da cidade que foi conhecendo com o tempo e após ter colocado um ponto que no final de contas não foi final para com a sua vida de menina crescida na aldeia. As pessoas do passado num local onde não quis mais voltar quando se viu sozinha no Mundo desapareceram da sua vista mas continuaram a marcar presença no pensamento que coabita com a solidez do presente. 

Mostrando um passado longínquo e bem real, a história de Esmeralda cruza-se com a de António logo à nascença e daí em diante as duas crianças da aldeia não mais se largaram durante os primeiros vinte anos de cada um. Aos quarenta existirá espaço para se voltar atrás e remendar o que ficou por resolver?

Atual leitura... O Rio de Esmeralda [José Rodrigues]

o rio de esmeralda.jpg

Há uns tempos o grupo Porto Editora lançou a editora Coolbooks para dar espaço a novos autores que queiram ver as suas obras lançadas para o mercado, fazendo-se assim um pouco o teste para com os nomes que podem vingar no futuro literário. Foi pela experiência e por querer experimentar algo novo que decidi que o livro O Rio de Esmeralda deveria ser uma boa oportunidade para iniciar a minha leitura por estas apostas. E é assim que esta narrativa, da autoria de José Rodrigues e com imagem de Sara Augusto, me fará companhia por algumas horas, poucas, quase que aposto, porque o que já deu para ver a leitura desta obra será fácil e rápida dada a forma de escrita que o autor adotou. Parece-me, numa análise rápida e com base pelas primeiras páginas, que O Rio de Esmeralda poderá ser o primeiro de muitos lançamentos que o autor poderá ter pela frente, mas daqui a uns dias conto-vos tudo!