Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

09
Mar16

Tempo de Partir

O Informador

tempo de partir.jpg

Autor: Jodi Picoult

Data: Abril de 2015

Editora: Editorial Presença

Número de páginas: 440 páginas

Classificação: 4 em 5

 

Opinião: A minha estreia nas obras de Jodi Picoult não podia ter corrido melhor. Com Tempo de Partir viajei e acima de tudo fiquei a conhecer parte da vida de uma comunidade de elefantes, que até aqui desconhecia. 

Numa obra recheada de emoção o principal protagonista é a figura do elefante que surpreende porque é dada a oportunidade ao leitor de ficar a conhecer como um animal selvagem vive de forma tão consciente como os humanos. Os verdadeiros sentimentos do animal, a protecção dentro da comunidade, a ligação entre progenitora e cria, o nascimento e partida e o elo que por vezes é criado com os outros seres vivos que podem ao mesmo tempo ser uma verdadeira ameaça. Tudo é contado de forma surpreendente em Tempo de Partir sobre os elefantes, conseguindo as palavras relatadas por Jodi comoverem ao ponto da vontade de adotar um ser pesado surgir. Como por vezes um elefante consegue surpreender a tal ponto de criar situações tal complexas que nem um humano as consegue superar por mais intuitivo que seja. A força, a vontade, a vida, a perda e o amor refletido na protecção, no choro e na presença. 

Tudo isto é contado através dos diários de bordo de Alice, uma observadora, pesquisadora e tratadora de elefantes que da selva para recintos fechados de acolhimento de elefantes consegue relatar passo a passo a vida dos seus animais. É com a vida de Alice que somos convidados por Jodi a viajar no tempo, percorrendo países e conhecendo comunidades que vão mostrando como a vida de um animal de tão grande porte mete a nossa a um canto. Jenna, a filha perdida de Alice, é parte importante da história por procurar a presença da sua progenitora ao mesmo tempo que vamos refletindo na perda das crias dos protagonistas de toda esta história. Destemida e com vontade de conquistar o que lhe foi tirado, a jovem Jenna vai à luta, aliando-se a uma médium e a um ex-inspetor para que as buscas consigam chegar a bom porto. Conseguirá a adolescente encontrar Alice ou a história revolta-se como uma mãe elefante quando vê a sua cria partir?

26
Jan16

Atual leitura... Tempo de Partir

O Informador

Há uns dias lancei o desafio para me ajudarem a escolher a próxima leitura, agora que a vou iniciar tenho de revelar a vossa preferência dentro do lote disponível!

Eis que foi a obra de Jodi Picoult, Tempo de Partir, a ganhar a corrida entre as onze obras disponíveis no momento para poderem ser eleitas como a próxima leitura. Confesso que nunca li nada da autora, mas por estes dias tenho ouvido e lido bons comentários acerca das suas obras, começando a ficar curioso com esta narrativa que alcançou o top do New York Times Bestseller. 

10
Jan16

O que ler agora... Janeiro

O Informador

A meio de 2015 recorri aos serviços bem prestados dos leitores do blog para seleccionar a minha próxima leitura dentro dos livros que tenho em fila de espera aqui por casa! Agora gostaria de repetir a proeza e avanço aqui com um novo «O que ler agora...», de Janeiro para deixar nas vossas mãos a obra que irei ter como companhia daqui a uns dias! É só escolher!

15
Jul15

O que ler agora... Julho

O Informador

Há umas semanas lancei o desafio para me ajudarem a escolher que livro ler a seguir. Agora e porque a primeira experiência com a vossa ajuda correu bem, volto a socorrer-me das vossas escolhas para eleger a minha próxima leitura!

Neste momento tenho dezoito livros em espera, todos na lista que se segue e da qual só terão de seleccionar um. O mais votado será anunciado no dia em que terminar de ler Sapatos Italianos, de Henning Mankell, sendo assim o meu próximo companheiro literário! 

Vá, escolham bem e sejam amigos!

14
Jul15

Ganhei e chegou!

O Informador

Tempo de partir.JPG

A semana passada já tinha contado que além de ter ganho o livro Não Sou Esse Tipo de Miúda, destinado maioritariamente ao público feminino, também já tinha outra obra a caminho via correios. E eis que quase uma semana depois de saber que o meu prémio ganho pelos passatempos do jornal i já tinha sido enviado, a entrega é feita com um mau serviço dos funcionários dos ctt. 

Então não é que o carteiro que distribui as encomendas deixou pela segunda vez o envelope, que não é assim tão discreto e pequeno, em cima do muro onde está a caixa de correio, pronto para que qualquer pessoa que passe o possa levar consigo? Pelo menos tentava colocar no chão, no interior, ou entregava a algum vizinho que estivesse por perto. Agora deixar no muro para o envelope poder ganhar novo destinatário de forma gratuita é que é estranho. Mas ok, é com pessoas assim que andam a ocupar lugares onde tantos outros fariam um melhor trabalho!

Passando ao que interessa, o livro! Da autoria de Jodi Picoult, autora que ainda não conheço, este romance tem como mote a procura de uma filha, Jenna, da sua mãe que terá desaparecido sem deixar rasto uns anos antes. Contratando uma dupla improvável para a ajudar na procura da sua progenitora, Jenna começa assim uma aventura retratada num «dos melhores livros do ano», como avança a Amazon.com.

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook