Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

sveva-casati-billboard

Gente Que Não Sabe Estar já estreou

21
Jan19

Gente que não sabe estar.png

Ao contrário dos receios que tinha sobre o regresso de Ricardo Araújo Pereira ao ecrã da TVI com um novo programa de humor sarcástico virado para a política, a estreia surpreendeu-me pela positiva, mostrando que desta vez sim, o RAP português conseguiu ir de encontro ao que realmente o público quer ver e não entrar em modo bem mais filosófico para conquistar somente uma minoria. 

Gravado no palco do Teatro Villaret e contando com Cátia DominguesManuel CardosoJoana MarquesGuilherme Fonseca, Cláudio Almeida, Miguel Góis, José Diogo Quintela e o famoso Insónias em Carvão no lote de humoristas residentes deste projeto, Ricardo Araújo Pereira é um género de pivô que critica e faz-se apoiar dos seus companheiros de bancada para dar várias achegas ao governo e diversos partidos que começam agora a preparar as suas candidaturas às próximas eleições. 

António Costa, Assunção Cristas e o seu arroz de atum na sua aparição n' O Programa da Cristina, os serviços públicos do genro de Jerónimo de Sousa, entrevistas bizarras e debates entre os vários partidos onde ninguém se entende até surgirem assuntos polémicos de que todos se querem desmarcar, Ricardo Araújo Pereira com o seu bom toque de humor arrasa a política, comenta, brinca e goza com as notícias que vão surgindo à semana, fazendo ao mesmo tempo um pouco de futurologia, e sempre com o cuidado de não ser brejeiro como a maioria dos comediantes que andam por aí. Existe humor e humor e aqui encontramos um caso de humor gourmet com um só nome, Ricardo Araújo Pereira. 

Coitadooooooo do Costa!

27
Jan16

António Costa prometeu tudo e mais alguma coisa assim que assumiu o cargo de Primeiro-Ministro, agora a Comissão Europeia faz o que já era previsível e estava à vista. O Toninho não pode dar tudo e mais alguma coisa quando estamos a seguir uma linha de cortes orçamentais e com as contas a ficarem equilibradas.

Bem que estava à vista antes das eleições que a esquerda ao vencer iria dar barraca. Quiserem assumir o comando do país e agora estão com a Europa à perna devido às ideias de bem-feitoras que têm tido em tão poucas semanas. 

Vá, Toninho, agora voltas atrás com as tuas vontades idealistas e terás os bloquistas e os comunistas a torcerem-te a orelha dia sim, dia sim!