Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

O IVA foi e voltou!

IVAUCHER

Informo aqui que já me encontro a receber o valor do IVAucher que fui acumulado até ao último dia de Agosto em pagamentos com contribuinte em restauração, cultura e livrarias. Por estes dias de Outubro já fiz despesa na restauração e já comecei a receber metade dos valores gastos agora através do saldo que tenho disponível neste sistema que o nosso Governo elaborou para supostamente ajudar os serviços que mais foram afetados pela pandemia. 

Obrigado António Costa e seus companheiros de viagem política pela criação do IVAucher e por mostrarem que o sistema Simplex afinal resulta e que ao longo dos últimos anos tem sido melhorado para que com simples cliques se consiga perceber que tudo está a ser feito de forma acessível e com ligações e simplicações de cliques que outrora não era possível. IVAucher a funcionar e os valores pagos a serem restabelecidos aos poucos onde devem estar, na minha conta bancária. 

IVAucher em Destaque

finanças ivaucher.jpg

O novo programa público que pretende beneficiar os setores do alojamento, cultura e restauração, convidando os consumidores a reutilizarem mais tarde o valor do IVA gasto agora nesses mesmos setores foi lançado, está a ser pouco divulgado, mas não deixei passar o tema sem o comentar no blog e com isso consegui que a equipa do Sapo me presenteasse com um Destaque do texto que se encaixa dentro do departamento de Finanças, Chegou o IVAucher.

 

Chegou o IVAucher

IVAucher

Dia 01 de Junho de 2021 assinalou o arranque do programa público IVAucher, onde os setores do alojamento, cultura e restauração vão sair beneficiados e ajudar os consumidores a poupar. Segundo a explicação tornada pública, o IVAucher pretende estimular o consumo nestas três áreas que foram bastante afetadas nestes tempos de pandemia. 

A intenção será acumular o valor do IVA nestes três setores e depois poder gastar esse mesmo valor mais tarde. Numa primeira fase, de 01 de Junho a 31 de Agosto, os consumidores vão acumular o valor nestes três setores se pedirem NIF no ato das compras. Na segunda fase, ao longo do mês de Setembro, teremos de validar as faturas para se apurar o valor que poderá ser utilizado de 01 de Outubro a 31 de Dezembro nos três mesmos setores - alojamento, cultura e restauração - num limite de 50% por compra. Ou seja, primeiro pagamos o IVA, depois confirmamos para poder reutilizar o total do valor gasto em futuras compras e em metade do valor das faturas dentro dos setores permitidos na campanha. 

A acumulação do valor é feita de forma automática e depois será necessário, na fase de aprovação, visitar o site do IVAucher ou no Portal das Finanças, existindo também a aplicação do IVAucher onde tudo pode ser visto e explicado, havendo ainda a possibilidade de adesão num operador de pagamentos Pagaqui espalhados pelo país para a possível validação ser feita dentro do prazo. 

Espétaculos com IVA reduzido a 6%

teatro cultura iva.jpg

A alteração já andava a ser preparada, mas agora, na preparação do Orçamento de Estado para 2019, o Bloco de Esquerda conseguiu levar a melhor e acordou com o Governo liderado por António Costa a redução do imposto sobre os espetáculos culturais de 13% para 6%. 

Foi Mariana Mortágua, após reunião do partido com o Primeiro-Ministro, que anunciou esta vitória para as atividades culturais onde se incluem o teatro e os concertos. O IVA sobre os espetáculos será assim reduzido no próximo ano, numa vitória para as artes nacionais. 

Sobe o IVA... Que bom!

Sim, todos nós precisávamos de uma subida do IVA que já estava baixo e agora sobe 0,25%! Isto sempre foi o sonho de qualquer contribuinte e agora sim faz sentido andarmos felizes com tantos pagamentos e despesas! As coisas já não estão fáceis pelo país com tanto corte e ajustes e agora ainda se lembram de colocar mais uma subida, a que chamam de ligeira, do imposto!

Dos 23% iremos passar a pagar 23,25% sobre a grande maioria dos produtos, referindo-se a senhora ministra das finanças a este aumento como sendo uma necessidade que irá ser aplicada no sistema nacional de pensões. Se agora as coisas continuam a andar para trás como iremos ficar daqui a dez anos em que as despesas vão continuar a existir e os impostos irão aumentando, mesmo contra a opinião de alguns economistas e mesmo de ministros?

O senhor Paulo Portas afirma que o IVA devia baixar, já a senhora dona do dinheiro Maria Luís Albuquerque revela o contrário! Ela sabe melhor que ele como estão as contas do país e como a generala manda, a decisão está tomada. Que opinião terá Vítor Gaspar sobre este aumento de impostos que também lhe irá tocar, embora não lhe afecte tanto como a mim?

A subida do IVA ao ser anunciada já causa regressão económica no país porque o psicológico nestes casos acaba sempre por levar a melhor sobre a necessidade, como tal quero ver o que irão fazer quando daqui a uns tempos perceberem que estas ligeiras décimas, como um dos secretários de estado afirma, não surtiram efeito positivo rigorosamente nenhum!

O IVA aumenta, o TSU aumenta, os produtos aumentam e as mentiras continuam! Ah, já agora, os funcionários públicos também têm que voltar a tremer porque está a chegar mais uma roleta de despedimentos!

E é este o último grande capítulo do circo político e económico de Portugal!