Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Levi's, o conforto e a mobilidade

06
Out19

Levis.png

 

A Levi's acabou de lançar a sua nova coleção Outono/Inverno 2019 dentro da linha Levi's Perfomance Jeans que é composta pelos novos modelos inseridos nas categorias Levi's Advanced Stretch Jeans e Levi's All Seasons Tech Jeans. 

Com tecidos vanguardistas a favor do conforto e mobilidade e adotando uma inovadora tecnologia cada vez mais reforçada, os novos modelos, modo regular e slim, da conhecida marca chegaram ao mercado para reforçar qualquer guarda roupa masculino pelos próximos meses. Os novos jeans denim prometem satisfazer o consumidor que procura conforto, mobilidade, segurança, inovação, estilo e imagem, assegurando que se está sempre bem em qualquer momento, a qualquer hora e perante qualquer contexto. 

Fim da mudança de hora

01
Set18

relógio hora.jpg

A discussão já vem detrás, mas agora parece ser tida a conta. A Comissão Europeia irá colocar a votação uma proposta para acabar com a mudança de hora, seguindo a vontade da maioria da população que num estudo mostrou que mais de 80% dos europeus prefere que as alterações de horário entre o Inverno e o Verão terminem. 

Com isto e caso a votação venha a ser positiva, o horário de Verão será mantido, fazendo com que ao longo do Inverno o dia se inicie mais tarde, com o sol a nascer por volta das 09h00, podendo originar algumas alterações nas rotinas de todos nós ao longo do tempo. 

Especialistas do sono europeus já se opuseram a esta solução que a Comissão Europeia poderá levar em diante. O português Joaquim Moita, responsável pelo Centro de Medicina do Sono do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e da Associação Portuguesa do Sono já se manifestou sobre esta questão, referindo que «Se acabar a hora de inverno, entre os meses de novembro e janeiro iremos estar às 08:15 ainda com noite escura», o que «não será benéfico e o desempenho cognitivo e físico podem ficar comprometidos. As crianças e os adolescentes já deviam ir bem acordados para a escola e, para acordar bem, o cérebro precisa de exposição ao sol, à luz solar», uma vez que a maioria das aulas se iniciam por volta das 08h25. 

E o tempo mudou...

09
Nov17

sol chuva.jpg

O Verão prolongou-se bem para além das semanas desejadas e outrora tradicionais, com a água a escassear, os terrenos a ficarem secos e o país a entrar em alerta pela seca que se começou a fazer sentir. Mas agora, assim como quem não quer a coisa, o tempo finalmente parece ter mudado para as temperaturas de Outono e embora a chuva não tenha chegado dentro do que é necessário, as temperaturas já estão bem mais frescas, instáveis ainda, mas os pingos é que parecem só se fazer notar por uns ligeiros momentos que de pouco servem para colmatar a falta que a água está a fazer há meses pelo país. 

Arrefeceu assim de um dia para o outro, deixamos as mangas curtas para andar de casaco, os chás voltaram a ser recrutados em maior quantidade e por casa as mantas já começam a espreitar com o desejo de serem usadas para os dias que tardaram em chegar. A nível pessoal foi bom ter um pouco mais de bom tempo por umas semanas, meses mesmo, mas já sentia a falta do tempo fresco para vestir roupa mais quente, andar de roupão, calçar dois pares de meias, sair de casa com o casaco e tirar os lenços e cachecóis das gavetas para voltarem a ficar pendurados para que possam ser usados e recrutados pelo último minuto antes de colocar o pé na rua. O ar condicionado do carro já é ligado no máximo pelos primeiros instantes da viagem, no trabalho a temperatura ambiente não mostra a realidade do exterior e em casa o calor é bem recebido.

Este calor!

11
Out17

calor.jpg

Estamos em pleno mês de Outubro, já com o Outono a passar, e as altas temperaturas de Verão não nos largam, não dando descanso ao calor que se fez sentir ao longo dos últimos meses de Norte a Sul do país. 

As temperaturas do planeta estão a ficar desorientadas, como se estivessem metidas num carrossel que tanto pode seguir em frente como de um momento para o outro dar a volta e recuar, continuando um caminho que a ciência avisa mas que pouco se tem feito para se tentar alterar pensando nas gerações futuras. O calor extremo ao longo de maiores períodos do ano leva a uma menor quantidade de chuva que quando surge não compensa a falta que se faz sentir, aparecendo de forma tardia e na maioria das vezes com uma rapidez que acaba por fazer estragos, não ativando as faltas que se vão sentindo ao longo do ano. É necessário que todos comecemos a perceber que há que alterar atitudes e formas de pensar para com o bem do planeta para que as reservas e o ecossistema estabilizem e não continue a perder qualidade com o avançar dos anos.

Por estes dias tenho estado num período de descanso pela zona alentejana e se na região de Lisboa se nota a falta que as chuvas têm feito na agricultura e não só, por aqui, as coisas fazem-se sentir muito mais. Riachos secos, barragens com falta de água, incêndios complicados em pleno Outubro, pessoas na rua até mais tarde para se refrescarem do calor que se faz sentir dentro de casa, terras desertas e sem cor, animais sem pastos...

Não te esqueças de atrasar o relógio!

29
Out16

mudança de hora.jpg

Importante relembrar que pela próxima noite, de Sexta-feira para Sábado, poderás dormir mais uma hora, caso não te esqueças de atrasar o relógio por uma hora, entrando assim no horário de Inverno que ficará a decorrer pelos próximos meses. 

Envelhecer com calma

23
Nov15

Lá fora a chuva batia, o vento fazia-se sentir e o som comum das conversas de quem passa não existia! Cá dentro a cama servia para me aconchegar na manta, a televisão passava episódio atrás de episódio de Scandal e o ecrã do telemóvel ia ligando com novos alertas das redes sociais. O Inverno chegou de vez e é tempo de ficar em casa a aproveitar o que sabe cada vez melhor!

Ouvir o mau tempo que se faz sentir na rua, saber que o frio veio para ficar por uns dias e ter tudo à mão dentro de quatro paredes sem ter de sair é perfeito. Comer o que ajuda a aquecer, ficar enrolado nas trouxas quentes, apreciar a ficção nacional e internacional, ligar-me ao mundo pela internet, possuir livros e acima de tudo descansar o corpo e a mente são os bens essenciais que por estes dias mais se aprecia.