Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

05
Jul18

Vícios online

| O Informador

viciados online.jpg

Constantemente somos levados a proferir determinados comentários sobre o modo como os jovens, desde bem cedo, olham para o mundo dos jogos online, dos vídeos e das redes sociais onde conseguem passar horas e horas sem desviarem o olhar e mesmo o pensamento sobre os ecrãs de televisão, tablet e telemóvel, deixando cada vez mais os computadores para trás nesse campo. E nós, os adultos que também passamos bastante tempo agarrados às novas tecnologias com os novos e mais variados atrativos que nos são fornecidos para entreter como forma de matar o tempo, ninguém nos chama a atenção?

Se formos a olhar por vezes para um grupo que esteja aparentemente a conversar, seja em casa ou num local público, percebemos que em vários casos o telemóvel está na mão, com o ecrã bem ligado e não são só as redes sociais são motivo de entretenimento, estando também um jogo ou outro a surgir no ecrã, ouvindo o tema que está a ser debatido na mesa mas prestando atenção a um determinado nível que estamos quase a ultrapassar e onde não queremos perder por nada. E os vídeos que são vistos ao longo desse tempo e por vezes até partilhados via online com quem está na mesa para que outros se distraiam e peguem no telemóvel? Chamamos os mais novos de viciados e pedimos para que nos deem alguma atenção quando estamos a conversar para que não estejam sempre ligados ao mundo online, no entanto acabamos por seguir determinados comportamentos que não são exemplo algum para o que queremos mostrar aos outros. 

Confesso que tento não mexer muito no telemóvel quando existe conversa a debater ou quando estou entre amigos e família porque nem tudo é possível através dos jogos e das redes sociais, mas por vezes tenho que me auto reprimir porque caio num erro cada vez mais comum a todos. O vício do social digital tem acabado ao longo dos anos por abafar conversas e até os jogos, aqueles que nos deixam nervosos porque passamos algum tempo a bloquear num determinado ponto sem conseguirmos seguir em frente, nos deixam de fora de determinados momentos em sociedade real que é tão importante e que andamos a dar cada vez menor valor.

21
Nov17

Faturação a Mais

| O Informador

televisão.jpg

Há uns meses fiz um novo acordo com a MEO e fiquei com o pagamento mensal de 34,98€ sobre o serviço de televisão, telefone (que não uso) e internet. Uns meses depois, uns seis talvez, eis que sem aviso prévio, decidem aumentar este valor para 39,98€. 

Assim, sem mais nem menos, sem qualquer explicação, a fatura aumentou 5€ e acabei somente por dar por isso uns dias depois deste saldo ter sido debitado da conta. A fatura apareceu via email, imprimi mas não reparei no valor e guardei a fatura para lhe juntar o comprovativo do banco sobre o pagamento e foi ai que percebi que o valor acordado tinha levado um aumento que nem é explicado de forma correta através das descrições dadas. 

Acabei por ligar para a operadora, que me pediu para ligar para outro número que não o geral, liguei, não fui atendido e descontaram valor. Uns dias depois ligaram-me a perguntar se a chamada efetuada tinha sido importante para que visse a situação resolvida. Estariam no gozo? Expliquei o que se passou e a informação que obtive foi a de que iria ser contactado. Uma semana passou e nenhum contacto por parte de qualquer representante MEO. 

Resolvi agora esperar que me contactem ou que apareça a nova fatura para ver que valor aparece sobre o último mês, para tentar perceber se as coisas voltam ao normal ou se a situação é para se manter para que opte por nem ligar mas sim ir até uma loja da operadora para que me expliquem o que se terá passado.

09
Mai17

Continuar mas com desconto...

| O Informador

Dei-vos conta de que andava a analisar a oferta dos vários operadores de televisão e internet para deixar o MEO e saltar para a Vodafone, no entanto e após uma longa conversa telefónica com uma operadora da primeira, eis que optei por permanecer mas com uma baixa no valor do pacote que continua a ser o mesmo que outrora mas com um maior desconto. 

Estava praticamente convencido a alterar de operadora e passar pelo processo de instalação pelos próximos dias, no entanto sabia de antemão que ao ligar para fazer o cancelamento do acordo que mantive até agora que me iriam tentar manter como cliente e assim foi. Primeiramente deram a indicação que não poderiam baixar o valor contratual, antes mesmo de saberem a razão para querer sair. Depois quando expliquei que tinha uma oferta bem melhor feita pela concorrência começaram a mudar de discurso e após duas propostas falhadas, eis que acabei por aceitar ficar a pagar o mesmo que iria ser praticado pela concorrência, mantendo o pacote que tenho mantido ao longo dos últimos três anos. 

Ou seja, fico praticamente com um desconto de 23€ mensais assim do nada e somente porque querem manter o cliente. Não percebo como as empresas de telecomunicações não optam por praticar uma maior concorrência direta e obrigam de certo modo a que nós, enquanto utilizadores, sejamos obrigados a ver as ofertas e a falar com o outro lado da barricada para tentarmos ficar a ganhar com o mesmo tipo de serviço. Só nesse momento e após perceberem que têm de agir é que fazem propostas para se baixarem os acordos. 

08
Mai17

Mudança de Operador

| O Informador

Pelos últimos dias andei a analisar as ofertas disponíveis para o sistema de Televisão, Internet e Telefone (que não utilizo) e vou ou pelo menos tenciono alterar e sair do MEO para dar preferência ao serviço da Vodafone que além de oferecer praticamente os mesmos canais de televisão e um melhor serviço de Internet, em modo Fibra, o preço faz a diferença.

Neste momento tenho televisão via Satélite e Telefone e Internet por ADSL, sendo que se mudar mesmo fico com tudo com Fibra e a um preço mais baixo. Estou a pagar 48,98€ há anos e teimam em não me quererem baixar a mensalidade e agora que a Vodafone chegou à aldeia por 28,90€ é de aproveitar. Fico melhor servido e com uns euros a mais no bolso mês após mês.

No Sábado liguei para a Vodafone para saber todas as informações necessárias e fiquei totalmente esclarecido, tendo agora de dar baixa do MEO para fazer o novo contrato. Ontem, Domingo, liguei para o MEO e o esclarecimento que tive para finalizar o serviço deles foi que ao fim-de-semana não prestam aquele serviço, tendo ficado agendado para me ligarem na manhã de hoje para resolvermos a situação. Acham que acreditei que me iam ligar? Claro que não acreditei e daqui a pouco, após o almoço tomarei de novo a iniciativa de ligar para ver o que irão complicar para não me deixarem desistir dos seus serviços aos quais já não estou fidelizado.

04
Mai17

Curtas e Diretas #86

| O Informador

As últimas horas pelas redes sociais têm sido marcadas com a quebra temporária do WhatsApp! Meio mundo está em pânico porque a aplicação meteu baixa. Sabem que vos digo sobre esta situação? Por aqui continuo a usar o WhatsApp normalmente e não existiram falhas até agora!

19
Dez16

Game 2: Winter, o reality show onde tudo é possível!

| O Informador

Game 2 Winter.jpg

A Sibéria foi o local escolhido por uma produtora russa para acolher um novo reality show que será transmitido pela internet. Só que antes de estrear, este novo programa da vida real já está a criar bastante polémica. É que em Game 2: Winter tudo é possível para se chegar à final!

30 concorrentes, 15 mulheres e 15 homens, vão dar vida a um novo reality show inspirado na saga literária e posteriormente cinematográfica Os Jogos da Fome. Como todos sabemos a Sibéria tem baixas temperaturas onde lobos e ursos coabitam e num espaço de 900 hectares, com mais de 2 mil câmaras espalhadas, tudo poderá acontecer pela sobrevivência no jogo e na vida. Segundo Yevgeny Pyatkovsky, produtor do programa, nesta aposta tudo será possível para seguir em frente e sair vencedor, o que poderá querer dizer que «lutar, assassinar e violar» estarão em jogo em direto para o Mundo. 

Na estreia de Game 2: Winter cada concorrente receberá uma faca e entrará em jogo sem existirem regras e restrições de comportamento, só que todos saberão as leis da Rússia e se existir algum tipo de crime as autoridades serão chamadas ao local e o tribunal poderá entrar em ação. No caso de desistência os participantes terão de acionar um botão e serão resgatados por um helicóptero de imediato que os retirará de cena. 

O programa será emitido em russo, inglês, alemão, francês, árabe e espanhol, pelo menos, ao longo de nove meses e até ao momento já existem mais de 60 inscritos, de cinco países diferentes, prontos a conquistar 1,5 milhões de euros.

Mais sobre mim

foto do autor

Banner mrec Saldos 2019

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • O Informador

    Agora é tempo para viveres a tua vida, com trabalh...

  • Sofia

    Desde miúda que luto pela minha felicidade e não e...

  • O Informador

    Achei que a estreia esteve bem, agora há que não p...

  • O Informador

    Aquilo nem serviços mínimos atingiu, sinceramente....

  • Happy

    Eu vi e gostei muito!

Mensagens

Pesquisar