Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

24
Jul17

Lavagens higiénicas

O Informador

Por estes dias estava sentado a cear num restaurante de fast-food e como estava sozinho dei por mim a analisar os comportamentos de quem me rodeava. E nessa análise consegui perceber que além das pessoas não se dirigirem ao «banheiro» quando entram para fazerem o mínimo da higiene antes de colocarem as mãos na comida, muitos nem usam guardanapo como auxiliar para pegar no hambúrguer ou o que quer que seja. 

As pessoas esquecem-se um pouco de lavar as mãos, mesmo que seja de forma rápida, antes de agarrarem na comida. Se a refeição for feita de garfo e faca não se deve mais as coisas ainda passam, agora em locais onde tudo é comido à mão convém que exista higiene não? É que ainda por cima depois não se auxiliam de guardanapos para agarrarem a comida, já para não falar que as batatas fritas são transportadas do pacote para a boca com o recurso aos dedos. Falei nos guardanapos, mas esses serão bons para se usar diretamente com o que estamos a comer? É que também já passaram por vários locais e mãos! 

O importante é refletir no facto de que a maioria das pessoas que vão a cadeias de fast-food não se dirigem primeiramente aos lavabos para expulsarem as bactérias que adquiriram na viagem, a ver roupa, a mexer em animais e por ai fora... 

16
Mar16

Sem banhos

O Informador

Devido aos problemas dos canos do prédio há uns dias ficamos sem poder utilizar a água um dia e depois disso tivemos outros problemas que apareceram por erros de quem fez as obras há uns meses. Agora e aproveitando a onda, aqui por casa a casa de banho está em remodelação e o banho está estritamente proibido acontecer neste momento porque não existe banheira. 

Ah pois é, lá se foi a banheira à vida, deixando o seu lugar vago durante uns dias para que lá para o final da semana assente no seu lugar um novo poliban. O espaço encontra-se amplo e já pronto a receber o seu novo morador, faltando ainda renovar os canos pelos próximos dias para que o malvado do poliban apareça e assente arraias no seu novo local habitacional. 

Então e não tenho tomado banho? Felizmente que a família está sempre disponível para receber o menino até para tirar o mau cheiro do dia-a-dia!

14
Out15

Sem escova de dentes

O Informador

Uma confidência pessoal... Andei dois dias sem escova de dentes após o regresso a casa! Com uma semana de férias, fiz as malas e acabei por deixar a escova no copo pelo lavatório da casa onde passei aqueles dias de descanso. Voltei à vida rotineira e ao desfazer a mala percebi que tinha deixado a dita cuja por lá! Com a preguiça não fui logo ao supermercado comprar outra, não existia uma substituta no momento por casa, e no dia seguinte ao sair do trabalho acabei por me esquecer de passar pela zona comercial somente para comprar a bendita escova de dentes. Conclusão, duas manhãs, duas tardes, duas noites a lavar os dentes com o dedo!

18
Jun15

Pêlos trocados

O Informador

A moda feminina dos pêlos nas axilas veio para aumentar. O que parece ter dado nas vistas através de jovens cantoras com a depilação por fazer pelas covas dos braços, agora tem ganho revelo e virado moda entre adolescentes e jovens adultas. Ao contrário, a ala masculina opta cada vez mais por tirar de todo o corpo o que existe de pêlo.

O tempo avança e os costumes alteram-se até na pelugem humana!

07
Ago14

A evolução do Tomé

O Informador

Menos de uma semana como membro da família e o Tomé já é querido por todos, tendo já recebido visitas para ser reconhecido e tem feito boas aprendizagens, tanto em termos de higiene como de brincadeiras.

De noite não existe qualquer mudança aqui por casa, antes e depois do bebé ter chegado. O Tomé só choramingou pela segunda noite e a partir daí nunca mais se ouviu qualquer som vindo da parte dele. Deixamos-o sozinho por volta das 22h00 e só o retornamos a ouvir quando de manhã começa a perceber que alguém já está levantado!

Ao acordar logo pede comida, devorando tudo o que lhe dermos nesse momento e passados poucos minutos faz as suas primeiras necessidades diárias em papel de cozinha, sim porque no jornal acaba por só fazer metade. Já percebemos que o menino não é virado para folhas imprensas, então optamos pelo papel liso e assim tudo tem corrido bem, existindo uma procura do próprio para poder fazer corretamente as suas necessidades.

Passado esse momento é tempo de brincar um pouco e dormir o resto da manhã, acordando só com algum barulho mais brusco ou pela hora de almoço para voltar a comer e repetir a rotina. Ao serão antes de jantar existe o momento da brincadeira, depois come, faz as necessidades fisiológicas no seu cantinho e depois de voltar a brincar um pouco, o que o deixa cansado, é hora de voltar a dormir até ao dia seguinte. 

Os primeiros dias do Tomé aqui por casa estão a correr bem, estando a sua aprendizagem a ser até mais fácil do que pensava, mas aí também tenho que confessar que o mérito é todo dos meus pais que passam o dia com ele, habituaram-no aos seus horários e à sua higiene. Estou contente com o menino e com a aceitação que tem tido aqui por casa!

Nestes primeiros dias o cachorrinho tem mostrado ser asseado, meigo, dorminhoco e calmo, gostando de correr quando está disposto a tal, mas também passando horas e horas deitado onde nem os incentivos para a brincadeira o conseguem fazer levantar da moleza.

30-a-50-nobel-literatura-mrec

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook