Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Conhece-te!

Atenta que nem todos idealizam, pensam, criam e concretizam da forma como aceitas ser o mais correto. Percebe que em sociedade existem as diferenças que têm de ser respeitadas junto de quem se cruza no caminho. Aceitar e entender é fundamental para se conseguirem definir espaços pessoais para que num todo geral a vivência seja conseguida da melhor forma, sem existirem complexos e preconceitos, egoísmo e indefinições para com o percurso que tem de seguir uma linha exata e universal (...)

Estado de merecimento

  De certo que já ouviste a expressão "cada um tem o que merece". E certamente já pensaste no "que mal fiz eu para merecer isto". Agora pensa pelo lado positivo das boas situações e reflete sobre se existe uma expressão tipicamente portuguesa onde se reflita o bom estado das coisas boas que nos acontecem. Existe alguma frase corriqueira do estilo "que bem eu tenho feito para merecer isto" ou algo como "sou tão positivo que só podia merecer o bem"? Bem me parece que não! (...)

Momento de gratidão na estrada

Agradeço a concentração que mantive há uns dias quando poderia ter sofrido um acidente por um condutor apressado resolver não parar num stop. Seguia na minha vida e só tive mesmo tempo de desviar o carro para a estrada de onde acabava de sair o veículo com o seu condutor indisciplinado. Se não fosse atento e tivesse seguido caminho como normalmente e como seria intenção também naquele dia, lá os tinha levado pela frente. Ficava sem carro, quase de certeza que todos saímos (...)

Oferta de Tempo

«Eu sei que o tempo que não para, o tempo é coisa rara e a gente só repara quando ele já passou», esta é parte da letra que Miguel Gameiro escreveu para ser interpretada por Mariza. E a verdade é que o tempo é mesmo coisa rara que deve ser aproveitado em todos os momentos e com os sentidos no máximo. No dia-a-dia da nova forma de estar na vida, tempo é preciosidade, vontade e ambição. Quem não pede para tudo acontecer sem pressa ou com uma pitada de verdade por perto? (...)

Gratidão

Agradecer, celebrar o bem que deve ser partilhado com todos! É sobre o poder da gratidão que me baseio hoje por perceber que simples expressões como «Bom dia!», «Olá!» e «Obrigado!», que podem parecer meros apontamentos diários, mas que são difíceis de verbalizar para muitas pessoas que ainda, mesmo numa fase adulta, não conseguiram perceber que para estarem bem consigo também é necessário olhar para e pelos outros.  Desde sempre fui educado com base na celebração do (...)