Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

07
Jan19

Objetivos literários para 2019

| O Informador

livros.jpg

Mais um ano a começar e mais uma volta marcada com a literatura que me acompanha há vários anos! Nos últimos tempos o Goodreads tem lançado o Desafio de Leitura aos seus «aderentes» para que logo no início de cada ano se coloque um objetivo literário pessoal para com o número de livros que se prentendem ler ao longo dos doze meses. Mais uma vez, após nos anos anteriores ter conseguido suplantar o desejado número a que me propus, em 2019 espero que não seja exceção.

Tudo começou entre mim e o Goodreads, onde todos os livros que já li estão inseridos para que nada escape, em 2015. Os desafios já haviam começado uns anos antes, mas só mesmo em 2015 me deixei levar. Nesse ano resolvi que conseguiria ler 24 livros, acabando por atingir os 25. Em 2016 coloquei a faixa objetiva nos 25 e finalizei o ano com 32 leituras feitas. Já em 2017 a fasquia estava nos 30 e cheguei aos 40. 2018 foi o ano em que me surpreendi de novo e dos 40 que coloquei como meta, fui até aos 48. E agora? Seguindo a mesma linha deveria colocar esse mesmo número, o 48, como fonte de inspiração para ser atingida, mas não. A fasquia ficaria demasiado elevada desta vez e não sei como os tempos livres irão estar ao longo dos próximos tempos, como tal resolvi voltar a apostar nos 40, o que é de novo um ponto alto, mas que irei tentar e espero conseguir, ultrapassar. 

15
Dez18

Sob um Céu Escarlate | Mark Sullivan

| O Informador

sob um céu escarlate.jpg

Título: Sob um Céu Escarlate

Título Original:  Beneath a Scarlet Sky 

Autor: Mark Sullivan

Editora:  Cultura Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Novembro de 2018

Páginas: 464

ISBN: 978-989-8886-21-7

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Pino Lella não quer nada com a guerra ou com os nazistas. Ele é um adolescente italiano normal - obcecado por música, comida e miúdas, mas os seus dias de inocência estão contados. Quando a sua casa em Milão é destruída pelas bombas dos Aliados, Pino junta-se a uma via-férrea subterrânea ajudando judeus a escapar dos Alpes e apaixona-se por Anna, uma bela viúva seis anos mais velha do que ele.

Numa tentativa de protege-lo, os pais de Pino forçam-no a alistar-se como soldado alemão - julgando que assim o manteriam longe de combate. Mas Pino é ferido e depois recrutado, aos dezoito anos, como motorista pessoal do general Hans Leyers, o caudilho de Adolf Hitler na Itália, e um dos comandantes mais misteriosos e poderosos do Terceiro Reich.

Agora, com a oportunidade de espiar o Alto-Comando Alemão, Pino luta em segredo, suportando os horrores da guerra e da ocupação, tendo a sua coragem reforçada pelo seu amor por Anna e pela vida que ele sonha que um dia compartilhar.

 

Opinião: O tema é daqueles que não me fascina assim tanto, a Segunda Guerra Mundial, no entanto e pela veracidade com que Mark Sullivan criou cada parte da história de Sob um Céu Escarlate, consegui ficar convencido sobre esta obra desde muito cedo. Real, limpo, sentimental e tocante, este romance tem todos os ingredientes que são necessários para me conquistar enquanto leitor que gosta de apreciar um bom livro criado com gosto e não para ser mais um porque assim o é exigido. 

Em Sob um Céu Escarlate descobrimos o jovem italiano Pino Lella, que numa fase avançada da sua vida resolve finalmente contar o que viveu ao longo do tempo de guerra. Os conflitos, as mentiras, fugas, esquemas e o verdadeiro amor em tempos complicados em que o mínimo detalhe podia alterar o caminho a seguir. O motivo pelo qual os anos de silêncio perduraram na vida de Pino Lella é revelada mesmo no final desta história que conquista e perante a qual percebemos que nem tudo era e continua a ser o que parece. 

04
Jan18

Ler Nunca é Demais

| O Informador

book.jpg

2018 chegou e uma nova etapa literária era necessária lançar e colocar no Goodreads para que me volte a surpreender e consiga ultrapassar a meta que pretendo atingir pelos próximos meses. Para este novo ano serão 40 os livros que pretendo ler. Serão doze meses de leitura, com narrativas para todos os gostos e géneros bem distintos entre si. Irei manter alguns autores de eleição por estas leituras e também quero continuar a conhecer novas escritas e métodos de contar uma boa história. 

Foi em 2015 que comecei a colocar objetivos anuais nas leituras que faço. Ao longo do ano não vou ligando muito a esta contagem, no entanto o que tem acontecido é que algumas semanas antes do final de cada ano percebo que o objetivo está ultrapassado, fazendo com que coloque de ano para ano um número maior que pela terceira vez consecutiva foi atingido com sucesso.

Em 2015 os 24 livros que pretendia ler foram alcançados, tendo conseguido atingir as 26 obras lidas. Já em 2016 subi a fasquia para os 25 e acabei por ler 33. Em 2017 consegui voltar a superar-me e dos 30 pretendidos consegui fazer ainda melhor e chegar aos 40. Agora e porque consegui melhorar em três anos a fluidez das leituras, eis que a fasquia sobe para os 40, pretendendo pelo menos ler o mesmo número de livros que em 2017, mas querendo que esse número seja ultrapassado, nem que seja para os 41.

05
Jan17

Desafio de Leitura de 2017

| O Informador

desafio de leitura 2017 1.png

Goodreads chegou para conquistar quem gosta de literatura! Nos últimos anos todos somos desafiados a implementar uma meta através do Desafio de Leitura para enfrentarmos o número de livros que nos propomos a ler ao longo dos doze meses.

Se em 2015 tinha como objetivo 24 e atingi os 25, em 2016 subi a parada para ler 25 e fui aos 32. Desta vez tenho um número redondo, o 30, como premissa para iniciar esta etapa da literatura anual. Conseguirei bater uma vez mais o objetivo e ainda passar também a barreira do ano que terminou?

14
Nov16

Objetivo literário atingido!

| O Informador

Desafio.png

Os desafios saudáveis a que me posso propor comigo mesmo têm sido alcançados, principalmente na área literária onde pelo segundo ano consecutivo consegui, antes do final do prazo, atingir a meta dos objetivos que determinei cumprir para com o Goodreads

Se em 2015 achei pelo início do ano que conseguiria chegar aos 24 livros lidos na integra e atingi a meta com dois extra em cima, em 2016 aumentei o desafio para os 25 e eis que neste momento, a meio ainda de Novembro, já conto com 26 livros lidos de forma total. 

Objetivos cumpridos antes mesmo do aproximar do limite do prazo e os volumes extra a serem lidos para que os 100% continuem a aumentar de forma razoável.

02
Fev15

Amizade da Saúde

| O Informador

Li por um blogue nacional que por sua vez ouviu numa rádio que o facto de ter muitos amigos é bom para a saúde. Será que deverei ter medo de estar prestes a terminar de viver por ter um grupo bem restrito de pessoas que considero de verdadeiros amigos?

Conforme fui lendo o dito texto fui ao mesmo tempo pensado nas pessoas que coloco dentro do lote da amizade, deixando os conhecidos e os outros, aquele que nem sei bem o que são, para trás. Fazendo as contas percebi que os poucos e bons que tenho chegam-me perfeitamente por serem os que fui escolhendo e também os que me deixaram ficar nas suas vidas. Somos mesmo poucos, existindo uma distinção entre as pessoas que estão comigo e aquelas com quem me vou cruzando, cumprimentando e não desejando que passe disso. Os suficientes amigos que tenho chegam-me para o gasto mas agora fiquei a pensar que poderei estar a colocar a minha rica saúde em risco por ser assim tão ganancioso quando se fala de amizade.

Só um pormenor que me saltou à vista também pelo dito texto do blogger... Será que os variadíssimos amigos que existem pelas redes sociais também contarão para um melhoramento do estado de saúde? É que se assim for estou um pouco mais descansado, embora não conheça talvez uns noventa por cento das pessoas com que tenha «amizade» pelo Facebook, TwitterInstagram ou Goodreads.

Estarei com a vida em perigo?! Que grande estudo!

Mais sobre mim

foto do autor

Banner mrec Saldos 2019

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Happy

    Eu vi e gostei muito!

  • Gorduchita

    Não defendendo de forma nenhuma a empresa de medic...

  • O Informador

    É possível porque nas carrinhas é mesmo para despa...

  • O Informador

    O meu não perde o contacto com o cabo, mas só liga...

  • Anónimo

    Quando vou à medicina do trabalho num edifício ond...

Mensagens

Pesquisar