Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

06
Nov18

Worst Of | Teatro Nacional D. Maria II

| O Informador

worst of cartaz.jpg

Não é incomum, ao longo dos tempos, escutar-se a opinião de um atraso crónico do teatro português, por comparação com as outras artes. Worst of propõe-se a passar os olhos pela história do teatro nacional à sombra desta impressão. Para isso, um "best of" de atores nacionais dará voz às lamurias com a ajuda de exemplos que confirmam o desalento. Worst of não é uma celebração.

Worst Of chegou à Sala Garrett do Teatro Nacional Dona Maria II para fazer uma visita à história do teatro em Portugal, com oportunidade para que a opinião nos tempos que correm seja dada de forma feroz e impactante, mostrando como existe uma falha sobre tudo o que foi feito, parecendo faltar evolução no que é feito e que chega, como é bem reforçado em palco, a ser uma «merda» pela falta de vontade em fazer mais, em ser diferente, arriscar e não continuar a ser mais do mesmo, poupando esforços e não procurando alterar ou fazer em condições um bom espetáculo cultural.

Esta criação do Teatro Praga e que conta com a interpretação de Rogério Samora, São José Correia, Márcia Breia, Vítor Silva Costa, Cláudia Jardim, Diogo Bento, Patrícia da Silva e Pedro Penim, divide-se em dois palcos, onde o passado é representado para ser comentado pelo presente. Recorrendo a textos de André Brun, Júlio Dantas, Gil Vicente, Luís de Sttau Monteiro, J.M. Vieira Mendes, Francisco Gomes de Amorim e Almeida Garrett, Worst Of une assim o passado histórico do teatro, dos primórdios sucessos aos grandes fracassos, a um texto debatido e que já havia sido recusado pela direção do Teatro Nacional Dona Maria II em 2006, ganhando agora vida em 2018. 

15
Out14

A comentadora Manuela Moura Guedes

| O Informador

Manuela Moura Guedes já foi das principais pivôs do jornalismo televisivo, tendo sido encostada para canto durante os últimos anos. Há uns meses a direção da RTP propôs à jornalista uma outra experiência, a de apresentadora, e com isso tem apresentado a mais recente temporada do programa Quem Quer Ser Milionário. Se de início critiquei a aposta em Manuela para este tipo de formato, com o tempo fui mudando de opinião, isto também porque a própria foi alterado a sua postura no concurso de cultura geral.

Agora Moura Guedes vira comentadora na RTP Informação num novo programa moderado por Nilton, Barca do Inferno, que é transmitido semanalmente pelos serões de segunda-feira do canal. Uma jornalista de sucesso pode dar uma boa comentadora quando ainda tem idade para voltar ao que bem sabe fazer? Pode mas não devia!

Gosto de ver um bom jornalista, já depois de ter terminado a sua carreira, a transformar-se num comentador fixo ou esporádico dos mais variados assuntos da atualidade. Agora a Manuela, que ainda tem alguns anos pela frente para voltar a ser pivô e jornalista de grandes reportagens, a deixar a sua verdadeira profissão para ser aposta em espaços de comentário e não conseguir assim voltar ao que antes sempre fez é um grande erro.

Manuela Moura Guedes sempre foi uma pivô que não deixou nada por dizer quando não concordava com os temas das reportagens que apresentava ou das entrevistas que foi fazendo ao longo da carreira, tendo sempre gerado muitos comentários críticos pela sua forma de estar profissionalmente. No entanto sempre gostei da forma frontal da jornalista e como comentadora percebo que vai ter muito para falar e em boa forma, só que não seria já, onde ainda podia voltar ao jornalismo puro e duro como sempre fez.

Depois existe outro facto… Manuela Moura Guedes é aposta como comentadora na RTP Informação, no canal mais certinho de notícias em Portugal! Qual a verdadeira intenção da direção da estação para convocarem uma das suas mais recentes apresentadoras de horário nobre para um espaço de comentário semanal?

Manuela pode querer deixar de vez o jornalismo e seguir o seu caminho como apresentadora ou comentadora, no entanto este não é um rosto que consiga ser imparcial como o canal informativo da RTP tanto deseja. Moura Guedes tinha muito mais a dar como comentadora há SIC Notícias, canal que a deixou pendurada há uns anos atrás, ou há TVI24, de onde saiu debaixo de várias polémicas depois de anos de sucesso. Na RTP Informação a jornalista não fará grande estragos como comentadora, para mais num programa apresentado por um comediante que também dá assim os seus passos pela informação do canal, depois de apresentar tantos programas de sátira social e conversa desnecessária.

O Barca do Inferno será para levar a sério ou ter-se-á que levantar o Auto de Gil Vicente para que este programa não seja comparado às piadas das manhãs da RFM e ao extinto Jornal de Sexta-feira da TVI?! Manuela é um erro por ser comentadora antes de tempo e Nilton não é um rosto nada ligado à informação para agora assumir um lugar que não devia ser seu!

Mais sobre mim

foto do autor

oportunidades 20 a 50 em livros

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • O Informador

    Já ouvi dizer que sim! Como sou filho único nunca ...

  • P. P.

  • Sofia

    Os filhos mais velhos são sempre sobrecarregados!

  • O Informador

    Pensando no presente e futuro sem levar as pedras ...

  • O Informador

    Por vezes é necessário dar espaço para que os outr...

Mensagens

Mais comentados

Pesquisar