Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Universitários-billboard

Sete anos depois...

Uma imagem, uma recordação representativa de um momento! Não me lembrava desta fotografia, tirada no Funchal, há precisamente sete anos, mas a passagem pelas redes sociais, que nos vão alertando sobre o que andamos a fazer neste dias pelos anos anteriores, ajudou-me a relembrar que estava de férias, livre e feliz. É assim que recordo aqueles dias passados na ilha por onde subi e desci ruas e conheci lugares onde tenciono voltar para redescobrir e também para que consiga visitar o (...)

As caricaturas de Ronaldo

O aeroporto da Madeira passou a ter o nome de Cristiano Ronaldo e para assinalar a distinção foi colocada uma placa de louvor ao craque, tal como um busto criado pelo escultor madeirense Emanuel Santos. Só que o dito busto que prometia surpreender acabou por desiludir e gerar uma chuva de comentários, imagens e vídeos virais. É que tal como se pode ver, o busto de homenagem a CR7 tem várias diferenças com o craque, muitas até. O que terá pensado o escultor na hora de elaborar (...)

E se te dissessem... Eu digo!

E se te dissessem que poderás ir uns dias até ao Funchal em trabalho? E se te dissessem que és o escolhido se uma ideia para arrancar no final do ano for em frente? E se te dissessem que poderiam ficar a ganhar mais do dobro do actual ordenado se aceitasses tal oportunidade? E se te dissessem que essa mesma oportunidade não fica ao virar da esquina mas sim a duas ou três horas de casa? E se te dissessem que terias responsabilidades por todos os lados com essa nova função onde (...)

O bebé da Madeira

Num dia do mês de Janeiro os noticiários televisivos da hora de almoço abriram com a notícia de que um bebé tinha desaparecido no concelho da Calheta. Na altura e passados vários dias de notícias com teorias sobre o desaparecimento do menino, como a da criança ter andado a pé durante quilómetros, ter sido raptado e afins, fui dizendo aqui por casa que a reacção dos pais perante tal desaparecimento não era normal, existindo ali algo a esconder. Agora sabe-se que as suspeitas (...)