Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

13
Jun18

Ganha | Sexo, Drogas e Selfies | Oficina do Livro

O Informador

Sexo, Drogas e Selfies SDS.jpg

Joana perdeu a virgindade aos doze anos e é uma das raparigas mais populares do colégio.

Ela e as amigas, aparentemente perfeitas para os pais, escondem um dia-a-dia de sexo com estranhos, sem preservativo, e muitas drogas. Noites levadas ao limite para contornarem o aborrecimento de um quotidiano em que estão sempre agarradas ao telemóvel.

É o retrato de uma geração que não vive o momento, porque cada instante só lhe parece real se for registado pela câmara de um telemóvel. É a geração que depende das selfies e dos likes. 

Em pouco tempo, a vida da Joana e das amigas toma um rumo inesperado, e entra numa espiral descontrolada que condiciona definitivamente o seu futuro.

Francisco Salgueiro, autor de O Fim da Inocência, regressou aos diários de uma geração que leva os riscos ao limite, lançando assim Sexo, Drogas e Selfies, SDS.

Após dez anos sobre o primeiro livro baseado em factos reais, Francisco Salgueiro regressa assim através da Oficina do Livro aos temas de destaque entre os jovens que vivem na descoberta de novos mundos onde as drogas, o sexo e o mundo das redes sociais são o grande destaque entre abusos e seguranças sobre o lema Yolo, em que só vivemos uma vez. Um livro que retrata a geração que vive cada momento no limite, com o registo da sua vida a ser partilhado com a sociedade através de imagens que ficam e de atos que nem sempre podem dar bons frutos no futuro. 

Tu, que estás desse lado, tens aqui a oportunidade de ganhar um exemplar desta nova obra de Francisco Salgueiro. Esta hipótese irá estar disponível até às 12h00 de dia 21 de Junho, Quinta-feira, e nesse mesmo dia será revelado o nome vencedor nesta mesma publicação, sendo o sorteio feito através do sistema automático random.org. O premiado será contactado via email com a notícia sobre o prémio. Para a participação ser válida tens de seguir os passos que se seguem...

02
Out13

Leituras de Setembro

O Informador

O Vendedor de Histórias, A Verdade sobre o caso Harry Quebert e O Fim da Inocência formaram o meu trio literário do mês de Setembro e se o primeiro foi bom, o segundo não lhe ficou a dever nada e o terceiro então quis suplantar os seus antecessores. Cada qual com o seu estilo, Jostein Gaarder, Joël Dicker e Francisco Salgueiro foram os meus autores do último mês e que tão boa companhia me fizeram!

O Vendedor de HistóriasO Vendedor de Histórias

Com uma escrita fluída e que dá vontade de continuar a querer saber mais, Jostein Gaarder surpreende com a criação de um maravilhoso romance em O Vendedor de Histórias. Através da sua característica forma filosófica e sem pensar nas grandes massas, o autor criou um romance onde revela os pensamentos de um jovem autor, que sonha, torna real e transforma as suas vontades e crenças na realidade dos outros. Um ser raro, que consegue criar histórias para dar e vender aos autores que procuram o sucesso através das mentes brilhantes que se escondem por trás dos grandes holofotes. Contando várias histórias, em jeito de contos espalhados por um sublime romance, Gaarder transporta o leitor por uma escrita fluída que mostra o outro lado dos verdadeiros autores, os que tudo concretizam e que nem sempre anseiam pelo sucesso.

A verdade sobre o caso Harry QuebertA Verdade sobre o caso Harry Quebert

Tirando o facto deste romance relatar a história de um sublime escritor e depois mostrar pequenos trechos sem nada de grandioso sobre essa mesma escrita, A Verdade sobre o caso Harry Quebert é um bom livro! Um crime de anos, um romance proibido e um amor relatado são os principais ingredientes desta obra da autoria de Joël Dicker, que através de Marcus conta a história sobre o verdadeiro culpado de vários crimes que foram acontecendo numa pacata vila, mostrando que a aparente verdade acaba por ser desfeita através de pequenos pormenores onde a amizade e a crença prevalecem. Uma longa investigação e vários suspeitos que levaram milhares de leitores a ficarem agarrados a este romance que tem feito furor pelos tops europeus nos últimos tempos, tendo sido um livro premiado em várias frentes. Mesmo com alguns deslizes, eu gostei e fiquei rendido ao género criado e a prova disso é o facto de ter ficado agarrado a esta história da mesma forma que Harry se viu envolvido com Nola, contra tudo e todos.

O fim da inocênciaO Fim da Inocência

Sim, eu peguei em O Fim da Inocência e pensei que este seria mais um livro sobre adolescentes e que não iria passar disso, chegando até a gozar com quem o andava a ler. No final posso dizer que Francisco Salgueiro não recriou uma história real, mas além de usar todos os argumentos que teoricamente lhe foram contados, ainda criou alicerces para formar, através de uma história de vida, um grande livro que prende o leitor do início ao fim, tanta a vontade de se querer saber mais sobre o percurso da Inês. Droga, sexo, risco, confronto, mentira… São alguns dos alicerces desta história que mostra como nos dias que correm tudo começa a acontecer de forma bem precoce na vida dos miúdos e as descobertas acontecem quando e onde menos se espera e se por um lado uns podem descobrir e ficar-se por aí, existe sempre quem queira mais, influenciados ou não pelas companhias que procuram as mesmas experiências, querendo crescer e viver como adultos despreocupados. Neste diário secreto de uma adolescente portuguesa, o autor transforma-se na jovem e conta como tudo aconteceu, desde a sua primeira vez sexual, com rapazes e raparigas, a dois e em grupo, com drogas ou sem as mesmas, com e sem preservativo. O limite é a palavra que melhor descreve a vida desta Inês e que me levou várias vezes a pensar, isto não é real porque é para lá da realidade, mas pelos vistos acontece!

27
Set13

O Fim da Inocência

O Informador

O fim da inocênciaO Fim da Inocência não é um livro para mentes fechadas e que não estão preparadas para enfrentarem a realidade sobre os jovens. No entanto, é um bom diário de bordo sobre uma adolescente que viveu a vida no limite desde cedo e que cresceu com as consequências que todas as suas acções lhe provocaram por querer ser uma mulher quando ainda não passava de uma menina.

Com uma escrita simples, real e sem cortes, Francisco Salgueiro, consegue com este livro retratar na perfeição um diário que poderia ser o de uma jovem qualquer dos nossos dias, neste caso a Inês. Embora acredite que este retrato de diário é muito levado ao extremo porque o que é contado, capítulo após capítulo, torna-se quase irreal de tão forte que é, O Fim da Inocência relata as vivências dos jovens de hoje.

Droga, sexo, risco, confronto, mentira... Nos dias que correm tudo começa a acontecer de forma bem precoce na vida dos miúdos e as descobertas acontecem quando e onde menos se espera e se por um lado uns podem descobrir e ficar-se por aí, existe sempre quem queira mais, influenciados ou não pelas companhias que procuram as mesmas experiências, querendo crescer e viver como adultos despreocupados. Neste diário secreto de uma adolescente portuguesa, o autor transforma-se na jovem e conta como tudo aconteceu, desde a sua primeira vez sexual, com rapazes e raparigas, a dois e em grupo, com drogas ou sem as mesmas, com e sem preservativo. O limite é a palavra que melhor descreve a vida desta Inês e que me levou várias vezes a pensar, isto não é real porque é para lá da realidade, mas pelos vistos acontece!

Este bom livro de Salgueiro consegue prender o leitor que fica página a página à espera dos novos pormenores, em busca do que irá acontecer e do que esta menina rebelde vai viver nos próximos momentos. E embora eu acredite que as coisas não se passaram como são contadas, mostrando esta obra várias vivências e não só a de uma jovem, a forma como tudo é contado cria um enlace, com quem está a descobrir esta Inês e os seus amigos, que não se consegue parar de ler, querendo sempre mais.

Eu, que já tinha confessado ter gozado com os meus colegas de trabalho que andaram a ler O Fim da Inocência, fiquei rendido não só ao livro, mas também à forma prática, leve e despreocupada do autor que se colocou na pele de uma jovem e relatou o que esta lhe foi contado via email, telefone e cara-a-cara, usando e abusando de todos os pormenores e artimanhas das palavras para retratar tal e qual o que lhe foi contado.

A Inês percebeu que os limites com que viveu ao longo de vários anos tinham de parar e só existiu um caminho a seguir para tudo acalmar e se poder recomeçar uma nova vida! Quantos não conseguem fazer o mesmo?

Um diário real e chocante da geração de facilidades que os pais desconhecem! Aconselho!

Sinopse: Aos olhos do mundo, Inês é a menina perfeita. Frequenta um dos melhores colégios nos arredores de Lisboa e relaciona-se com filhos de embaixadores e presidentes de grandes empresas. Por detrás das aparências, a realidade é outra, e bem distinta. Inês e os seus amigos são consumidores regulares de drogas, participam em arriscados jogos sexuais e utilizam desregradamente a internet, transformando as suas vidas numa espiral marcada pelo descontrolo físico e emocional. Francisco Salgueiro dá voz à história real e chocante de uma adolescente portuguesa, contada na primeira pessoa. Um aviso para os pais estarem mais atentos ao que se passa nas suas casas.

25
Set13

Vou ler... O Fim da Inocência

O Informador

O fim da inocênciaConfesso! Quando vi uma colega de trabalho a ler este livro, gozei e perguntei-lhe se ela acreditava mesmo no que estava a ler e se achava que o filho ia fazer e viver algumas das histórias que são contadas em O Fim da Inocência. Agora, e como a curiosidade matou o gato, pedi para que me comprassem este sucesso de vendas nacional, da autoria de Francisco Salgueiro, na última Feira do Livro de Lisboa, no dia em que estava como Livro do Dia. Nos próximos dias esta vai ser a minha leitura!

Alguém realmente sabe o que fazem os adolescentes portugueses quando saem à noite com os amigos?

Inês é aparentemente a menina perfeita. Frequenta um dos melhores colégios de Lisboa, é amiga de filhos de embaixadores e presidentes de grandes empresas. Só que ela e os seus amigos são consumidores regulares de drogas, participam em estranhos jogos sexuais e as suas vidas estão em total descontrolo devido à utilização sem regras da Internet.

Esta é uma história real e chocante que não vai deixar ninguém indiferente.

Terá coragem de ler?

Esta é a mensagem de apresentação de O Fim da Inocência! Eu não sou pai e não tenho irmãos, mas fiquei com curiosidade para saber se o que é contado por Francisco Salgueiro também foi vivido por mim e se os meus primos podem ter certos tipos de comportamentos de que não estamos a imaginar que aconteçam nas suas idades!

Por uns dias irei adoptar esta Inês e perceber como a sua vida pode ter diferenças e semelhanças com a minha quando tinha a sua idade!

13 DICAS PARA PAIS E EDUCADORES PROTEGEREM AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES DOS PERIGOS DAS REDES SOCIAIS - Com O Fim da Inocência, a Oficina do Livro está a oferecer este pequeno livro também da autoria de Francisco Salgueiro para os perigos que as redes sociais podem ter junto das crianças e dos adolescentes. 

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook