Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

sveva-casati-billboard

Dia Mundial da Poesia

21
Mar17

Literatura, que vasto mundo de palavras que têm lugar no mundo dos livros, entre páginas recheadas de palavras corridas encontramos também a poesia, que não agrada à maioria dos leitores até se encontrar o momento ideal para nos deixarmos apaixonar por um verso mais audaz, um poema de amor ou uma quadra perfeita com que nos identificamos. Hoje, dia 21 de Março, assinala-se o Dia Mundial da Poesia e que tal todos colocarmos no pensamento que pelos próximos tempos teremos de ler uma obra poética?!

De Fernando Pessoa a Sophia de Mello Breyner, Portugal é um país de poetas eternos que fizeram suspirar no seu tempo e deixaram marcas que ainda hoje nos tocam e amanhã continuarão a ser relembrados como figuras maiores da literatura nacional. Há que agarrar nos poetas de todos os tempos e não os deixar esquecidos no tempo e pelas estantes dos livreiros. 

Banda Desenhada para todos!

08
Mar17

Nos dias que correm não leio Banda Desenhada, no entanto na adolescência já fui fã deste género de literatura que conquista miúdos e graúdos. Para os amantes do género eis uma boa notícia. A FNAC está neste momento e até dia 29 de Março com descontos até -50% numa selecção de Comics, Graphic Novels e Manga. 

A imagem acima representa uma pequena amostra do que está disponível com bons descontos neste momento! Basta clicar e entram num mundo onde o desenho toma lugar em histórias de super heróis.

Gozam com o Gustavo, mas...

28
Nov16

Os comentários de gozo para com Gustavo Santos continuam e sabem o que é de admirar? O seu novo livro, Ama-te Nível 2: Assumir a Alma encontra-se no top dos mais vendidos desta semana na FNAC.

Afinal de contas vale ou não a pena ter um espirito social de paz e amor e fazer grandes discursos estupidificados para apresentar pela internet? Ele é criticado, imitado e gozado, no entanto vende. Isto quererá dizer alguma coisa ou não?

Boa Gustavo, o Querido vai rendedo no ecrã e nas livrarias nacionais as suas obras vão vendendo, mesmo que a crítica não seja positiva, o que interessa neste caso é dar nas vistas, colocar a sociedade a comentar e assim vender!

O que acabou de chegar!

20
Mai16

o pavilhão púrpura.jpg

Sabem o que acabou de chegar? O segundo volume de uma triologia de um dos meus autores portugueses favoritos! 

José Rodrigues dos Santos dispensa apresentações e quando escreve sem colocar no romance as aventuras do seu tão querido Tomás Noronha só tem a ganhar! No Natal ofereceram-se As Flores de Lótus e agora, como também tinha um Cartão Oferta para descontar, encomendei o novo calhamaço, O Pavilhão de Púrpura, que acabou de ser lançado. Os mais atentos à minha vida literária sabem que ainda não li o primeiro volume, mas o segundo já cá mora e como as primeiras férias do ano estão a aproximar-se parece-me que teremos leitura contínua por uns dias!

A tecnologia está na FNAC!

19
Mai16

O início do tempo quente está a colocar meio mundo louco a pensar nos dias de praia que se avizinham! No entanto o sol que se começou finalmente a fazer-se sentir parece trazer consigo boas notícias, principalmente na área da Tecnologia! 

Então não é que este fim-de-semana a Tecnologia na FNAC está carregadinha de promoções em variados artigos seleccionados? Nos dias 20, 21 e 22 de Maio os produtos Apple, Smarthphones, Tablets, Portáteis e outros artigos tecnológicos estão com preços incríveis e descontos até 30%!

O esquecido António Lobo Antunes

23
Fev16

António Lobo Antunes é um ícone da literatura nacional mas nos últimos tempos a sua obra tem vindo a perder força junto dos leitores que outrora o colocaram entre os lugares cimeiros do top de vendas. 

Num artigo especial do Observador é bem possível ver a queda da procura pelas obras de Lobo Antunes que com o seu último romance conseguiu apenas vender 1600 exemplares na Fnac, muito aquém dos milhares de outros tempos. Será que os leitores deixaram de vez o autor como um dos eleitos na hora da escolha de uma obra para levar para casa? Ou será que foi Lobo Antunes que abandonou a inovação e opta por não andar ao sabor da maré, recusando escrever o que vende e pensando somente, porque com os anos de carreira já pode, no que quer fazer, quer atraia ou não o público?

António Lobo Antunes é uma figura da literatura nacional que deixa marca entre nós, mesmo que continue a manter um trajecto descendente pelos próximos anos!